Abrir menu principal

Discussão:Caratê

Pedido de mediaçãoEditar

Informações relativas ao pedidoEditar

 
Pedido de mediação > Estado: fechado

Um usuário fez um pedido de mediação relacionado com uma disputa sobre este artigo ou relacionado com este artigo. A explicação do usuário encontra-se abaixo desta caixa.



Requerente: Will.zero (discussão) 06h06min de 22 de outubro de 2012 (UTC)
Quem está envolvido no caso?
Will.zero (discussão) 06h22min de 22 de outubro de 2012 (UTC)
177.131.25.68
O que é que se passa?
Alterei palavras que raramente são usadas em português por as considerar arcaísmos. Alterei também algumas palavras não tão populares, mas após o comentário de um usuário, voltei atrás nesse aspecto. Detalhes em Discussão:Caratê#Pero, pero, pero.... O IP reverteu minha edição, mas não a reverti novamente por "prever" o que iria acontecer. Por isso peço essa mediação. Will.zero (discussão) 06h22min de 22 de outubro de 2012 (UTC)
O que é que gostaria que fosse feito (apresente uma possível solução para o problema)?
Sou a favor das seguintes substituições de palavras nesse artigo por questão de arcaísmo:
  • Olvidar -> Esquecer
  • Entonces -> Então
  • Pero -> Mas
E a favor da substituição de "Influências alienígenas" por "influências de fora" (ou externas etc), pelos motivos que expus na seção Discussão:Caratê#Pero, pero, pero....Will.zero (discussão) 06h22min de 22 de outubro de 2012 (UTC)

Discussão sobre a mediaçãoEditar

  Comentário Will.zero (DctribAElogsBMF), não observei o histórico de edições da página a fundo, mas só vejo comentários seus aqui (parece que você discute consigo mesmo). Grosseiramente falando, usuários IP são usuários "sem opinião", se algum IP quer opinar o ideal é que ele se registre. Assim, sendo bem direto, se um usuário IP desfazer suas edições sem se justificar, peça a proteção da página e problema resolvido.

Com relação ao caso, as substituições podem ser feitas sem problemas. Não há motivo para guerra de edições com relação a isso. Além disso, os argumentos do usuário Georgez (DctribAElogsBMF) contra isso são descabidos, uma vez que o tal enriquecimento do vocabulário não exerce função nenhuma no artigo além de dificultar a compreensão do texto.

Já a última substituição, sobre a expressão influências alienígenas, eu vejo um outro problema aqui: carece fontes sobre a afirmação onde se encontra essa passagem. Sem fontes sobre o caso não sou capaz de opinar. Eu manteria da maneira que está, mas prefiro até tirar a frase. --Diego Queiroz (discussão) 02h12min de 19 de novembro de 2012 (UTC)

Certo. Em breve farei as alterações que indiquei acima. (Sou o Will.zero, apenas mudei o nome de usuário). Bom, não é que eu discuta sozinho, mas estava esperando alguma resposta do IP, o que não ocorreu. --Prima.philosophiaD.C 19h00min de 20 de novembro de 2012 (UTC)
Antes de dizer que tal argumento é "descabido", o usuário Diego Queiroz (DctribAElogsBMF) deveria reler com atenção o que foi escrito por mim. O que foi afirmado é que entrementes e no fito não são arcaísmos e que, por esse motivo, sua substituição não pode ser justificada utilizando os mesmos argumentos utilizados no caso de pero, etc.. Aliás, ambos os termos são de uso corrente em trabalhos de Ciências Humanas, algo que o usuário Diego Queiroz (DctribAElogsBMF) pode não estar familiarizado, uma vez que sua formação é em Ciências Exatas, como afirmado em sua página de usuário. --Georgez (discussão) 10h45min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Você está correto. Mas seja lá qual for o argumento, o fato é que as palavras podem e devem ser alteradas. Afinal, dificulta a interpretação do texto por aqueles que, como eu, não tiveram uma formação literária baseada nos cultos trabalhos de Ciências Humanas. --Diego Queiroz (discussão) 11h28min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Acredito que esses termos (entrementes e no fito) não deveriam ser alterados. Volto ao que havia afirmado anteriormente sobre a necessidade de considerar, ao se fazer esse tipo de alteração, se essa pretendida "simplificação" não está meramente atentando contra a riqueza do vocabulário empregado nos textos. Afinal, esta é a Wikipédia em português, e não uma versão simplificada do idioma, como é o caso da Wikipédia em inglês simples. Cordialmente, --Georgez (discussão) 12h33min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Georgez. Cada projeto tem regras e organização diferentes, não dá pra comparar as Wikis :en e :simple com a :pt. Mas se ainda assim não te convenci, destaco o texto de Wikipédia:Livro de estilo/Como escrever um bom artigo: "4. Observar que a diversidade vocabular é desejável, mas não é o mais importante: a simplicidade e o objetivo são prioritários;". Por fim, deixe o orgulho de lado, porque essa "briga" não vale a pena. De fato é um atentado contra a língua, ambos sabemos disso, mas o objetivo é nobre. --Diego Queiroz (discussão) 13h16min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Prezado Diego Queiroz (DctribAElogsBMF), não é "orgulho", nem estou "brigando". Apenas não concordo com as razões levantadas para a alteração e expus meus argumentos. Mas enfim, se o resultado da mediação for favorável à alteração, assim será. Cordialmente, --Georgez (discussão) 13h28min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Pessoal, ressalto que não alterarei o "entrementes" nem o "fito". As alterações irão se restringir apenas às palavras que indiquei no pedido de mediação. Sobre as demais, já havia mudado de opinião há 1 mês, quando fiz o pedido, devido ao comentário do Georgez, tanto que não as incluí no pedido de mediação. Georgez, o que você acha das alterações que indiquei no pedido de mediação?--Prima.philosophiaD.C 17h18min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Estou de acordo. --Georgez (discussão) 21h13min de 21 de novembro de 2012 (UTC)
Fiz as alterações. --Prima.philosophiaD.C 07h14min de 23 de novembro de 2012 (UTC)
Um IP reverteu minha edição (desconfio que seja a mesma pessoa de antes...). Deixei um recado na página do IP e reverti a dele. Se reverter novamente, vou pedir proteção do artigo, porque procedi corretamente abrindo a mediação e esperando mais de um mês pra alterar o artigo.--Prima.philosophiaD.C 19h30min de 23 de novembro de 2012 (UTC)

KaratêEditar

Devemos usar Karatê

No dicionário de língua portuguesa, em Portugal (Porto Editora), a palavra é "Karaté". No dicionário japonês-português da Porto Editora, a fonética é referida como "Karáté". Não concordo com o uso da letra C e, assim, Caratê, já que na língua portuguesa actualmente existe o K. Concordo, portanto, com o K. Quanto à acentuação, é de aguardar a definição linguística mais clara, pelo que considero, o uso do termo "Karate" mais correcto para os países de língua portuguesa em geral, ou "Karaté" quando é para o caso do português em Portugal.
Abel Figueiredo - 03/02/2002

O dicionário da língua portuguesa diz que é Caratê. Mas aqui no artigo a chamada é "Caratê" mas existem várias chamadas com "K" (Karatê).
Minha idéia é propor uma padronização para o "C"
Bruno-23/01/2007

Concordo.
Raphael-23/01/2007

Karatê é mais usado em qualquer outro lugar, mas no nosso Brasil é Carate.
portanto concordo
Eduardo-23/01/2007

Karatê, pois é o que consta na minha carteirinha de 1992, época que eu fiz 6 meses de Karatê.
Renan-23/01/2007

Essa é uma discussão a respeito de uma palavra de origem estrangeira (Japonês, no caso). Olhando no meu Aurélio, não há registro da palavra grafada com K, mas ela se encontra grafada com a letra C. Não sei se todos os dicionários utilizam essa grafia, mas isso é uma questão para os lingüistas. Outra coisa é que a língua portuguesa não possui a letra K, mesmo tendo palavras (também de origem estrangeira, mas muito poucas). Luis-23/01/2007

Concordo.
Bruno - 23/01/2007

Ou se usa português, ou japonês romanizado; não uma mistura dos dois. Em português fica Caratê, pois a palavra já foi aportuguesada e consta em dicionários. Em japonês romanizado fica Karate, sem acento (não existe circunflexo em rōmaji). O mesmo vale pra saquê vs. sake, etc.


Pessoal, o nome é Karate com K. Em qualquer lingua é utilizado a palavra Karate. Caratê não é a forma correta de se designar esta Arte Marcial.
Sergio Clemente 05/12/2009

Ressaltando o que o Sérgio disse acima, a língua japonesa é um silabário, existe uma norma para a transcrição do Nihongo para Romaji, que é internacional, os dicionários de lingua portuguesa que os outros consultaram estão errados, a forma de se escrever é "Karate" sem acentos gráficos.
Hikawa Shinkou 15/01/2010

Concordo. O correto sempre foi Karate. Eu digo isso por que já fiz Karate com vários professores, sou afiliado a um a Assossiação e em todo lugar que eu vou sempre Karate está escrito com K, assim como meu próprio dicionário.
Viktor Danko 18/03/2010

Tanto faz, mas em geral é escrito com k, acho que mesmo sem diacrítico é válido. Acho melhor manter com k mesmo, ainda mais agora que as letras k, y, w serão incluídas OFICIALMENTE na língua portuguesa (sempre estiveram no português do Brasil e no dicionários).--201.19.70.176 18h47min de 2 de Novembro de 2007 (UTC)


Eu também gostaria de ver esclarecida esta questão. Eu também pratico karate (não vou tentar aliciar discussões, é apenas uma preferência pessoal), mas gostaria de ter alguma opiniões fundamentadas e que façam referências (isto é muito importante). Como viram, eu também tenho uma opinião (mas não sei se está correcta), mas isso não serve de nada a ninguém.

Jorge Lopes 17/12/2011

Karatê é com "K"Editar

Acho uma grande ignorância insistirem em escrever KARATE com "C"......não existe nenhuma organização do mundo escrita com "C".....A letra "K" já faz parte do alfabeto português....Além do mais porque esses pseud-entendidos que escrevem Karate com "C".....não conseguem escrever Taekwondo e Kendo sem o "K"???

como vou fazer?Editar

preciso encontrar as cores sertas das faixas e todo lugar que eu olho as cores são diferentes!!!!!!

grazi-timbo


A cor do cinto da tua graduação é diferente nos vários estilos de karaté, portanto vais ter que procurar uma do teu estilo ou perguntar ao teu mestre (sugiro a ultima)

Jorge Lopes 17/12/2011

PierreEditar

Relativamente às graduções, a ordem é a seguinte: branco; amarelo; laranja; verde; azul; vermelho; castanho; preto.

O nome do estilo Shorin-RyuEditar

Na realidade o nome Shorin-ryu, do estilo criado por Sokon Matsumura, foi criado posteriormente por Choshin Chibana, que aprendeu seu karatê com o mestre Anko Itosu, este aluno direto de Matsumura. Por isso acredito que o nome de Chibana deva ser citado ou deve ser dito que o estilo foi criado por Matsumura, mas não que o nome foi dado por ele.

Dojo kun ou shodo?Editar

Eu aprendi em que o lema do karate é o shodo e não o dojo kun. vlw -- o comentário precedente não foi assinado • 


Depende do estilo, assim como as faixas. Cada estilos tem faixas diferentes, nomes de katas diferente, nome do lema diferente, etc -- Naruto kun - sama 19h30min de 17 de Março de 2010 (UTC)

Nome, de novoEditar

O correto no Brasil é Karatê. É só ver nas federações e confederações do esporte: [1] e [2]. Não encontrei nenhuma vez caratê em sites de federações. DutchSurfer o comentário precedente não foi assinado por 85.92.144.34 (discussão • contrib.) 19h47min de 25 de Março de 2008

As federações e confederações têm competência para elaborar calendários de competições e outras coisas do gênero. Ortografia é matéria de lexicógrafos e filólogos. Cada macaco no seu galho. Dantadd (α—ω) 19h02min de 25 de Março de 2008 (UTC)

PropostaEditar

No âmbito desta temática, sobre a forma mais correcta de escrever a palavra "karaté", gostaria de propor que o artigo existente sobre este desporto fosse movido para a designação "karate" (sem acento gráfico); isto porque existe esta problemática entre as diferentes variantes da língua portuguesa (em que no Brasil se escreve "caratê" e em Portugal e restantes países lusófonos se escreve "karaté", forma também defendida pelos dicionários da Porto Editora e pela Federação Nacional de Karaté portuguesa) e, ainda, porque a forma "karate" (sem acento no "E") é também a forma mais próxima do vocábulo original em japonês. Neste sentido, gostaria que para este artigo fosse utilizado o mesmo critério que para os artigos sobre filmes estrangeiros, em que o nome do artigo vem no idioma original e depois mais abaixo vem explicitada a diferente tradução para as distintas variantes do Português.
Obrigado pela vossa atenção, Issomesmo (discussão) 22h30min de 14 de Agosto de 2008 (UTC)

  Feito - Movido, conforme essa discussão. Fra Amats, ELM disputatio 04h33min de 9 de novembro de 2010 (UTC)

Não há nada de errado com a forma "caratê", muito pelo contrário - é a única dicionarizada no português brasileiro, motivo pelo qual retornei à forma anterior do título do artigo. RafaAzevedo disc 14h01min de 10 de novembro de 2010 (UTC)

RevisãoEditar

Com a devida licença, comecei a revisar e reformular a presente página. Tenho por norte as seguintes premissas: aproveitar e preservar as informções atuais ao máximo e reorganizar a sequência das secções de modo a tornar mais fácil e didática a leitura, transferindo as listagens e temas mais complexos/extensos para anexos e, eventualmente, outros artigos.

Conto com vossa paciência e colaboração.

Judcosta (discussão) 13h29min de 10 de dezembro de 2010 (UTC)

Remoção de dadosEditar

Removi a Predefinição:Artes marciais, porque ficou o artigo poluído visualmente, e o nome de Gichin Funakoshi, porque, mesmo sendo considerado o "Pai do caratê moderno", ele não criou nada novo, mas ensinava as tradições segundo sua visão, e sempre fazia reverência aos mestres anteriores a si, os verdadeiro criadores do caratê.

Por oportuno, faço memento de que ainda não se trata da versão final: estou a editar o artigo paulatinamente.

Judcosta (discussão) 22h04min de 19 de dezembro de 2010 (UTC)

ResignaçãoEditar

  Desisto. Judcosta (discussão) 13h16min de 19 de abril de 2013 (UTC)

Página CaratêEditar

Algumas observações

Não faz sentido utilizar a palavra Caraté em Português-Europeu. Ela NUNCA foi utilizada por ninguém em Portugal, nem consta em nenhum dicionário de Português. Nem o Acordo Ortográfico é para aqui chamado. Se se pretende adulterar o Português, então não se chame Português, mas sim Brasileiro. A página da Wikipédia deveria assim ser br.wikipedia.org e não pt.wikipedia.org. Por outro lado, o parágrafo sobre o Karaté em Portugal é muito pobre e contém erros grosseiros. Tentou-se melhorá-lo, mas infrutiferamente. A APK é uma associação exclusiva de Karaté Shotokai e NUNCA aglutinou outros estilos de Karaté em Portugal. Quem escreve artigos na Wikipédia deveria saber minimamente o que que faz, sob pena da credibilidade desta ficar definitiva e irremediavelmente afectada.

Seigokan Portugal (discussão) 23h21min de 5 de julho de 2012 (UTC)

Pero, pero, pero...Editar

Para meu espanto, verifiquei que tal palavra realmente faz parte do vocabulário português, como um usuário indica em alguns comentários após seu uso. No entanto, parece-me mais que evidente que é uma palavra que praticamente não é mais usada. Sou plenamente a favor de sua substituição por um simples e correto "mas", o qual será facilmente compreendido por qualquer criança que leia esse artigo (o que certamente não ocorre com o "pero", tanto que o usuário precisou justificar que tal palavra existe em português...). O que acham? Por mais que "pero" esteja correto, deve-se considerar que um "mas" também está e é de mais fácil compreensão.Will.zero (discussão) 07h15min de 18 de outubro de 2012 (UTC)

Concordo, o termo - ainda que exista - não é usado corriqueiramente no português dos dois lados do oceano, e dá ao leitor desavisado uma impressão de ser tradução incorreta do espanhol. RafaAzevedo msg 07h53min de 18 de outubro de 2012 (UTC)
Farei a substituição. Will.zero (discussão) 19h25min de 19 de outubro de 2012 (UTC)

Substituí também (pelos mesmos argumentos de pero):

  • Olvidar -> Esquecer
  • Entonces -> Então
  • Entrementes (não tão raro, mas certamente impopular) -> Enquanto isso
  • Influências alienígenas -> Influências de fora (por sugestão do próprio usuário: "OBS: A que não lê muito, "alienígena" significa "de fora". Deve-se considerar que o sentido popular da palavra alienígena refere-se a possíveis seres extraterrestres (no imaginário popular, cabeção e olhos grandes, invasores da Terra...). O "de fora" elimina toda essa confusão.
  • No fito -> Na intenção, no intuito

Desnecessários certos comentários do usuário após ter colocado as palavras acima: "se o teu vocabulário é exíguo, o meu, não","pero" é uma conjunção, pouco usada por quem não tem o hábito da leitura"," As palavras "pero" e "entonces", para quem não lê muito, fazem parte do léxico português; inclusive, de acordo com o novo Acordo Ortográfico, a primeira perdeu o acento circunflexo" como se as pessoas tivessem a obrigação de ainda utilizar palavras que cairam em desuso ou fossem menos inteligentes por não as utilizarem. Todas as línguas evoluem, ganham palavras, "importam palavras", outras caem em desuso. "Faz parte". Até hoje estou inconformado com a eliminação do trema (¨) pelo último acordo ortográfico... Mas aceitei a mudança. Enfim, dos tempos do Trovadorismo pra cá muita coisa mudou.

Não li o artigo inteiro, então é possível que haja mais trechos que possam ser escritos de forma mais compreensível para a população em geral.

Quaisquer discordâncias, escrevam aí.Will.zero (discussão) 19h55min de 19 de outubro de 2012 (UTC)

Os termos entrementes e no fito podem não ser muito utilizados em comparação com os que foram empregados para substituí-los. Contudo, certamente não são "arcaísmos" e, portanto, sua substituição não pode ser justificada utilizando os "mesmos argumentos" empregados no caso de pero. Ao fazer esse tipo de alteração, por favor considere se a pretendida "simplificação" não está meramente atentando contra a riqueza do vocabulário empregado nos textos. Cordialmente, Georgez (discussão) 20h06min de 20 de outubro de 2012 (UTC)

Ok. Posso concordar com o "entrementes" e "fito". No entanto, insisto quanto ao "pero", "olvidar" e "entonces" e "influências alienígenas". Um usuário reverteu completamente minha edição (o que inclui os interlinks que adicionei) e afirmou que mudei palavras entre variantes portuguesas ("mas" também é usado em Portugal, entre outros...). Para não cair em guerra de edições, vou abrir um pedido de opinião. O usuário que reverteu completamente minha edição está convidado a expressar seus argumentos. Will.zero (discussão) 05h29min de 22 de outubro de 2012 (UTC)

E, de fato, o caso do "entrementes" e "fito" não são arcaísmos e realmente não foram mudados pelos mesmos argumentos do fito. Resumirei minha atual posição. Sou a favor das seguintes trocas por questão de arcaísmo:

  • Olvidar -> Esquecer
  • Entonces -> Então
  • Pero -> Mas

E a favor da substituição de "Influências alienígenas" por "influências de fora" (ou externas etc), pelos motivos que expus anteriormente.

Volto atrás quanto ao "entrementes" e "fito". E creio que ninguém irá se opor ao restauro dos interlinks. Obrigado, Georgez, pela sua opinião.

Fique claro que nunca tive a intenção de "mudar palavras de uma variante a outra". Quem conferir o meu histórico de contribuições poderá ver que já reverti várias edições de usuários que fizeram isso (e sempre, ou quase sempre, de mudanças da variante portuguesa europeia para a brasileira).Will.zero (discussão) 05h49min de 22 de outubro de 2012 (UTC)

Referências, Notas e ReferencesEditar

Há títulos Referências, Notas e References. Do que se refere este último? Como leitor fiquei um pouco perdido. Alguém poderia melhorar isto? Metall Msg-Contrib 05h16min de 15 de dezembro de 2012 (UTC)

Regressar à página "Caratê".