Abrir menu principal
Gilberto Gil
Álbum de estúdio de Gilberto Gil
Lançamento Maio de 1968
(ver histórico de lançamentos)
Gravação Em 4 canais nos estúdios CBD (SP) no início de 1968[1]
Gênero(s) Tropicália, MPB[2], rock, psicodélico[3]
Duração 46:22
Idioma(s) Português
Formato(s) Disco de vinil[4]
Gravadora(s) Philips Records, Water Music, Universal Music
Produção Manoel Barenbein[4]
Arranjos Rogério Duprat[4]
Cronologia de Gilberto Gil
Louvação
(1967)
Tropicalia ou Panis et Circencis
(1968)
Singles de Gilberto Gil
  1. "Pega a Voga, Cabeludo[5]"
    Lançamento: Março de 1968[6]
  2. "Questão de Ordem[5]"
    Lançamento: Outubro de 1968[6]

Gilberto Gil, também conhecido com o sobrenome de "Frevo Rasgado", é o nome do segundo álbum de estúdio do cantor e compositor brasileiro Gilberto Gil, lançado em 1968, pela Philips[5]. Tido como um dos álbuns fundamentais da Tropicália, movimento em que Gil é um dos fundadores, o projeto apresenta "um rock maluco", ao lado de Os Mutantes[3], com canções de Torquato Neto, Bruno Ferreira, além do próprio Gil com Juan Arcon, sob a produção de Rogério Duprat[7]. Em outubro de 2007, o álbum entrou na lista dos 100 maiores discos da música brasileira, feita pela revista Rolling Stone Brasil, ocupando a 78ª colocação.

Índice

Música e temáticaEditar

Em entrevista publicada dada à Lais de Castro, para a revista InTerValo, em 14 de janeiro de 1968, Gil fala sobre as canções e a produção de seu novo LP, Gilberto Gil. Ao lado de Torquato Neto, ele compôs "Domingou", que, segundo De Castro, "trata-se de um domingo no Rio, mas, não tem nada a ver com 'Domingo no Parque'". Nesta entrevista, Gil diz que "as coisas que têm que ser ditas, têm que ser ditas. Em uma ou dez palavras. A gente abre mão da letra curta, às vezes, para dizer o que quer"[8].

Recepção da críticaEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic      [2]
MusicStory      [9]

A allmusic, diz que o álbum traz "algumas das melhores canções" da carreira de Gilberto Gil, dizendo que as canções "Domingo no Parque", "Frevo Rasgado" e o single "Pega a Voga, Cabeludo", possuem um "pop eufórico, que foram igualmente inspirados pelo bombástico Carnaval" e do rock'n'roll inteligente, vindo do Reino Unido". John Bush, finaliza sua crítica dizendo que o álbum é "agradável" e dando ao mesmo a pontuação máxima de cinco estrelas. Apesar de não ter escrito resenhas, o site MusicStory dá ao álbum uma pontuação total de cinco estrelas.

CapaEditar

A capa original foi criada por Antonio Dias e Rogério Duarte. Gilberto Gil aparece num uniforme militar, fotografado por David Drew Zingg. Na contracapa, também assinada pelos três artistas, aparecem várias fotos de Gil, usando chapéu de couro e novamente a roupa de general, de forma a representar a variedade de estilos do disco[10].

FaixasEditar

Todas as faixas escritas por Gilberto Gil, exceto onde notado.

Lado A[7]
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Frevo Rasgado"  Gilberto Gil, Bruno Ferreira 1:53
2. "Coragem pra Suportar"    2:55
3. "Domingou"  Gilberto Gil, Torquato Neto 2:55
4. "Marginália II"  Gilberto Gil, Torquato Neto 2:39
5. "Pega a Voga, Cabeludo"  Juan Arcon, Gilberto Gil 4:44
Lado B[7]
N.º TítuloCompositor(es) Duração
6. "Ele Falava Nisso Todo Dia"    2:33
7. "Procissão"    2:55
8. "Luzia Luluza"    4:03
9. "Pé da Roseira"    3:03
10. "Domingo no Parque"    3:46

Ficha técnicaEditar

Histórico de lançamentosEditar

Lista das datas de lançamentos, mostrando o país, a gravadora e o número de catálogo
Lançamento original
País Data Formato Gravadora Catálogo
Brasil[5] Maio de 1968[6] Disco de vinil Philips Records R 765.024 L
Dezembro de 2018 [12] Noize Record Club NRC020

Referências

  1. «Gilberto Gil (1968) - Gilberto Gil». Site oficial. Consultado em 30 de maio de 2011 
  2. a b c «Gilberto Gil (Frevo Rasgado) - Gilberto Gil : AllMusic». allmusic. Consultado em 12 de junho de 2011 
  3. a b Sixpack, Joe. «Gilberto Gil Discography Page 1: 1963-1980 (Slipcue E-Zine)». Slipcue. Consultado em 12 de junho de 2011 
  4. a b c d e f «Gilberto Gil - Gilberto Gil (1968)». Site oficial. Consultado em 13 de junho de 2011 
  5. a b c d «Gilberto Gil - Discografia - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 27 de maio de 2011 
  6. a b c «Jovem Guarda - Muito mais que um site oficial». Jovem Guarda. Consultado em 12 de junho de 2011 
  7. a b c «Gilberto Gil - Gilberto Gil (Vinyl, LP, Album) at Discogs». Discogs. Consultado em 12 de junho de 2011 
  8. De Castro, Lais (14 de janeiro de 1968). Revista Intervalo. 50 Anos de Textos http://50anosdetextos.com.br/2010/gil-depois-do-domingo/. Consultado em 12 de junho de 2011  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  9. «Gilberto Gil (Frevo Rasgado), Gilberto Gil critique» (em francês). Consultado em 12 de junho de 2011. Arquivado do original em 30 de outubro de 2013 
  10. BARAT, Aïcha Agoumi de Figueiredo. Capas de disco: modos de ler. Tese (doutorado)–Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Letras, 2018. P. 84-86
  11. «Gilberto Gil - 1968 Gilberto Gil (CD, Album Remastered) at Discogs». Discogs. Consultado em 12 de junho de 2011 
  12. Revista NOIZE. «Noize RECORD Club apresenta Gilberto Gil (1968)». Consultado em 02 de fevereiro de 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)