Dia Internacional dos Estudantes

O Dia Internacional dos Estudantes é o 17 de novembro e alude à repressão dos protestos estudantis contra a ocupação nazista da Checoslováquia, realizados entre 28 de outubro e 17 de novembro de 1939, no então Protetorado da Boêmia e Morávia.

Dia Internacional dos Estudantes
Tipo Internacional
Data 17 de novembro
Frequência Anual

A data foi estabelecida, em 1941, em Londres, durante reunião do Conselho Internacional de Estudantes (antecessor da atual União Internacional de Estudantes, UIE), da qual participaram delegados de 26 países.

HistóriaEditar

Em 1 de setembro de 1939, a Alemanha invade a Polônia, marcando o início da Segunda Guerra Mundial. O território tcheco, porém, já fora ocupado pelos alemães desde 15 de março, quando a Boêmia e a Morávia foram proclamadas protetorado do Terceiro Reich.

A resistência tcheca contra a ocupação nazista no protetorado cresce a partir do final de 1939. Em 28 de outubro, aniversário da fundação da primeira República Tchecoslovaca, instituída em 1918, milhares de estudantes foram às ruas para protestar contra a ocupação alemã, nas ruas de Praga. Konstantin von Neurath, chefe das forças de ocupação no protetorado, determina que os manifestantes sejam duramente reprimidos.[1] Em consequência, muitos são feridos - dentre os quais Jan Opletal (1915-1939), estudante da Faculdade de Medicina da Universidade Carolina, que viria a morrer no dia 11 de novembro.[2]

O episódio acirra a resistência tcheca e, em 15 de novembro, dia do enterro de Opletal, houve novos protestos, com a participação significativa dos estudantes universitários.

Em represália, na madrugada de 17 de novembro todas as universidades do país foram fechadas. Forças nazistas invadiram a Sede da Federação Central de Estudantes Checoslovacos. Nove dirigentes estudantis foram fuzilados e mais de 1,2 mil estudantes foram levados de suas casas para o campo de concentração de Sachsenhausen-Oranienburg, perto de Berlim, onde 18 deles pereceram.

O outro 17 de novembroEditar

Em 1989, o 17 de novembro viria a adquirir um significado adicional na Tchecoslováquia, quando os estudantes novamente tomaram as ruas no Dia Internacional dos Estudantes, dessa vez para protestar contra o regime comunista então vigente, sendo mais uma vez reprimidos duramente. O episódio marcou o início da Revolução de Veludo e o fim do regime socialista no país.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Pequenas biografias de líderes nazistas». Academico.direito-rio.fgv.br 
  2. «17th November - International Students Day». International Union of Students. IUS Update (em inglês). Stud.uni-hannover.de. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2005 
  3. Český rozhlas. «Former students about the death of Jan Opletal in 1939» (em inglês). Archiv.radio.cz