Abrir menu principal
Dioecesis Pontica
Διοίκησις Πόντου
Diocese do Ponto
Diocese do(a) Império Romano

314535
548–década de 660

 

Location of Diocese do Ponto
Dioceses do Ponto por volta de 400
Capital: Amaseia
Governador: vigário
Período : Antiguidade Tardia
 -  Reformas de Diocleciano e Constantino 314
 -  Abolida por Justiniano I 535
 -  Recriada por Justiniano I 548
 -  Substituída pelo sistema dos temas década de 660

A Diocese do Ponto foi uma diocese do período final do Império Romano que incorporava as províncias do norte e nordeste da Ásia Menor (a região do Ponto) até a fronteira com o Império Sassânida na Armênia Maior.[1] Ela estava subordinada à prefeitura pretoriana do Oriente e sua capital era Amaseia.

HistóriaEditar

A diocese foi criada durante as reformas de Diocleciano. Suas forças militares, que tinham a missão de enfrentar a ameaça sassânida, eram comandadas pelo duque do Ponto e Armênia (dux Ponti et Armeniae) até meados do século V, por dois duques depois disso até que Justiniano I instituiu o novo posto de mestre dos soldados da Armênia (magister militum per Armeniam) para a fronteira na região.[1] Ele também aboliu a diocese em 535 e seu vigário foi nomeado governador da Galácia Prima. Os resultados, porém, não foram satisfatórios e a diocese foi recriada em 548, funcionando até ser substituída pelos temas Armeníaco e Opsiciano no final do século VII.[1]

SubdivisõesEditar

A diocese incluía doze províncias:

Referências

  1. a b c Kazhdan, Alexander, ed. (1991). Oxford Dictionary of Byzantium. [S.l.]: Oxford University Press. p. 1697. ISBN 978-0-19-504652-6