The Banger Sisters

filme de 2002 dirigido por Bob Dolman
(Redirecionado de Doidas Demais)
The Banger Sisters
As Manas Rock[1][2] (PRT)
Doidas Demais[3] (BRA)
 Estados Unidos
2002 •  cor •  98 min 
Direção Bob Dolman
Produção
Roteiro Bob Dolman
Elenco Goldie Hawn
Susan Sarandon
Geoffrey Rush
Erika Christensen
Robin Thomas
Gênero comédia dramática
Música Trevor Rabin
Cinematografia Karl Walter Lindenlaub
Edição Aram Nigoghossian
Distribuição Fox Searchlight Pictures
Lançamento Estados Unidos 20 de setembro de 2002
Idioma inglês
Orçamento US$10 milhões[4]
Receita US$38.1 milhões[4]
Susan Sarandon
Goldie Hawn

The Banger Sisters (br: Doidas Demais; pt: As Manas Rock) é um filme de amigos estadunidense de 2002, do gênero comédia dramática, dirigido e roteirizado por Bob Dolman e produzido pela Fox Searchlight Pictures. O filme é estrelado por Goldie Hawn e Susan Sarandon como duas mulheres de meia-idade que costumavam ser amigas e groupies quando eram jovens.

Foi lançado em 20 de setembro de 2002. O filme foi o último papel de Hawn até o lançamento de Snatched em 2017, catorze anos e meio após o lançamento de The Banger Sisters.

SinopseEditar

Quando Suzette (Goldie Hawn) é demitida de seu emprego como garçonete no Whisky a Go Go em Los Angeles, ela decide, no calor do momento, viajar todo o caminho para Phoenix, Arizona, para ver sua velha amiga Vinnie (Susan Sarandon). Encalhada em um posto de gasolina sem dinheiro para comprar gasolina, ela dá carona para Harry Plummer (Geoffrey Rush), um autor neurótico de meia-idade que está a caminho de Phoenix para negociar de uma vez por todas com seu pai e a influência negativa ele teve sobre sua vida.

Ao chegar em Phoenix, Suzette teve um encontro casual com a filha de Vinnie, de 17 anos, Hannah (Erika Christensen) que, depois de algum uso recreativo de drogas , começa a vomitar no quarto de hotel de Harry. Quando ela volta para a elegante casa suburbana de seus pais, Suzette não consegue acreditar no que vê: Vinnie, que agora se chama Lavinia Kingsley, leva a vida mais conservadora da esposa e mãe perfeitas - uma vida que, a certa altura, leva a um de suas filhas para perguntar a Suzette: "Ela alguma vez fez algo errado?" Raymond (Robin Thomas), marido advogado de Vinnie e um aspirante a político, também não tem idéia do passado de sua esposa.

No entanto, a aparição repentina de Suzette traz de volta todas essas memórias para Lavinia. Ela corta o cabelo e tira as roupas caras, mas chatas, e, apenas por uma noite, revive os velhos tempos dançando com Suzette. Eles retornam à casa de Vinnie e, no porão, ela recupera algumas das lembranças de suas vidas anteriores como groupies, que inclui uma coleção de Polaroids dos pênis de vários "músicos e alguns roadies". Depois de fumar uma maconha, elas acionaram o detector de fumaça, acordando a casa.

Ginger tem um pequeno acidente que leva todos para o hospital. Vinnie tem uma crise de identidade durante uma discussão em família, onde Hannah culpa Suzette por atrapalhar suas vidas. Suzette sai e liga para Harry, dizendo que ela vai voltar para Los Angeles. Vinnie segue Suzette e eles têm uma emocionante conversa que acaba com elas sentadas em cima de um painel publicitário "Got Milk?" para assistirem o nascer do sol.

Suzette e Vinnie vão para o quarto de hotel e descobrem que Harry saiu. Suzette teme o pior, pois Harry levou uma arma com ele. Eles acham Harry indo ver seu pai, em um cemitério. Enquanto Suzette tenta falar com Harry, Vinnie perde a paciência e esbarra nele com o carro. Suzette pega a arma e atira a única bala no ar. Harry finalmente enfrenta seu pai falecido e ausente.

No final, o marido e as duas filhas entenderam que Lavinia é apenas humana, afinal. Em seu discurso de formatura, Hannah se pronuncia contra qualquer coisa que seja "falsa" e exorta seus colegas de escola, professores e pais presentes a "fazerem a verdade".

No dia seguinte, Suzette retorna a Los Angeles junto com Harry, que passou a considerá-la sua musa.

ElencoEditar

RecepçãoEditar

BilheteriaEditar

O filme foi lançado em 20 de setembro de 2002. Ele estreou no segundo lugar, em 2,738 cinemas, arrecadando US$10,037,846 durante o fim de semana de estréia. A produção passou a arrecadar US$30,307,416 no mercado interno e US$7,760,937 em mercados estrangeiros, totalizando um total mundial de US$38,068,353.[4]

CríticaEditar

The Banger Sisters tem recepção geralmente desfavorável por parte da crítica profissional. Com o Tomatometer de 47% em base de 140 críticas, o Rotten Tomatoes chegou ao consenso: "Hawn e Sarandon são ótimas juntas, mas o enredo grisalho é previsível e artificial". Por parte da audiência tem 42% de aprovação.[5]

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Globo de Ouro 2003 (EUA)

  • Indicado na categoria de Melhor Atriz - Comédia / Musical (Goldie Hawn).[6]

Young Artist Awards (EUA)

  • Venceu na categoria de Melhor Atuação em Cinema - Atriz Coadjuvante Jovem (Eva Amurri).[carece de fontes?]
  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. [ As Manas Rock] no SapoMag (Portugal)
  2. As Manas Rock (em português) no CineCartaz (Portugal)
  3. Doidas Demais no CinePlayers (Brasil)
  4. a b c «The Banger Sisters (2002) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com 
  5. «The Banger Sisters - Rotten Tomatoes» (em inglês). Consultado em 2 de janeiro de 2014 
  6. «Goldie Hawn Awards and Nominations - AceShowbiz.com» (em inglês). Consultado em 2 de janeiro de 2014