Abrir menu principal

Diocese de Rondonópolis–Guiratinga

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Diocese de Rondonópolis–Guiratinga
Rondonopolitanus–Guiratingensis
Localização
País Brasil
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Cuiabá
Informação
Rito Romano
Criação 15 de fevereiro de 1986
Padroeiro(a) Santa Cruz
Governo da diocese
Bispo Juventino Kestering
Jurisdição diocese
Página oficial www.diocesederondonopolis.org.br
dados em catholic-hierarchy.org

A Diocese de Rondonópolis–Guiratinga (Dioecesis Rondonopolitanus–Guiratingensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Cuiabá e ao Conselho Episcopal Regional Oeste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo sufragânea da Arquidiocese de Cuiabá. A episcopal está na Catedral Santa Cruz, na cidade de Rondonópolis. A diocese também conta com a cocatedral de São João Batista, localizada na cidade de Guiratinga, no estado de Mato Grosso.

HistóricoEditar

A Prelazia de Chapada (Territorialis Praelatura Chapadensis) foi erigida a 13 de julho de 1940, pelo Papa Pio XII, desmembrada da Arquidiocese de Cuiabá.

No dia 25 de novembro de 1961, o Papa João XXIII alterou sua denominação para Prelazia de Rondonópolis (Territorialis Praelatura Rondonopolitanus). O Papa João Paulo II elevou a prelazia à dignidade de diocese no dia 15 de fevereiro de 1986.

Em 25 de junho de 2014 o Papa Francisco alterou o nome da circunscrição para a denominação atual, recebendo território da suprimida diocese de Guiratinga.[1]

DemografiaEditar

Dados estatísticos da diocese de Rondonópolis – Guiratinga em 25 de junho de 2014, data em que teve seu nome modificado, constam que possui um área de 53.406 km² e uma população de 327.000 habitanties sendo 255.500 católicos. Possui 19 Paróquias (+ 1 quase-paróquia), 25 sacerdotes diocesanos.

Os municípios da nova circunscrição eclesiástica são 13: Alto Araguaia, Alto Garças, Alto Taquari, Dom Aquino, Guiratinga, Itiquira, Jaciara, Juscimeira, Pedra Preta, Rondonópolis, São José do Povo, São Pedro da Cipa e Tesouro.[2]

BisposEditar

Referências

  1. «Papa reestrutura Província Eclesiástica de Cuiabá (MT) e cria diocese de Primavera do Leste». Consultado em 25 de junho de 2014. Arquivado do original em 28 de junho de 2014  CNBB. Acesso em 25 jun. 2014.
  2. Radio Vaticana (25 de junho de 2014). «Chiesa Brasile. Papa ristruttura Provincia di Cuiabá» (em italiano). Consultado em 25 de junho de 2014 

Ligações externasEditar