Abrir menu principal

Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade

Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. (desde julho de 2019)
Se discorda, discuta esta fusão aqui.
Distúrbio do déficit de atenção sem hiperatividade
Classificação e recursos externos
CID-9 314.00
DiseasesDB 6158
eMedicine med/
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Transtorno do déficit de atenção sem hiperatividade é uma designação antiga de um dos tipos do então chamado Transtorno do déficit de atenção de acordo com o DSM-III, publicado em 1980. Essa designação refere-se à apresentação do transtorno onde não estão presentes sintomas de hiperatividade e/ou impulsividade.[1]

Com a publicação do DSM-III-R em 1987, a definição foi revista e a condição passou a ser identificada como Transtorno do déficit de atenção / hiperatividade, o que não foi sem alguma controvérsia. Posteriormente, na versão DSM-IV, foram introduzidos os subtipos predominantemente desatento (ADHD-I), predominantemente hiperativo/impulsivo (ADHD-HI), e combinado (ADHD-C). Por fim, a versão atual (DSM-5), publicada em 2013, substituiu o termo subtipo por apresentação, denotando que o perfil de sintomas atuais pode se modificar com o tempo[1][2].

Referências

  1. a b Epstein, Jeffery N.; Loren, Richard E. A. (1 de outubro de 2013). «Changes in the Definition of ADHD in DSM-5: Subtle but Important». Neuropsychiatry. 3 (5): 455–458. ISSN 1758-2008. PMC 3955126 . PMID 24644516. doi:10.2217/npy.13.59 
  2. jul 3, Publicado por ABDA |; Textos |, 2013 | (3 de julho de 2013). «Entenda o TDAH nos critérios do DSM-5». Associação Brasileira do Déficit de Atenção. Consultado em 29 de julho de 2019 

Ligações externasEditar