Abrir menu principal
Domingos Maineri.

Domingos Maineri (também grafado Mainieri) (Calábria, ? — Caxias do Sul (?), ?) foi um comerciante, político e revolucionário ítalo-brasileiro.

Imigrado da Itália no fim do século XIX, estabeleceu-se na colônia italiana de Caxias, onde abriu uma casa comercial com seu irmão Francisco.[1] Em 17 de janeiro de 1890 foi um dos fundadores do Club Republicano, vinculado ao Partido Republicano Rio-Grandense.[2] No ano seguinte foi uma das lideranças da Revolta dos Colonos, que eclodiu em 26 de novembro de 1891 protestando contra os impostos, a má condição das estradas e a política da Junta Governativa instalada pelo Governo do Estado após a emancipação de Caxias. Os revolucionários derrubaram a Junta, tomaram o poder e governaram o município por dezoito dias através de uma Junta Revolucionária, da qual Maineri fez parte. Esta primeira crise foi logo pacificada, mas os protestos continuavam. Para acalmar os dissidentes, a Junta Federalista que governava o estado nomeou dois deles para o Conselho Municipal eleito em 20 de outubro passado, Maineri e Luiz Pieruccini, indicando Maineiri para a Presidência, mas a solução ultrajou os conselheiros eleitos e tampouco agradou os revoltosos, que se amotinaram novamente em 25 de junho de 1892, derrubando o Conselho, confiscando seus arquivos e instalando outra Junta Revolucionária, composta de Maineri, Pieruccini e Vicente Rovea. A revolta foi encerrada com a nomeação de Antônio Xavier da Luz como primeiro intendente em 5 de julho de 1892, data em que o Conselho foi reempossado.[3][4]

Maineri apresentou produtos comerciais de sua casa, óleo de linhaça e conhaque, na Exposição Universal de Chicago em 1893,[5] fez parte da comissão de obras da Igreja Matriz, nomeado em 21 de outubro de 1895 e dispensado em torno de 1898,[6] e foi candidato à Intendência em 1900, mas não venceu.[7]

Referências

  1. "Editaes". A Federação, 12/04/1906
  2. "Pela republica". A Federação, 24/01/1890
  3. Centro de Memória da Câmara Municipal de Caxias do Sul [Onzi, Geni Salete (org.)]. Palavra e Poder: 120 anos do Poder Legislativo em Caxias do Sul. Ed. São Miguel, 2012, pp. 32-34
  4. Biavaschi, Márcio Alex Cordeiro. Relações de poder coronelistas na Região Colonial Italiana do Rio Grande do Sul durante o período borgista (1903-1928). Tese de Doutorado. PUCRS, 2011, pp. 115-120; 152
  5. The Brazilian Commission. Catalogue of the Brazilian Section at the World's Columbian Exposition, Chicago, 1893
  6. Adami, João Spadari. História de Caxias do Sul: 1864-1962. Tomo 1. São Miguel, 1971, p. 91
  7. "Caxias". A Federação, 06/10/1900

Ver tambémEditar