Abrir menu principal
Estrela de artigo destacado RMS Olympic é um artigo destacado; o que significa que ele (ou uma versão anterior) foi identificado como um dos melhores artigos produzidos pela comunidade da Wikipédia. Apesar disso, se puder atualizar ou melhorá-lo, por favor, faça-o.
Estrelas de tópico bom RMS Olympic faz parte da série Classe Olympic, que em conjunto formam um tópico bom. Foi identificado e avaliado como pertencente a um dos bons conjuntos de páginas produzidas pela comunidade. Se puder atualizar ou melhorar, por favor, faça-o.
Etapas passadas por este artigo
Data Processo Resultado
3 de novembro de 2015 Candidato a artigo destacado Promovido
20 de dezembro de 2015 Candidato a tópico bom Promovido
Estatuto atual: Artigo destacado

Sobre datas e referências RMS OlympicEditar

Algumas datas e referências estão sendo apagadas do verbete. Livros e jornais não são referências fiáveis?


  • Em 1907, os diretores da marinha mercante internacional Lorde William Pirrie, presidente dos estaleiros navais da Harland and Wolff, e Joseph Bruce Ismay, presidente da White Star Line, decidiram durante um jantar na mansão Belgravia (Londres), construir duas embarcações de proporções até então inigualáveis (posteriormente três).[1][2][3][4][5][6]
  • Em 31 de julho de 1908 assinaram o contrato, para construção nos estaleiros de Belfast.[7][8]
  • Em 20 de outubro de 1910 o Olympic foi lançado ao mar pela primeira vez[9] com uma grande cerimônia, com a White Star tendo fretado um navio para trazer convidados importantes da Inglaterra.

- Elilopes DEBATE 12h35min de 11 de abril de 2016 (UTC)

Sobre introduçãoEditar

O RMS Olympic foi um navio de passageiros britânico operado pela White Star Line e construído pelos estaleiros Harland and Wolff em Belfast (na atual Irlanda do Norte). Foi a primeira embarcação da classe Olympic (homenagem ao Monte Olimpo) de transatlânticos, seguido por embarcações RMS Titanic e HMHS Britannic. Sua construção começou em dezembro de 1908, sendo lançado ao mar em 20 de outubro de 1910 e realizando sua viagem inaugural em 14 de junho de 1911 de Southampton para Nova Iorque.


- Elilopes DEBATE 12h56min de 11 de abril de 2016 (UTC)

Sobre coesão e coerência textualEditar

Em qual parágrafo se encaixa melhor a frase:

O Olympic também serviu na Marinha Real Britânica como navio de transporte de tropas durante a Primeira Guerra Mundial, voltando ao serviço comercial depois do confronto.
Ao contrário dos irmãos, que afundaram antes de completarem uma única viagem comercial, o Olympic teve uma longa e distinta carreira de 1911 a 1935, ganhando o apelido de "Velho Confiável". Entretanto, seu tempo de serviço foi marcado por várias colisões com outros navios, mais notavelmente com o cruzador HMS Hawke em setembro de 1911 e o navio-farol LV-117 em maio de 1934. O Olympic também serviu na Marinha Real Britânica como navio de transporte de tropas durante a Primeira Guerra Mundial, voltando ao serviço comercial depois do confronto.
O naufrágio do Titanic impôs uma enorme revisão dos equipamentos de segurança do Olympic em 1912. Novas reformas ocorreram no final da década de 1920, para adequá-lo aos novos padrões da época e para tentar competir com outras embarcações mais novas. O Velho Confiável Olympic ainda ficou em atividade mais vinte e quatro anos, também serviu na Marinha Real Britânica como navio de transporte de tropas durante a Primeira Guerra Mundial. Voltando ao serviço comercial depois do confronto como o principal navio da White Star Line junto com o RMS Majestic até sua aposentadoria em 1935.

- Elilopes DEBATE 13h12min de 11 de abril de 2016 (UTC)

  1. Arriva Portugal Transportes Lda (01 de março de 2012). Arriva Portugal Transportes LdaArriva Jornal (027)  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda);
  2. Instituto de Engenharia (24 de janeiro de 2013). «Curiosidade - Construção do Titanic». Consultado em 08 de março de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Leo Marriott (1998). Titanic - O Naufragio. [S.l.]: Record. ISBN 8501049522 
  4. Richard de Kerbrech; David Hutchings (2002). Titanic: 1909-12 třída Olympic: technický průvodce (Classe olímpica: Guia Técnico). [S.l.]: Grada Publishing. ISBN 8024740141 
  5. Arazão, Fernando (2010). RMS Titanic - O Navio Dos Sonhos. Google Livros: Clube de Autores. Consultado em 05 de março de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. Piouffre 2009, p. 35
  7. Instituto de Engenharia (24 de janeiro de 2013). «Curiosidade - Construção do Titanic». Consultado em 08 de março de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. Chirnside 2004, p. 18
  9. Glancey, Jonathan (2001). História da arquitetura. [S.l.]: Edições Loyola. ISBN 8515033216. Consultado em 05 de março de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Regressar à página "RMS Olympic".