Descendentes de Pedro I do Brasil

Os descendentes de Pedro I do Brasil são numerosos e alguns deles governaram os tronos do Brasil e de Portugal, sendo membros da Casa de Bragança, e igualmente dos monarcas da Romênia, da Saxônia, da Áustria, da Grécia, e da Iugoslávia, sendo eles de vários ramos descendentes.

A primeira esposa de Pedro I, Maria Leopoldina, com seus cinco filhos sobrevivientes.

Ao total, Pedro I teve 8 filhos, 24 netos e 28 bisnetos legítimos. Diversos outros descedentes frutos de suas relações extraconjugais foram legitimados pelo próprio monarca ou durante o reinado de seu sucessor, Pedro II.

Visão geral editar

Pedro e Leopoldina tiveram 10 netas e 14 netos, dos quais 7 foram natimortos, e mais 1 morreu poucos dias após o nascimento.

Seu primeiro neto foi o futuro rei português Pedro V, filho da filha mais velha, D. Maria II, em 16 de setembro de 1837; o mais novo era o Infante Eugénio de Portugal, nascido e falecido em 15 de novembro de 1853, também filho de D. Maria II.[1] O último neto de D. Pedro e D. Leopoldina a morrer (quase exactamente 91 anos depois do próprio D. Pedro) foi a Princesa Francisca, Duquesa de Chartres.

Nascimento e ascendência editar

Pedro I nasceu em Lisboa em 1798 durante o reinado de sua avó materna, Maria I de Portugal, sendo filho de João, Príncipe do Brasil e Carlota Joaquina da Espanha. Seus avós paternos eram Maria I e Pedro III de Portugal, ambos da Casa de Bragança. Seus avós maternos eram Maria Luísa de Parma e Carlos IV de Espanha, o que torna Pedro I trineto de Luís XV de França e igualmente de Luís, Grande Delfim de França - que, por sua vez, era filho de Luís XIV de França.[2]

Casamentos editar

Pedro, então Príncipe Real e herdeiro ao trono português, casou-se pela primeira vez em 1817 com a Arquiduquesa Maria Leopoldina da Áustria. O casamento era resultado de uma ampla série de negociações entre o Reino de Portugal e o Império Austríaco, governado então pela poderosa Casa de Habsburgo, que visavam fortalecer os laços políticos entre as duas monarquias excetuando a forte influência dos britânicos nas questões estrangeiras atlânticas.[4] O casamento de Pedro I e Maria Leopoldina, originou sete filhos dos quais 3 não sobreviveram à infância e dois sucederam ao pai como monarcas do Brasil e de Portugal, respectivamente. Através da descendência de sua filha, Maria da Glória, Pedro I é um ancestral do ramo português da Casa de Bragança e igualmente dos monarcas da Romênia, da Saxónia, da Áustria, da Grécia, e da Iugoslávia, Através da descendência de sua filha, Francisca de Bragança, Pedro I é um ancestral do ramo da Casa de Orléans que reclama o trono francês de Luís Filipe I.[5]

Após a morte de sua esposa Maria Leopoldina em 1826, Pedro I contraiu novas núpcias somente em 1829 com a Princesa Amélia de Leuchtenberg, neta de Josefina de Beauharnais, Imperatriz da França. O arranjo político do matrimônio foi considerado complexo devido aos supostos entraves do Imperador Francisco I - pai de Maria Leopoldina - que desejava assegurar a ascensão de seus netos ao trono brasileiro e da imagem desgastada da corte brasileira na Europa.[6] De seu casamento com Amélia, Pedro I foi pai somente de Maria Amélia de Bragança, que morreu solteira e sem descendência.

Descendentes editar

Primeiro casamento editar

Filho Nascimento Morte Casamento e descendência
  Princesa Maria da Glória, Princesa da Beira,
mais tarde
Maria II
4 de abril de 1819 15 de novembro de 1853 Casou-se em 1 de dezembro de 1834 com o Príncipe Augusto, Duque de Leuchtenberg
sem filhos
Casou-se em 1 de janeiro de 1836 com o Príncipe Fernando de Saxe-Coburgo-Koháry
mais tarde
Fernando II
7 filhos
  Infante Miguel 26 de abril de 1820
  Príncipe João Carlos, Príncipe da Beira 6 de março de 1821 4 de fevereiro de 1822
  Princesa Januária 11 de março de 1822 13 de março de 1901 Casou-se em 28 de abril de 1844 com o Príncipe Luís Carlos, Conde de Áquila
6 filhos
  Princesa Paula Mariana 17 de fevereiro de 1823 16 de janeiro de 1833
  Princesa Francisca 2 de agosto de 1824 27 de março de 1898 Casou-se em 1 de maio de 1843 com o Príncipe Francisco, Príncipe de Joinville
3 filhos
  Príncipe Pedro de Alcântara, Príncipe Imperial,
mais tarde
Pedro II
2 de dezembro de 1825 5 de dezembro de 1891 Casou-se em 30 de maio de 1843 com a Princesa Teresa Cristina das Duas Sicílias
4 filhos

Segundo casamento editar

Filho Nascimento Morte Casamento e descendência
  Princesa Maria Amélia 1 de dezembro de 1831 4 de fevereiro de 1853

Descendentes por Maria II de Portugal editar

Filho Nascimento Morte Casamento e descendência
  Príncipe Pedro de Alcântara, Duque de Bragança
mais tarde
Pedro V
16 de setembro de 1837 11 de novembro de 1861 Casou-se em 29 de abril de 1858 com a Princesa Estefânia de Hohenzollern-Sigmaringen
sem filhos
  Infante Luís, Duque do Porto
mais tarde
Luís I
31 de outubro de 1838 19 de outubro de 1889 Casou-se em 27 de setembro de 1862 com a Princesa Maria Pia de Saboia
2 filhos
  Infanta Maria 4 de outubro de 1840 [7]
  Infante João, Duque de Beja 16 de março de 1842 27 de dezembro de 1861
  Infanta Maria Ana 21 de agosto de 1843 5 de fevereiro de 1884 Casou-se em 11 de maio de 1859 com o Príncipe Jorge da Saxônia
mais tarde
Jorge I
8 filhos
  Infanta Antónia 17 de fevereiro de 1845 27 de dezembro de 1913 Casou-se em 12 de setembro de 1861 com o Príncipe Leopoldo, Príncipe de Hohenzollern
3 filhos
  Infante Fernando 23 de julho de 1846 6 de novembro de 1861
  Infante Augusto, Duque de Coimbra 4 de novembro de 1847 26 de setembro de 1889
  Infante Leopoldo 7 de maio de 1849
  Infanta Maria da Glória 3 de fevereiro de 1851
  Infante Eugénio 15 de novembro de 1853

Descendentes por Princesa Januária editar

Filho Nascimento Morte Casamento e descendência
  Príncipe Luís, Conde de Roccaguglielma 18 de julho de 1845 27 de novembro de 1909 Casou-se em 22 de março de 1869 com Maria Amelia Bellow-Hamel
2 filhos
  Princesa Maria Isabel 22 de julho de 1846 14 de fevereiro de 1859
  Príncipe Filipe, Conde de Espina 12 de agosto de 1847 9 de julho de 1922 Casou-se em 23 de setembro de 1882 com Flora Böonen
sem filhos
  Princesa Germana 11 de setembro de 1848
  Príncipe Carlos 11 de setembro de 1848 [8]
  Príncipe Emmanuel 24 de janeiro de 1851 26 de janeiro de 1851
  • Princesa Januária (1822-1901) e Príncipe Luís Carlos, Conde de Áquila (1824-1897)
    • Luís Maria Fernando, Conde de Roccaguglielma (1845-1909)
      • Maria Januária de Bourbon (1870-1941)
      • Luís Afonso, Conde de Roccaguglielma (1873-1940)
    • Maria Isabel das Duas Sicílias (1846-1859)
    • Filipe, Conde de Espina (1847-1922)
    • Germana Maria Teresa das Duas Sicílias (1848-1848)
    • Carlos Luís Maria das Duas Sicílias (1848-1848)
    • Emmanuel das Duas Sicílias (1851-1851)

Descendentes por Princesa Francisca editar

Filho Nascimento Morte Casamento e descendência
  Princesa Francisca 14 de agosto de 1844 28 de outubro de 1925 Casou-se em 11 de junho de 1863 com o Príncipe Roberto, Duque de Chartres
5 filhos
  Príncipe Pedro, Duque de Penthièvre 4 de novembro de 1845 17 de julho de 1919
  Princesa Maria Leopoldina 30 de outubro de 1849

Descendentes por Pedro II do Brasil editar

 
Luiz Philippe de Orléans e Bragança, o primeiro membro da Casa Imperial a ocupar um cargo político desde a Proclamação da República.
Filho Nascimento Morte Casamento e descendência
  Príncipe Afonso, Príncipe Imperial 23 de fevereiro de 1845 11 de junho de 1847
  Princesa Isabel, Princesa Imperial 29 de julho de 1846 14 de novembro de 1921 Casou-se em 15 de outubro de 1864 com o Príncipe Gastão, Conde d'Eu
4 filhos
  Princesa Leopoldina 13 de julho de 1847 7 de fevereiro de 1871 Casou-se em 15 de dezembro de 1864 com o Príncipe Luís Augusto, Duque de Saxe
4 filhos
  Príncipe Pedro Afonso, Príncipe Imperial 19 de julho de 1848 9 de janeiro de 1850

Ver também editar

Referências

  1. «O Portal da História - D. Maria II». www.arqnet.pt. Consultado em 18 de dezembro de 2023 
  2. Rezzutti 2017, p. 83.
  3. Barman 1999, p. 8.
  4. Rezzutti 2017, p. 72.
  5. Rezzutti 2017, p. 229.
  6. Armitage 1836, p. 84.
  7. Addington, A. C., ~The Royal House of Stuart, London, 1969, 1971, 1976 . 160
  8. https://www.antenati.san.beniculturali.it/detail-record/?s_id=17756138

Bibliografia editar

  • Rezzutti, Paulo (2017). D. Leopoldina, a história não contada. [S.l.]: LeYa/Casa da Palavra. ISBN 9788544105108 
  • Barman, Roderick J. (1999). Citizen Emperor: Pedro II and the Making of Brazil, 1825–1891. [S.l.]: Stanford University Press. ISBN 9780804735100 
  • Armitage, John (1836). The History of Brazil from the period of the arrival of Braganza family in 1808 to the abdication of Don Pedro the First in 1831. [S.l.]: Smith, Elder and Co.