Dispensário

Um dispensário é uma repartição localizada em uma escola, hospital, indústria ou outra organização que promova a distribuição de medicamentos, suprimentos médicos e, em certos casos, até mesmo tratamento médico e odontológico. Num modelo padrão de dispensário, um farmacêutico entrega medicamentos de acordo com a receita apresentada ou formulário apresentado pelo paciente. O termo em inglês (dispensary) originou-se do substantivo latino medieval dispensaria e tem origem comum ao verbo latino dispensare, que significa "distribuir".[1]

Um dispensário de cannabis

O termo também pode se referir a dispensários de cannabis.

O termo é antigo e remonta à Era Vitoriana, pois já em 1862 o termo dispensário era usado em canções folclóricas. A canção folclórica diferenciava o termo dispensário de uma clínica médica ou de uma enfermaria.[2] O surgimento de enormes indústrias no final do século XIX e início do século XX, como as grandes siderúrgicas, propiciou o surgimento de uma grande demanda por serviços socorristas dentro de tais empresas, incluindo combate a incêndios, serviços de emergência médica e até mesmo cuidados primários mais próximos dos pacientes, sob controle da própria empresa e, em muitos casos, serviços de saúde de muito melhor qualidade do que os disponíveis em cidades vizinhas. Nesses casos, médicos e enfermeiras da empresa permaneciam regularmente de plantão.

Os dispensários eletrônicos são projetados para garantir a entrega eficiente de substâncias para a produção de medicamentos e de princípios ativos de forma segura e controlada. Um sistema de dispensário eletrônico padrão consiste em uma variedade de módulos, com dispensação manual, supervisão, dispensação a granel, gerenciamento de receita e interface com sistemas externos. Esse sistema pode fornecer muito mais do que apenas produtos médicos, como álcool, tabaco, vitaminas e minerais.

Aplicações do termoEditar

Cuidados primários em saúdeEditar

QuêniaEditar

 
Dispensário de George Town, Penang (Malásia)

No Quênia, um dispensário é uma pequena unidade de saúde ambulatorial, geralmente administrada por uma enfermeira. Ele fornece os serviços básicos de saúde primária para comunidades rurais, por exemplo, imunização infantil, planejamento familiar, curativo e tratamento de doenças comuns, tais como resfriados, diarreia e malária simples. As enfermeiras reportam-se ao oficial de enfermagem no centro de saúde, para onde são encaminhados os pacientes com doenças complexas para serem tratados por clínicos.

ÍndiaEditar

Na Índia, um dispensário pode se referir a uma pequena instalação com recursos médicos básicos onde um médico oferece os cuidados básicos (atenção primária). Nesse local, não existem instalações de internação e geralmente é de propriedade de um único médico. Em regiões distantes da Índia, normalmente não há hospitais disponíveis, mas somente dispensários para realizar o atendimento local da população.

ÁlcoolEditar

Estados UnidosEditar

O termo "dispensário" nos Estados Unidos da América era normalmente usado para se referir às agências governamentais que realizavam a venda de bebidas alcoólicas, principalmente nos estados de Idaho e na Carolina do Sul .

CannabisEditar

América do NorteEditar

Em diversos estados americanos, a cannabis para fins medicinais é vendida em lojas especialmente chamadas de dispensários de cannabis ou clubes de compaixão (do inglês: compassion clubs). Esses locais são exclusivos para membros ou pacientes, a menos que haja autorização legal para uso de cannabis no respectivo estado ou província. No Canadá, os dispensários são muito menos abundantes do que nos EUA; a maioria dos dispensários canadenses fica nas províncias da Colúmbia Britânica e em Ontário.[3]

UruguaiEditar

No ano de 2013, o Uruguai se tornou o primeiro país a legalizar o cultivo, a venda e o consumo de Cannabis sativa. O governo está realizando a construção de uma rede de dispensários que servem para realizar o controle das vendas e consumo do produto. A finalidade dessa medida seria a de reduzir o poder do crime organizado na distribuição e vendas de tais produtos.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Merriam-Webster, Merriam-Webster's Unabridged Dictionary, Merriam-Webster. 
  2. Engelbrecht, Gavin (7 de junho de 2012). «Geordie anthem Blaydon Races landmark celebrated». thenorthernecho.co.uk. thenorthernecho.co.uk. Consultado em 6 de outubro de 2017. But them that had their noses broke they cam back ower hyem; Sum went to the Dispensary an’ uthers to Doctor Gibbs, An’ sum sought out the Infirmary to mend their broken ribs. 
  3. «List of Canadian dispensaries». Kingston Compassion. Arquivado do original em 11 de junho de 2012 
  4. Carless, Will (2015-01-07) Uruguay's Year In Marijuana: 3 Successes, 3 Burning Questions. NBC News. Retrieved on 2015-12-17.