Discussão:Gathas

Discussões ativas

GatasEditar

Respondendo a dúvida. Gatas, sem agá, além de ter registro é correto no português. Não existe, no português, dígrafo tê e agá. É fato que há autores que registram versões com agá, o que deve obrigatoriamente constar no artigo. Sem mais.--Rena (discussão) 22h01min de 27 de janeiro de 2020 (UTC)

@Renato de carvalho ferreira: A citação para "Gathas" no artigo verifica o uso do nome no português e justifica o título "Gathas", por ser o título do artigo há anos. Haver fontes para "Gatas" não invalida o título "Gathas", e não justifica a moção. Por isso, discordo da moção. --CaiusSPQR(discussão) 05h20min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)
CaiusSPQR, entendo, mas veja que o artigo foi inteiramente refeito e como anunciei antes, Gathas ou ghatas jamais seria um vernáculo. É um exônimo com uso, enquanto Gatas é um aportuguesamento com uso.--Rena (discussão) 06h12min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)
@Renato de carvalho ferreira: "Gathas" possui uso na língua portuguesa, como se pode observar na fonte apresentada, e refazer um artigo não tem qualquer relação com o título do artigo. Tanto "gathas" quanto "gatas" são válidos, e por "gathas" ser o título do artigo e não haver uma justificativa válida para a moção, o título atual deve permanecer. Também, o título "Gatas" é problemático, pois pode ser confundido com a forma plural do nome comum "gata", e títulos ambíguos devem ser evitados. "Gathas" não possui o mesmo problema que "Gatas". --CaiusSPQR(discussão) 08h29min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)
Irrelevante que seja homógrafo ao plural de gatas. Ninguém vai criar o artigo para falar das fêmeas dos gatos, nem redirecionar isso para lá. E repito, não existe os dígrafos em agá que estão tentando usar nessa palavra. E existe uma forma lusa sem agá.--Rena (discussão) 14h26min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)
É revelante, especialmente numa busca na Wikipédia ou no Google. E novamente, "gathas" é um termo atestado no português, então é completamente válido, além de já ser o título do artigo. --CaiusSPQR(discussão) 15h36min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)
London é atestado na língua portuguesa. New York também. Pouco ou muito, são atestados. Nisso, se alguém tivesse criado os respectivos artigos dessas cidades usando seus nomes anglófonos faria sentido manter? Não. E antes que se diga que se trata de lugares muito consolidados, bastava buscarmos outros exemplos de cidades menos conhecidas que daria no mesmo a analogia. Desse modo, faz sentido não usar um nome luso sem um (ou dois) dígrafo(s) inexistentes na língua. Nunca existiu gê e agá nem tê e agá. O português tem poucos e perdeu um na sua história recentes (pê e agá). Se alguém registrou os nomes, que se cite junto para ao menos o leitor ficar ciente disso, mas não há sentido que se use.--Rena (discussão) 18h32min de 28 de janeiro de 2020 (UTC)

  Discordo O termo "gathas" parece ser preferível, visto ter uso genérico em textos académicos em português, e estar de acordo com o Princípio da verificabilidade (WP:V), com o Critério da preferência pelo nome mais conhecido (WP:CNN) e com o Critério das traduções e transliterações condicionadas pelo uso do termo (WP:CNNTT). HCa (discussão) 10h04min de 31 de janeiro de 2020 (UTC)

Gathas em textos em portuguêsEditar

  1. ”... O sentido dessa eleição está exposto na Yasna XXX, das Gathas (ou Cânticos) de Zaratustra...”
  2. ”... os Gathas constituem as distintas elocuções, em verso de Zaratustra...”
  3. ”... Ele é divido em gathas (“cânticos”), livros pequenos, com 17 hinos cada, compostos por Zaratustra...”
  4. ”... recebido diretamentede Ahuramazda a inspiração para compor os Gathas, hinos que constituem o cerne da tradição Zoroastrista...”
  5. ”... O Avesta inclui dezessete hinos composto pelo próprio Zoroastro, os Gathas....”
  6. ”... a partir de textos oriundos da tradição zoroastrina, especialmente os Gathas de Zarathustra....”
  7. ”... estão preservados em 17 hinos, conhecidos como Gathas, que constituem umaposição central da liturgia do Yasna...”
  8. ”... O que julgo bom para mim mesmo, deverei desjar para todos. Só a Lei Universal é a verdadeira Lei – Gathas, apud....”
  9. ”... A concepção original Gathas da realidade do mal é mais enfatizada pelos teólogos do período avéstico tardio...”
  10. ”... O Avesta inclui dezessete hinos que teriam sido compostos pelo próprio Zoroastro, os Gathas, escritos em um idioma muito antigo...”
  11. ”... Dos Gathas, 17 hinos em “veteroavéstico” que se acredita terem sido compostos pelo Zaratustra iraniano...”
  12. ”... onde se encontram as coleções de hinos de Zoroastro, conhecidos como Gathas...”
  13. ”... Os Gathas nos contam que Angra Mainyu. mata o animal primordial, e as sementes da vida terrena provenientes de seu sangue...”
  14. ”... e se atribuem a ele os Gathas, hinos que fazem parte do Avesta, o Livro sagrado...”
  15. ”... Há poesias representadas nos Gathas (as quais foram compostas por Zoroastro) e na Índia...”
  16. ”... Gathas é o conjunto de hinos que fazem parte dos livros sagrados persas, o Avestá....”
  17. ”... Tais traços já estão presentes na cosmologia do Gathas e Yasna, contidos no Antigo Avesta...”
  18. ”... a natureza básica de A.-Mazdâ seria então representada nos hinos gáticos (dos gathas do Avesta)...”
  19. ”... Nos Gathas, ele é descrito como aquele que estava condenado a viver em eterno conflito com as forças da Luz e da Verdade...”

  Concordo com a remoção do H. Não há H's a seguir a T's em português e o termo sem H está perfeitamente atestado, pelo que é óbvio que numa enciclopédia em português deve constar a grafia mais aportuguesada. --Stegop (discussão) 18h01min de 22 de fevereiro de 2020 (UTC)

Regressar à página "Gathas".