Dino De Laurentiis

Agostino "Dino" De Laurentiis (Torre Annunziata, 8 de agosto de 1919Los Angeles, 10 de novembro de 2010)[1] foi um produtor de cinema italiano. Atuou na produção de mais de 160 filmes durante a sua carreira, dos clássicos italianos às grandes produções de Hollywood.[2] É famoso por sua parceria com diretores italianos do pós-guerra, como Federico Fellini e Roberto Rossellini.[3]

Dino De Laurentiis
Nome completo Agostino De Laurentiis
Nascimento 8 de agosto de 1919
Torre Annunziata
Nacionalidade  Itália
Morte 10 de novembro de 2010 (91 anos)
Los Angeles
Ocupação Produtor
Festival de Veneza
Prémio de Honra - Leão de Ouro
2003

Carreira como produtor cinematográficoEditar

De Laurentiis iniciou seus estudos de cinema aos 17 anos, e aos 20 já tinha seu nome nos créditos, como produtor, tornando-se referência do cinema neorrealista italiano.[4] Serviu ao exército italiano durante a Segunda Guerra Mundial, e após o fim do conflito, voltou ao trabalho de produtor, conseguindo seu primeiro sucesso com Arroz Amargo, em 1949, do diretor Giuseppe De Santis.[5]

No início da década de 1950 fundou sua própria produtora, em sociedade com Carlo Ponti, a Ponti-De Laurentiis, que realizou inúmeros longas-metragens de sucesso. Foi com sua produtora que alcançou o Óscar de melhor filme em língua estrangeira, com A Estrada da Vida (1954) e Noites de Cabíria (1956), de Federico Fellini.[6] A parceria com Ponti durou até 1957, e após o rompimento, construiu seu próprio estúdio em Roma, chamado de Dinocitta, onde foram filmados O estrangeiro (1967), de Luchino Visconti; Barbarella (1968), de Roger Vadim, e Waterloo (1971), de Sergei Bondarchuk.[6] Sua empreitada como proprietário de estúdio fracassou, ficando endividado, e então se mudou para os Estados Unidos.[2]

De Laurentiis não se limitou a um gênero de filme, trabalhando com adaptações de quadrinhos, filmes-catástrofe, de temas religiosas, entre outros.[2] Entre suas obras estão Silver Bullet, Serpico, Os Três Dias do Condor, Flash Gordon, Duna, Comboio do Terror, Uma Noite Alucinante 3, Corpo em Evidência, Hannibal, Dragão Vermelho e os dois filmes de Conan com Arnold Schwarzenegger: Conan the Barbarian e Conan the Destroyer e um de Red Sonja, estrelado por Brigitte Nielsen.

Vida PessoalEditar

De Laurentiis casou-se com a atriz e modelo Silvana Mangano em 1949,[5] e tiveram quatro filhos, e se separaram em 1988. Foi casado mais duas vezes, tendo um total de 6 filhos. Um deles, Federico, morreu em 1981, durante as filmagens de um documentário sobre pesca. Em 1986 tornou-se cidadão norte-americano, no país onde montou seu próprio estúdio, DeLaurentiis Entertainment Group, na Carolina do Norte.[2][5]

PrêmiosEditar

Óscar
David di Donatello

Referências

  1. «Produtor italiano Dino de Laurentiis morre aos 91 anos». Terra Networks. Noticias.terra.com.br 
  2. a b c d «Morre o produtor italiano Dino De Laurentiis, aos 91». Folha de S. Paulo. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  3. «Cinema: morre o produtor italiano Dino De Laurentiis (Ansa)». Isto É. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  4. «Morre aos 91 anos o produtor italiano Dino De Laurentiis, diz agência». G1. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  5. a b c «Morre o produtor Dino de Laurentiis». Omelete. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  6. a b «Morre aos 91 anos o produtor italiano Dino de Laurentiis». Opera Mundi. Consultado em 14 de dezembro de 2020 

Ligações externasEditar