Abrir menu principal
Donaldo Schüler
Nascimento 25 de setembro de 1932 (87 anos)
Videira
Residência Porto Alegre
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Escritor, professor e tradutor

Donaldo Schüler (Videira, 25 de setembro de 1932) é um escritor, professor e tradutor brasileiro [1].

BiografiaEditar

É doutor em Letras e Livre-Docente pela UFRGS e pela PUCRS. É professor titular aposentado em Língua e Literatura grega da UFRGS. É professor do Curso de Pós-graduação em Filosofia da PUCRS. Realizou estágio de pós-doutorado na USP, concluído com a publicação do trabalho "Eros: dialética e retórica". Ministrou cursos em nível de graduação e de pós-graduação no Brasil e no exterior (Estados Unidos, Canadá, Uruguai, Chile, Argentina). Atua como conferencista e professor em várias instituições e universidades [2].

Escreveu livros de ensaios, entre eles: "Teoria do romance", "Narciso Errante", "Eros: dialética e retórica", "Na conquista do Brasil", "Heráclito e seu (dis)curso", "Origens do discurso democrático". Também publicou romances, entre eles: "A Mulher Afortunada", "Faustino", "Pedro de Malasartes" e "Império Caboclo" [3]. Traduziu o romance "Finnegans Wake", de James Joyce, tragédias gregas e a "Odisseia" de Homero [4].

PrêmiosEditar

Vivendo em Porto Alegre desde a juventude, tornou-se Gaúcho Honorário. Recebeu a Comenda do Infante D. Henrique (Portugal) em 1974. Recebeu o Prêmio John Jameson por significativa contribuição à difusão da cultura irlandesa no Brasil, em 2000. É detentor do Título Honorífico de Cidadão de Porto Alegre e da Medalha Negrinho do Pastoreio, concedida pelo Governador do Estado do Rio Grande do Sul em 2002. Recebeu, em 2003, o Prêmio Fato Literário, oferecido pelo Grupo RBS e pelo Banrisul.

A Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) escolheu "Finnegans Wake" como a melhor tradução de 2003 [5]. A Câmara Brasileira do Livro concedeu-lhe o Prêmio Jabuti em 2004, também pela tradução de "Finnegans Wake". Recebeu o Diploma Legislativo de Mérito Social da Câmara de Vereadores do Município de Videira/SC em 2005. Recebeu o Prêmio Açorianos de Literatura na categoria de tradução (2004) e na categoria de literatura infanto-juvenil (2005). Recebeu o título de Professor Emérito da UFRGS (2007) [6]. Recebeu o Prêmio de Literatura Joaquim Felizardo da Prefeitura de Porto Alegre (2008)[7]. Recebeu a Medalha Cruz e Souza do Estado de Santa Catarina (2009).

Obras[8]Editar

Não-ficçãoEditar

  • "Aspectos estruturais na Ilíada", Porto Alegre, Ufrgs, 1972
  • "Formas da narrativa: carência, plenitude", Porto Alegre, Movimento, 1976
  • "A palavra imperfeita", Rio de Janeiro, Vozes, 1979
  • "A dramaticidade na poesia de Drummond", Porto Alegre, UFRGS, 1979
  • "Poesia modernista no Rio Grande do Sul", Porto Alegre, Movimento, 1982
  • "A prosa fraturada", Porto Alegre, UFRGS, 1983
  • "A poesia no Rio Grande do Sul", Porto Alegre, Mercado Aberto, 1987
  • "Teoria do romance", Rio de Janeiro, Ática, 1989
  • "Eros: dialética e retórica", São Paulo, Edusp, 1992
  • "Narciso errante", Rio de Janeiro, Vozes, 1994
  • "Heráclito e seu (dis)curso", Porto Alegre, L&PM, 2000
  • "Na conquista do Brasil", São Paulo, Ateliê, 2001
  • "Origens do discurso democrático", Porto Alegre, L&PM, 2002
  • "Fronteiras e confrontos", Porto Alegre, Movimento, 2009
  • "Afrontar fronteiras", Porto Alegre, Movimento, 2012

FicçãoEditar

  • "A mulher afortunada", Porto Alegre, Movimento, 1982
  • "O tatu", Porto Alegre, Movimento, 1983
  • "Chimarrita", Porto Alegre, Movimento, 1985
  • "Faustino", Porto Alegre, Mercado Aberto, 1987
  • "Pedro de malas artes", Porto Alegre, Movimento, 1992
  • "Império caboclo", Florianópolis, UFSC, 1994
  • "O homem que não sabia jogar", Porto ALegre, Movimento, 1998

PoesiaEditar

  • "Martim Fera", Porto Alegre, Movimento, 1984
  • "A essência da mulher". In: "Mulher em prosa e verso", Porto Alegre, Movimento, 1988

Literatura infantilEditar

  • "O astronauta". (em parceria com João Paulo), Porto Alegre, L&PM, 1985
  • "Refabular Esopo", Rio de Janeiro, Lamparina, 2004
  • "Finnício Riovém", Rio de Janeiro, Lamparina, 2004

TraduçãoEditar

Referências