Dia dos Irmãos

O Dia dos Irmãos é uma data comemorativa em que se homenageia, agradece e festeja os irmãos. Tem vocação universal, sendo uma festa semelhante ao Dia do Pai, ao Dia da Mãe ou ao Dia dos Avós. Procura assinalar o espírito destacado na deliberação instituidora: «o que vivemos entre irmãos é único, irrepetível, molda a nossa vida para sempre.»


O cartaz do Dia dos Irmãos, no primeiro ano em que foi celebrado em Portugal - 31.maio.2015

ComemoraçãoEditar

É celebrado um pouco por todo o mundo em diferentes datas.

Na Europa, o Dia dos Irmãos celebra-se a 31 de maio, conforme foi instituído por deliberação da Assembleia Geral da Confederação Europeia das Famílias Numerosas (ELFAC)[1] em 18 de setembro de 2014. Anteriormente, a ELFAC já tinha feito o primeiro lançamento experimental, a 31 de maio do mesmo ano.[2]

A ELFAC tem membros nos seguintes países europeus: Alemanha, Áustria, Chipre, Croácia, Eslováquia, Espanha, Estónia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Letónia, Lituânia, Portugal, República Checa, Roménia, Sérvia, Suíça e Ucrânia[3]. Mas a adesão à data e ao espírito do 31 de maio está aberta a qualquer outro país europeu ou não-europeu.

Nos Estados Unidos da América, celebra-se a 10 de abril, como National Siblings’ Day. Encontram-se também outras menções ao último sábado de março[4] e a 2 de maio[5] [6]. Estas duas últimas datas aparentam não ter qualquer carácter oficial, nem suficiente consistência institucional. Já as comemorações do 10 de abril, desenvolvidas a partir da Siblings Day Foundation[7] têm ganho adesão contínua e, ano após ano, consolidam-se no planos social e no espaço público.


 
Jovens divulgam o Dia dos Irmãos numa área comercial, Lisboa 2016

HistóriaEditar

A celebração do Dia dos Irmãos – também referido, nas diferentes línguas, como Dia do Irmão ou Dia dos Irmãos e Irmãs – é bastante recente, diversamente de outras celebrações de cunho familiar, como os muito antigos Dia da Mãe e Dia do Pai.

No caso do Dia dos Irmãos, todas as iniciativas lançadas datam dos finais do século XX ou já do século XXI.

IniciativasEditar

Nos Estados Unidos da América, a iniciativa de estabelecer o Dia dos Irmãos (National Siblings Day (NSD) a 10 de abril, todos os anos, partiu de uma nova-iorquina, Claudia Evart, que, tocada pela morte prematura dos seus dois irmãos, Alan e Lisette, ambos mais velhos, se mobilizou para instituir uma data para a celebração social e familiar dos laços especialmente fortes que existem entre irmãos e irmãs. Para o efeito, criou uma Fundação, a Siblings Day Foundation, reconhecida pela lei americana em 1997 e 1999[8]. O 10 de abril tem crescido progressivamente em reconhecimento público nos EUA, destacando-se as Proclamações pelos Governadores de 49 Estados federados[9].

No Brasil, a escolha do dia 5 de setembro surgiu por iniciativa da Igreja Católica, homenageando o aniversário da morte da missionária Madre Teresa de Calcutá, a partir de 2007 – data em que passaram 10 anos sobre a sua morte[10]. No contexto religioso, o sentido da palavra "irmão" está ligada ao "próximo". O sentido e a oficialidade desta data são postos em dúvida por algumas fontes[11]. Mas tem ganho difusão ao longo dos anos, no sentido de se aplicar a irmãos de família[12] [13].

 
Divulgação do Dia dos Irmãos num supermercado, Porto 2017

Na Europa, a ideia nasceu no ano de 2014, sendo lançada pela ELFAC – European Large Families Confederation. A data de 31 de maio foi escolhida por anteceder o Dia das Crianças (1 de junho) e ser o último dia do mês de maio, associado a celebrações familiares como o Dia da Mãe (em Portugal, no primeiro domingo de maio; nos Estados Unidos da América, no segundo domingo de maio) e o Dia Internacional da Família (15 de maio)[14], instituído por Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas em 1993[15].

Fernando Ribeiro e Castro, que fundou e foi presidente da APFN e da Confederação Europeia de Famílias Numerosas (ELFAC, na sigla em inglês), falecido em março de 2014, é o autor da frase que foi escolhida como mote da comemoração deste dia na Europa: «Se queres ver uma criança feliz, dá-lhe um irmão. Se queres ver uma criança muito feliz, dá-lhe muitos irmãos»[16], disse. A escolha da véspera do Dia das Crianças (1 de junho) para festejar o Dia dos Irmãos tem a ver com esta frase. No último dia do mês de maio, onde ocorrem outras celebrações ligadas à família, a véspera do Dia das Crianças é o dia certo para o Dia dos Irmãos simbolizar um modo de alegre anúncio de família às crianças pequenas.

O Dia dos Irmãos dispõe de um site na internet[17].

PopularizaçãoEditar

Na Europa, o caso mais notório de eco social das celebrações do 31 de maio tem acontecido em Portugal. Neste país, a divulgação do Dia dos Irmãos tem conhecido adesão crescente a partir 2015, por dinamização da APFN – Associação Portuguesa das Famílias Numerosas[18], membro português da ELFAC[19].

Além das iniciativas de base e com escolas e autarquias locais, bem como de ações de divulgação na comunicação social realizadas todos os anos, o Dia dos Irmãos foi saudado por mensagem do Presidente da República de Portugal, nos anos de 2016[20] e 2017[21] [22].

Foram celebrados protocolos com confederações de comércio[23] e com algumas empresas de grande difusão. A imagem do Dia dos Irmãos, visto pelas crianças, apareceu em largos milhares de pacotes de açúcar (dose individual)[24], o que alcançou grande divulgação. Várias celebridades, rádios, canais televisivos e outros meios de comunicação costumam destacar a relação entre irmãos e a importância de se celebrar este dia. Todos os anos, em datas próximas ao 31 de maio, artigos alusivos ao Dia dos Irmãos, numa linha de testemunho pessoal ou de visão social, têm sido escrito por algumas figuras públicas portuguesas: Alexandre Patrício Gouveia[25], Diana Leiria Ralha[26], Francisco José Viegas, Francisco Rodrigues dos Santos[27], Inês de Medeiros[28], Inês Teotónio Pereira, José Paulo Carvalho[29], José Ribeiro e Castro[30], José Sá Fernandes[31], Margarida Alvim[32], Margarida Corrêa de Aguiar[33], Margarida Gonçalves Neto[34], Maria Flor Mendonça[35], Paulo Baldaia[36], Pedro Rebelo de Sousa[37], Ricardo Sá Fernandes[38], Roberto Carneiro[39], Teresa Avillez Ereira[40] e Vítor Feytor Pinto[41].

Festa familiar e socialEditar

O Dia dos Irmãos é uma festa familiar por excelência: é uma calorosa celebração familiar na sua horizontalidade e, no sentido exato da palavra, fraternidade. É também uma festa social, celebrando a alegria das famílias, no olhar e nas relações dos irmãos e irmãs.

Em reuniões familiares e eventos sociais, festeja-se no Dia dos Irmãos «o que de tão importante une irmãos e irmãs: o crescer juntos; as aventuras; as descobertas; a solidariedade; a proximidade; a cumplicidade; a identidade que é diferença; a diversidade; a entreajuda, a cooperação e a divisão de tarefas; a alegria e a tristeza; as emoções, boas e más; a tolerância; a reconciliação; a partilha; as histórias, raízes e memória.»[42]

Neste dia, é comum irmãos e irmãs oferecerem-se uma lembrança simbólica, enviarem uma mensagem ou, se possível, passarem tempo uns com os outros. É um dia especial para lembrar e honrar a presença e importância de irmãos e irmãs na vida e na identidade de cada um.

Referências

  1. «O que é o Dia dos Irmãos: entenda a data». Portal Dia dos Irmãos, separador "Sobre" 
  2. «Primeiro lançamento do Dia dos Irmãos». ELFAC website, News 
  3. «ELFAC members». European Large Families Confederation / About us / Members 
  4. «Brothers and Sisters Day». Brothers and Sisters Day I 
  5. «Brothers and Sisters Day». Brothers and Sisters Day II 
  6. «Brothers' and Sisters' Day». Brothers and Sisters Day II 
  7. «Siblings Day Foundation». Fundação Dia dos Irmãos 
  8. «Fact/Information Sheet». Nota informativa da SDF 
  9. «NSD Gubernatorial (State) Proclamations». Proclamações estaduais do NSD 
  10. «Calendarr». Calendarr - Brasil 
  11. «Dia do irmão – Afinal, qual a data oficial?». Dia do irmão, Brasil 
  12. «Blog.floresonline.com.br». Mensagens e curiosidades sobre o Dia do Irmão 
  13. «www.movenoticias.com». Hoje é o dia do irmão no Brasil. E as celebridades não se esquecem de assinalar a data. 
  14. «International Day of Families». Nações Unidas 
  15. «Resolution 47/237». Assembleia Geral das Nações Unidas: «§15: Also decides that, beggining in 1994, 15 May of every year shall be observed as the International Day of Families.» 
  16. «"Se queres ver uma criança feliz dá-lhe um irmão"». Expresso, 31.maio.2016 
  17. «Portal Dia dos Irmãos». Dia dos Irmãos APFN / ELFAC 
  18. «Portal APFN». APFN - Associação Portuguesa das Famílias Numerosas 
  19. «ELFAC website». ELFAC - European Large Families Confederation 
  20. «Presidência da República Portuguesa 2016». Portugal: Mensagem do Presidente da República, 31.maio.2016 
  21. «Presidência da República Portuguesa 2017». Portugal: Mensagem do Presidente da República, 31.maio.2017 
  22. «Marcelo envia abraço caloroso à lusofonia no Dia dos Irmãos». Presidente da República celebra a data e diz que foi "uma ideia feliz". - 31.maio.2017 
  23. «Collaboration to establish Siblings Day in Europe». Protocolo APFN/CCP 
  24. «Special offers for the Siblings Day». Pacotes de açúcar alusivos ao Dia dos Irmãos, 2016 
  25. «O meu irmão António». artigo de Alexandre Patrício Gouveia - Observador, 25.maio.2016 
  26. «O milagre dos irmãos». artigo de Diana Leiria Ralha - Jornal de Notícias, 24.maio.2016 
  27. «Os três irmãos». artigo de Francisco Rodrigues dos Santos - Diário de Notícias, 25.maio.2017 
  28. «As três irmãs». artigo de Inês de Medeiros - Jornal de Notícias, 28.maio.2015 
  29. «Recordações do irmão do meio». artigo de José Paulo Carvalho - Jornal de Notícias, 30.maio.2017 
  30. «Os irmãos Sobral». artigo de José Ribeiro e Castro - Observador, 31.maio.2017 
  31. «Os meus irmãos: Ricardo e Paula». artigo de José Sá Fernandes - jornal "i", 22.maio.2017 
  32. «Guerra e Paz». artigo de Margarida Alvim - Observador, 27.maio.2017 
  33. «Três irmãs e um irmão, quatro personalidades distintas». artigo de Margarida Corrêa de Aguiar - Observador, 23.maio.2017 
  34. «31 de Maio, Dia dos Irmãos». artigo de Margarida Gonçalves Neto - Diário de Notícias, 30.maio.2016 
  35. «Queridos manos». artigo de Maria Flor Mendonça - jornal "i", 26.maio.2016 
  36. «Irmãos e cuidadores». artigo de Paulo Baldaia - Diário de Notícias, 31.maio.2017 
  37. «O meu irmão Marcelo». artigo de Pedro Rebelo de Sousa - Expresso, 28.maio.2016 
  38. «Paula e Zé, os meus irmãos». artigo de Ricardo Sá Fernandes - jornal "i", 31.maio.2016 
  39. «Um testemunho: do irmão que não tive ao irmão que tudo me deu». artigo de Roberto Carneiro - Público, 31.maio.2015 
  40. «Carta aberta ao chefe Avillez». artigo de Teresa Avillez Ereira - jornal "i", 29.maio.2017 
  41. «A verdadeira fraternidade». artigo de Vítor Feytor Pinto - Público, 31.maio.2017 
  42. «O que é o Dia dos Irmãos: entenda a data». Portal Dia dos Irmãos, separador "Sobre" 

Ligações externasEditar