Abrir menu principal
Dinis Gregório de Melo Castro e Mendonça
Nascimento 11 de abril de 1735
Lisboa
Morte 3 de dezembro de 1793 (58 anos)
Angra do Heroísmo

Dinis Gregório de Melo Castro e Mendonça (Lisboa, 11 de Abril de 1735Angra, 3 de Dezembro de 1793) foi um nobre, militar e administrador colonial português que exerceu as funções de Capitão General dos Açores (1771-1793).[1]

BiografiaEditar

Fidalgo do Conselho de El-Rei, foi o último governador da praça-forte de Mazagão,[2] tendo com o posto de capitão governado aquela praça forte desde 1763, num período de permanente ataque do inimigo, até ao seu abandono em 1769.

Foi o 2.º capitão-general da Capitania Geral dos Açores, nomeado para o cargo a 18 de Outubro de 1771, mas só desembarcou em Angra a 15 de Abril de 1776, tomando posse no dia 21 daquele mês. Faleceu em Angra a 3 de Dezembro de 1793, ficando sepultado na igreja de Nossa Senhora da Guia do convento de São Francisco de Angra.

A família deste capitão-general ficou a residir em Angra até ao reinado de D. Maria II, embarcando para Lisboa por ordem real e à custa do erário público.

Foi pai de António Manuel de Melo e Castro de Mendonça que tomou posse do governo de São Paulo, no Brasil, em 28 de Junho de 1797, e governador-geral de Moçambique, entre 14 de Agosto de 1809 e Agosto de 1812.

Notas

  1. Nota biográfica na Enciclopédia Açoriana.
  2. A.H. de Oliveira Marques, História de Portugal, Lisboa, Palas Editores, 1984, vol. I, p. 382; vol. II, pp. 458-459.

Ver tambémEditar