Djair Kaye de Brito

futebolista brasileiro

Djair Kaye de Brito, conhecido apenas como Djair (Rio de Janeiro, 21 de setembro de 1971), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como volante.[1]

Djair
Informações pessoais
Nome completo Djair Kaye de Brito
Data de nascimento 21 de setembro de 1971 (52 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,83 m
destro
Informações profissionais
Posição ex-volante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1989–1990
1991–1992
1992–1993
1993
1993
1994–1995
1995–1996
1996
1997–1998
1998–1999
2000
2001–2002
2003
2004
2004
2006–2007
Botafogo
St. Gallen
Lazio
America
Internacional
Fluminense
Flamengo
São Paulo
Botafogo
Cruzeiro
Corinthians
Atlético-MG
Fluminense
Madureira
Al-Kharitiyath
Madureira





66 (1)




9 (0)



Seleção nacional
1999 Brasil 2 (0)

Carreira

editar

Djair foi um volante de técnica refinada, dono de um passe preciso, além de ser capaz de realizar lançamentos de longa distância com muita precisão. Deste modo, Djair sempre atuou como o principal homem de ligação entre o meio-de-campo e o ataque por todas as equipes que passou.

Seu início de carreira aconteceu em 1989, quando foi revelado pelo Botafogo. Na época, o time alvi-negro conquistou o bicampeonato carioca de 1989 e 1990, deixando para trás um jejum de 21 anos sem títulos. Foi também durante seu começo no Botafogo, que Djair passou a ser sistematicamente convocado para defender a Seleção Brasileira Sub-23.

Depois de dois anos no Botafogo, Djair foi negociado com o St. Gallen, da Suíça, de onde transferiu-se para a Lazio.

Voltou ao Brasil em 1993. Primeiro pelo América-RJ, depois atuando pelo Internacional. Porém, no ano seguinte, Djair retornava ao Rio, quando acertou com o Fluminense. Integrando uma equipe que contava ainda com Renato Gaúcho e Ailton, Djair fez parte da histórica final do Campeonato Carioca de 1995, quando o Fluminense derrotou o arquirrival Flamengo por três a dois, com o famoso gol de barriga de Renato.

Após a conquista do título estadual, uma leva de jogadores tricolores trocaram às Laranjeiras pela Gávea e, por ter sido um dos destaques daquela equipe, naturalmente, Djair foi um desses jogadores. No, Flamengo, Djair repetiu a dose e conquistou o Campeonato Carioca de 1996.

No segundo semestre de 96, saiu do Flamengo e foi jogar no São Paulo, contudo, um ano mais tarde, estava de volta ao Rio, defendendo o Botafogo. Nesta sua segunda passagem pelo Botafogo, Djair conquistou o Campeonato Carioca de 1997 e, com mais esta conquista, Djair passou a somar a impressionante marca de cinco títulos cariocas (1989, 1990, 1995, 1996 e 1997).

Do Botafogo, seguiu para o Cruzeiro, aonde veio a conquistar o Campeonato Mineiro de 1998, além da Recopa Sul-Americana. Nesta época, Djair também foi chamado para Seleção Brasileira, jogando em duas partidas realizadas no Brasil, ambas contra a Holanda.

Djair jogou ainda no Corinthians, Atlético-MG e no Al-Kharitiyath, do Qatar. Então, quando parecia mais provável que encerrasse sua carreira, o jogador de 35 anos de idade assinou contrato com o Madureira e, surpreendentemente, ajudou o modesto clube carioca a vencer a Taça Rio de 2006, colocando o Madureira em uma decisão de Campeonato Carioca após 70 anos desde sua última final. Contudo, o tricolor suburbano ficou apenas com o vice-campeonato ao ser derrotado pelo Botafogo. Se aposentou jogando pelo Madureira.

Títulos

editar
Botafogo
Fluminense
Flamengo
São Paulo
Cruzeiro
Madureira

Referências

   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.