Abrir menu principal
Dormentes
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico dormentense
Localização
Localização de Dormentes em Pernambuco
Localização de Dormentes em Pernambuco
Dormentes está localizado em: Brasil
Dormentes
Localização de Dormentes no Brasil
Mapa de Dormentes
Coordenadas 8° 26' 49" S 40° 46' 15" O
País Brasil
Unidade federativa Pernambuco
Municípios limítrofes Afrânio, Petrolina, Lagoa Grande, Santa Cruz, Santa Filomena
Distância até a capital 649 km
História
Fundação 1963 (56 anos)
Aniversário 1 de outubro
Administração
Prefeito(a) Josimara Cavalcanti Rodrigues Yotsuya (PTB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 1 537,588 km²
População total (estimativa IBGE/2018[3]) 18 734 hab.
Densidade 12,18 hab./km²
Clima Semiárido[1] (BSh)
Altitude 492 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,589 baixo
 • Posição PE: 105°
PIB (IBGE/2013[5]) R$ 147 651 mil
 • Posição PE: 96°
PIB per capita (IBGE/2013[5]) R$ 8 237,14

Dormentes é um município brasileiro do estado de Pernambuco.

HistóriaEditar

O território onde hoje se localiza o município de Dormentes pertencia à Fazenda São João, no século XVIII. No início do século XX, um dos proprietários de terras na região era Francisco Coelho de Macedo.[6] O distrito foi criado pela lei municipal nº 11, de 6 de novembro de 1963, subordinado ao município de Petrolina. A emancipação ocorreu pela lei estadual nº 10625, de 01-1991, desmembrado de Petrolina. A instalação do município deu-se em 1 de janeiro de 1993.[7]

A área territorial sofreu acréscimo com a criação dos seguintes distritos:[7]

  • Distrito de Lagoas, criado pela lei municipal nº 46, 16 de maio de 1994.
  • Distrito de Lagoa de Fora, criado pela lei municipal nº 48, de 17 de agosto de 1994.
  • Distrito de Monte Orebe, criado pela lei municipal nº 52, de 17 de agosto de 1994.
  • Distrito de Caatinga Grande, criado pela lei municipal nº 53, de 17 de agosto de 1994.

TopônimoEditar

O topônimo do município origina-se de uma lenda local, segundo a qual havia um cavalo que vivia em terras do atual distrito de Santa Cruz que vivia fugindo para a beira de uma lagoa, onde permanecia deitado. O cavalo passou a ser chamado de dormente. A lagoa passou a ser assim denominada de dormente. Este nome passou ao povoado.[6]

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 08º26'50" sul e a uma longitude 40º46'16" oeste, estando a uma altitude de 492 metros.

LimitesEditar

Noroeste: Estado do Piauí Norte: Santa Filomena Nordeste: Santa Cruz
Oeste: Afrânio   Leste: Santa Cruz e Lagoa Grande
Sudoeste: Afrânio Sul: Petrolina Sudeste: Lagoa Grande

HidrografiaEditar

O município está situado nos domínios da Bacia Hidrográfica do Rio do Pontal. Seus principais tributários são os riachos: da Água Preta, da Caipora, São Domingos, da Roça, Amarante, do Poço Barreiro, Porto da Prensa, do Medubim, São Bento, Baixa das Aroeiras, das Lagoas, Baixa do Cal, do Dormente, da Melancia e Baixa de São Bento. Os principais corpos de acumulação são: o açude Monte Orebe (2.334.760 m cúbicos) e a Lagoa Grande. Todos os cursos d’ água no município têm regime de escoamento intermitente e o padrão de drenagem é o dendrítico.[8]

ClimaEditar

Gráfico climático para Dormentes
JFMAMJJASOND
 
 
47
 
31
22
 
 
71
 
31
22
 
 
126
 
31
21
 
 
71
 
31
21
 
 
58
 
30
20
 
 
48
 
29
19
 
 
47
 
30
19
 
 
30
 
30
18
 
 
23
 
32
19
 
 
13
 
34
21
 
 
47
 
35
22
 
 
53
 
33
22
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: Jornal do Tempo

O clima do município é o clima semiárido, do tipo BSh. Os verões são quentes e úmidos, é neste período em que praticamente quase toda chuva do ano cai. Os invernos são mornos e secos, com a diminuição de chuvas; as mínimas podem chegar a 14 °C. As primaveras são muito quentes e secas, com temperaturas muito altas, que em que algumas ocasiões podem chegar a mais de 40 °C.

RelevoEditar

O município de Lagoa Grande está situado na unidade geo-ambiental da Depressão Sertaneja, que predomina a imagem típica do sertão nordestino, superfície de pediplanação muito monótona, relevo predominantemente suave-ondulado, cortada por vales estreitos, com vertentes dissecadas. Elevações residuais, cristas e/ou outeiros pontuam a linha do horizonte.[8]

SoloEditar

Em relação aos solos, nos Patamares Compridos e Baixas Vertentes do relevo suave ondulado ocorrem os Planossolos, mal drenados, fertilidade natural m édia problemas de sais; Topos e Altas Vertentes, os solos Brunos não Cálcicos, rasos e fertilidade natural alta; Topos e Altas Vertentes do relevo ondulado ocorrem os Podzólicos, drenados e fertilidade natural média e as Elevações Residuais com os solos Litólicos, rasos, pedregosos e fertilidade natural média.[8]

GeologiaEditar

O município de Lagoa Grande é constituído superfície de pediplanação bastante monótona, relevo predominantemente suave-ondulado, cortada por vales estreitos, com vertentes dissecadas. Elevações residuais, cristas e/ou outeiros pontuam a linha do horizonte.[8]

DemografiaEditar

Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 18 734[3] habitantes, distribuídos numa área de 1.539,052 km², tendo assim, uma densidade demográfica de 11,00 hab/km².

SubdivisõesEditar

DistritosEditar

  • Sede
  • Lagoas

BairrosEditar

  • Barra do Noronha
  • Centro
  • Dedé Damasceno
  • Francisco Coelho de Macedo
  • Leonísio Lima
  • Loteamento Josias Elpídio Rodrigues
  • Loteamento Alto Vistoso
  • Loteamento Francisca Irene
  • Bairro São Joaquim

PovoadosEditar

  • Monte Orebe
  • Lagoa de Fora
  • Caatinga Grande

PolíticaEditar

O poder executivo do município é exercido por Josimara Cavalcanti Rodrigues Yotsuya, do PTB. Josimara disputou a eleição de 2016 como vice-prefeita[9], tendo como titular Geomarco Coelho de Sousa. Com a morte do titular, em setembro de 2017[10], assumiu a gestão do município.

EconomiaEditar

Segundo dados sobre o produto interno bruto dos municípios, divulgado pelo IBGE referente ao ano de 2011, a soma das riquezas produzidos no município é de 116.127 milhões de reais (96° maior do Estado). Sendo o setor de serviços é o mais mais representativo na economia dormentense, somando 85.834 milhões. Já os setores industrial e da agricultura representam 11.348 milhões e 7.542 milhões, respectivamente. O PIB per capita do município está entre os melhores da sua região, com 6.787,10 mil reais (49° maior do Estado).[11]

EstruturaEditar

EducaçãoEditar

Na cidade tem varias escolas municipais distribuídas na sede e no interior do município, sendo que na sede ainda temos uma escola privada.

A cidade conta com duas escolas de Ensino Médio (públicas) [12] São elas:

  • Escola Nossa Senhora das Graças
  • Escola de Referência em Ensino Médio Senador Nilo Coelho- com ensino integral

SaúdeEditar

A cidade conta com 7 estabelecimentos de saúde, sendo todos deles públicos estaduais e municipais.[13]

TransportesEditar

O município é cortado pela PE-354 e PE-630. A população conta com o Aeroporto de Petrolina, estando a pouco mais de 120 km de distância.[8]

ComunicaçãoEditar

O município recebe o sinal de TV do município de Petrolina.

CulturaEditar

TurismoEditar

MiranteEditar

O município possui alguns destinos turísticos como o mirante de Monte do Cruzeiro.[14]

PedraEditar

Há também para se visitar a Pedra de Cal e a Pedra da Letra.

CaprishowEditar

O Caprishow, evento voltado à caprinovinocultura e envolvendo a participação de artistas diversos, é realizado no terceiro final de semana do mês de maio. O aniversário da cidade é comemorado no dia 1° de outubro.

Referências

  1. «Diagnóstico do município de Dormentes» (PDF). Projeto Águas Subterrâneas. Ministério das Minas e Energia. 2005. Consultado em 1 de janeiro de 2010 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  5. a b «Pernambuco » Dormentes » Produto Interno Bruto dos municípios - 2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. de 2015 
  6. a b Homero Fonseca. Página Pernambucânia, acessada em 01 de janeiro de 2010
  7. a b [IBGE. Cidades@, acessada em 01 de janeiro de 2010]
  8. a b c d e http://www.cprm.gov.br/rehi/atlas/pernambuco/relatorios/DORM055.pdf
  9. «Josimara foi candidata a vice-prefeito de Dormentes pelo PTB». Eleições 2016. 2016. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  10. «Prefeito de Dormentes morre durante procedimento cirúrgico em Recife». Portal G1. 21 de setembro de 2017. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  11. http://cidades.ibge.gov.br/xtras/temas.php?lang=&codmun=260515&idtema=125&search=pernambuco%7Cdormentesproduto-interno-bruto-dos-municipios-2011
  12. http://www.educacao.pe.gov.br/portal/upload/galeria/4324/rel_escolas_gre_mediosaofrancisco.pdf
  13. http://www.uniregistro.com.br/cidades-do-brasil/pernambuco/dormentes/
  14. http://www.ferias.tur.br/informacoes/5244/dormentes-pe.html
  Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  A Wikipédia tem o portal: