Abrir menu principal

Didier Deschamps

futebolista francês

Didier Claude Deschamps (Baiona, 15 de outubro de 1968) é um técnico e ex-futebolista francês de origem basca. Atualmente comanda a Seleção Francesa. Com a conquista da Copa do Mundo FIFA de 2018, Deschamps se juntou a Zagallo e Beckenbauer como os únicos a ganharem a Copa do Mundo como jogador e como treinador.[1]

Didier Deschamps
Didier Deschamps in 2018.jpg
Informações pessoais
Nome completo Didier Claude Deschamps
Data de nasc. 15 de outubro de 1968 (50 anos)
Local de nasc. Baiona, França
Nacionalidade francês
Altura 1,74 m
Destro
Informações profissionais
Equipa atual França
Posição Ex-volante
Função Treinador
Clubes de juventude
1976–1983
1983–1985
Aviron Bayonnais
Nantes
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1985–1989
1989–1994
1990–1991
1994–1999
1999–2000
2000–2001
Nantes
Olympique de Marseille
Bordeaux (emp.)
Juventus
Chelsea
Valencia
0123 0000(4)
0162 0000(9)
0035 0000(3)
0180 0000(4)
0048 0000(1)
0021 0000(0)
Seleção nacional
1988–1989
1989–2000
França Sub-21
França
0018 0000(0)
0103 0000(4)
Times/Equipas que treinou
2001–2005
2006–2007
2009–2012
2012–
Monaco
Juventus
Olympique de Marseille
França
0160
0044
0164
0082
Última atualização: 22 de março de 2019

Índice

Carreira como jogadorEditar

Profissionalizou-se no Nantes, em 1985, permanecendo até 1989, não conquistando títulos mas se destacando e se transferindo para o Olympique de Marseille, onde ficou por uma temporada, conquistando o Campeonato Francês.

Em 1991, foi para o Bordeaux. Mais uma vez sendo destaque, retornou ao Marseille no ano seguinte, para ser decisivo em mais dois títulos (um retirado devido a denúncias de fraude contra o time francês) do Campeonato Francês e o da Liga dos Campeões da UEFA de 1992-93, título de maior expressão da história do clube.

Foi contratado pelo Juventus em 1994, onde conquistou diversos títulos, sagrando-se bicampeão da Supercopa da Itália, tricampeão italiano, campeão europeu, mundial e da Supercopa Europeia. Se tornou um ídolo da Juve.

Depois do sucesso na Itália, Didier foi para a Inglaterra para defender o Chelsea, onde foi campeão da Copa da Inglaterra.

Terminou a carreira no espanhol Valencia, em 2001.

Seleção FrancesaEditar

Em 1989, foi convocado pela primeira vez. Foi campeão da Copa do Mundo FIFA de 1998, sendo o capitão da equipe, e ainda campeão da Eurocopa em 2000. Disputou 103 partidas e marcou 4 gols pela Seleção.

Carreira como técnicoEditar

Como técnico, foi vice-campeão europeu de clubes, em 2004, pelo Monaco, da França.

Em 2006, assumiu o controle da Juventus após a renúncia de Fabio Capello, por conta do rebaixamento da equipe de Turim. Levou a equipe ao título italiano da Serie B, se demitindo logo após o feito.

Em 2009, assumiu o comando da equipe que tinha o lançado para o mundo, o Olympique de Marseille, que vivia um jejum de dezoito anos sem títulos nacionais. Com contratações de jogadores como os argentinos Lucho González e Gabriel Heinze, o experiente Fernando Morientes, e ainda nomes como Souleymane Diawara, Fabrice Abriel, Stéphane Mbia, Édouard Cissé, entre outros, Deschamps conseguiu ser campeão da Copa da Liga Francesa e do Campeonato Francês em sua primeira temporada, cravando seu nome na história do clube, dessa vez como treinador. Em junho de 2012, porém, deixou o comando da equipe após uma temporada irregular.

No dia 8 de julho 2012, a FFF anunciou que o novo técnico da seleção seria Didier Deschamps, substituindo assim Laurent Blanc.[2]

Em 2016, perdeu a final da Eurocopa em casa para Portugal pelo placar de 1 a 0.

Já em 2018, conquistou com a Seleção Francesa a Copa do Mundo na Rússia. Após vencer a Seleção da Croácia no tempo normal por 4 a 2, Deschamps se igualou à Mario Zagallo e Franz Beckenbauer como os únicos campeões tanto como jogador e como técnico. Além disso, é o único francês bicampeão do mundo.

EstatísticaEditar

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas
Monaco 208 98 59 51
Juventus 43 30 11 2
Marseille 163 83 40 41
França 89 60 17 17

TítulosEditar

Referências

  1. «Deschamps é o terceiro a ser campeão como jogador e treinador da Copa do Mundo». torcedores.com  Texto "data15 de julho de 2018" ignorado (ajuda)
  2. Deschamps substitui Laurent Blanc Arquivado em 14 de maio de 2015, no Wayback Machine. A Bola Online, 9 de julho 2012

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Didier Deschamps
   Este artigo sobre futebolistas franceses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.