Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Diocese de Caliábria
Diœcesis Calabriensis
País Portugal
Tipo de jurisdição Diocese
Criação da diocese 621
Extinção da diocese 693 (restaurada na diocese de Ciudad Rodrigo, em 1168)
Rito Romano
Diocese metropolitana Arquidiocese de Mérida

A Diocese de Caliábria é uma diocese histórica, sendo actualmente uma sé titular.

Existiu, anteriormente à nacionalidade, ao longo do século VII da nossa Era, dela se conhecendo apenas os nomes de quatro bispos. Resultou da divisão da diocese de Viseu no século VII,[1] tendo o seu território voltado a reintegrá-la posteriormente. A sede situava-se à margem do rio Douro no morro Calabre, freguesia de Almendra, concelho de Vila Nova de Foz Côa.[2] Ocupava os actuais territórios portugueses do Ribacôa, sendo provável que se expandisse mesmo ainda mais para Ocidente, de encontro às dioceses de Lamego e Viseu.

Extinta pouco antes da invasão muçulmana da Península Ibérica, seria restaurada em 1168 pelo rei Fernando II de Leão como diocese de Ciudad Rodrigo (a qual se considera ainda hoje sua herdeira espiritual), para obstar às tentativas portuguesas de expansão para essa área. Não obstante, o título de bispo titular de Caliábria continua a ser usado por bispos auxiliares ainda hoje, à semelhança do que sucede com outras dioceses históricas de Portugal extintas.

Lista de bispos de CaliábriaEditar

  1. Servus-Dei (633-646)
  2. Celedónio (653-660?)
  3. Aloário (666-670?)
  4. Ervígio (688-693)

Lista de bispos titulares de CaliábriaEditar

Notas e Referências

  1. Paróquias Suevas e Dioceses Visigóticas, A. de Almeida Fernandes, p. 86
  2. História do Bispado e Cidade de Lamego, M. Gonçalves da Costa, Vol. I - p. 56

Ligações externasEditar