Dondo (Angola)

Disambig grey.svg Nota: Se procura a cidade moçambicana com este nome, veja Dondo (Moçambique).

Dondo é uma comuna e cidade de Angola, sede do município de Cambambe, na província de Cuanza Norte.

Dondo
  Comuna angolana Angola  
Estação do Dondo, em 2011.
Estação do Dondo, em 2011.
Localização
Dondo está localizado em: Angola
Dondo
Localização de Dondo em Angola
Coordenadas 9° 41' 39" S 14° 25' 22" E
Município Cambambe
Província Cuanza Norte
País  Angola
Características geográficas
População total 55,000 hab.

Foi, até à década de 1980, o quarto parque industrial do país, ainda sendo considerada um ponto de trânsito obrigatório nas ligações rodoviárias entre Luanda e as províncias do leste, centro e sul do país.

GeografiaEditar

A cidade subdivide-se em três distritos urbanos, sendo o maior o Dondo Central (ou Dondo-Velho), o Alto Dondo (no leste) e o Cachumbo (no oeste). O vilarejo do Cambambe-Velho ainda fica sob a administração da comuna do Dondo.

Com um clima relativamente quente, sua temperatura ameniza pela presença do Rio Cuanza, que margeia a cidade.

HistóriaEditar

A história do Dondo remonta ao século XIV, quando era uma cidade do reino do Dongo denominada Mabanza Cabaza. Em 1625 albergava a maior feira comercial do reino.

Dondo foi elevado a sede de concelho em 1857, e a vila em 1870, ganhando muitos habitantes quando transferiram a Aldeia do Soba Cambambe para o Dondo, fato que originou o nome do município.

A evolução industrial do Dondo ficou marcada por dois acontecimentos. Em 1941 chegou a linha ferroviária, através do Ramal de Dombe-Zenza, uma conexão do Caminho de Ferro de Luanda ao Dondo. E em 1958 iniciaram-se as obras da barragem hidro-elétrica do Cambambe, concluídas em 1960. Seguiu-se um crescimento industrial, salientando-se o complexo têxtil "Satec" (depois denominada "Bula Matadi I"), a sociedade de Vinhos (Vinelo), a unidade de produção de matérias de construção (pré blocos), a sociedade algodoeira de Ambriz exportadora para a Europa, e mais tarde a fábrica de cerveja EKA.

A 29 de maio de 1973, Dondo foi elevado a cidade.[1]

No decorrer da Guerra Civil Angolana, a vida económica local ficou paralisada com o desaparecimento de todas as empresas aqui instaladas, ficando a funcionar somente a central elétrica e a fábrica de cerveja. Desde 2013, o Dondo recebeu novos incentivos que já resultaram em investimentos japoneses anunciados no ramos têxtil e angolanos no ramo agro-industrial.[2]

InfraestruturaEditar

Sua principal ligação com o território nacional se dá por meio de rodovias, sendo a EN-321 a mais vital, pois a liga a Luanda, no oeste. A outra rodovia importante é a EN-120, que a liga à povoação de Forte Cambambe (sul) e ao Nadalatando (norte).[3]

A cidade também é servida pelo Ramal do Dondo, do Caminho de Ferro de Luanda, tendo na localidade a Estação Ferroviária do Dondo.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. www.portalangop.co.ao, visitada a 11 de janeiro de 2014
  2. www.portaldeangola.com, visitada a 11 de janeiro de 2014
  3. a b Estudo sobre o estado das rodovias e ferrovias do Cuanza Norte. República de Angola - Ministério dos Transportes. 2018
  Este artigo sobre geografia de Angola, integrado no Projecto Angola, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.