Doze Futebol Clube

Doze Futebol Clube (conhecido simplesmente como Doze ou ainda como Doze FC) é uma agremiação esportiva brasileira com sede na cidade de Vitória, no Estado do Espírito Santo. O clube foi fundado em 12 de Dezembro de 2014 por um grupo de empresários liderados por Israel Levi, com intuito de aplicar um novo formato de gestão e entretenimento no futebol brasileiro, o Crowdmanaging.[1] 

Doze
Doze Futebol Clube
Nome Doze Futebol Clube
Alcunhas Dozão
12
Torcedor(a)/Adepto(a) Dozista
Mascote Pássaro
Fundação 12 de dezembro de 2014 (9 anos)
Estádio Estádio Kleber Andrade, Cariacica
Localização Vitória,  Espírito Santo
Presidente Israel Levi
Patrocinador(a) Banestes
Hotel Fazenda China Park
Material (d)esportivo Icone Sports
Website dozefc.com.br
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

História

editar

Fundação

editar

Insatisfeito com o formato de gestão dos clubes brasileiros e como os torcedores são tratados pelos mesmos, Israel Levi iniciou em 2012 estudos para desenvolver um novo método de gestão que potencializasse os resultados e tivesse maior participação do principal interessado no futebol: o torcedor. Após alguns anos de pesquisas e aperfeiçoamento do projeto junto a universidades americanas, Israel chegou ao modelo que ele próprio intitulou de Crowdmanaging. Com o conceito idealizado e um projeto que promete revolucionar a forma de fazer futebol, Israel começou sua peregrinação para testar a ideia. Após apresentar a alguns amigos, empresários de diversos setores, e ter imediata aderência, chegou a hora de colocar em prática e tirar o Doze do papel.

Começava, então, uma nova etapa, a busca de parceiros para a execução do projeto. O primeiro contrato foi fechado em 13 de outubro de 2014 com a empresa de marketing esportivo Serápis Bey Sports & Marketing (ou SB Sports como é mais conhecida), que desde então é responsável por todo o planejamento e gestão do departamento de marketing e comercial do clube. A SB Sports iniciou os trabalhos imediatamente, desenvolvendo da marca (escudo), identidade visual e buscando patrocinadores e parceiros para o clube, fechando os primeiros contratos com a Ícone Sports – para fornecimento todo o material esportivo para as duas primeiras temporadas do Doze – e com o Hotel Fazenda China Park – que será o Centro de Treinamento da equipe. Outro importante contrato fechado foi com Costa & Martins Advogados Associados, responsável por toda parte jurídica do clube.

Após a filiação na Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) e confirmar a participação no Campeonato Capixaba da Série B, o clube começou a organizar o departamento de futebol e a busca por atletas para formação do primeiro time profissional. Os primeiros jogadores anunciados pelo Doze Futebol Clube foram o zagueiro Irineu e o volante Rildo. Pouco depois, o ex-atacante Sorato e o ex-goleiro Carlos Germano foram confirmados como técnico e auxiliar-técnico, respectivamente. Outro nome de peso contratado foi o experiente volante Jonílson.[2]

Acesso à Série A

editar

No primeiro jogo oficial da sua história, o Doze Futebol Clube venceu o Grêmio Laranjeiras (GEL) por 1 a 0, no Estádio Salvador Costa, em Vitória, pela Série B do Campeonato Capixaba de 2015. O volante Luan, de pênalti, aos 31 minutos do primeiro tempo, marcou o primeiro gol da história do clube.[3][4]

No primeiro ano de existência, o Doze conquistou o acesso para o Campeonato Capixaba da Série A, com uma rodada de antecedência no quadrangular final, após vencer o GEL, por 3 a 0 (gols de William Chrispim, Diego Godinho e Danilo Silva).[5] O clube terminou o campeonato com o vice-campeonato.[6]

No Capixabão de 2016 faz uma campanha irregular no Grupo Sul e disputa o Quadrangular do Rebaixamento.[7] No "Quadrangular da Morte", o Doze garante-se na Série A de 2017.[8]

Vice-campeão da Série A, rebaixamento e inatividade

editar

Em 2017, o clube treina na cidade de Marataízes no sul do estado e manda seus jogos no Campeonato Capixaba no Estádio José Olívio Soares em Itapemirim.[9] Na primeira fase, classifica-se às semifinais com a segunda colocação.[10] O Doze elimina o Espírito Santo nas semifinais com dois empates em 0 a 0 por tem melhor campanha que o seu adversário e alcança a final pela primeira vez na sua história.[11] O clube é derrotado pelo Atlético Itapemirim no segundo jogo da final por 2 a 1 no Estádio Sumaré em Cachoeiro de Itapemirim e termina com o vice-campeonato inédito.[12] Porém, no Campeonato Capixaba de 2018, o Doze termina na penúltima colocação e é rebaixada à Série B.[13]

Em 2019, o Doze não confirma sua participação na Série B, entrando em inatividade no futebol profissional pela primeira vez desde sua estreia em 2015.[14]

O clube

editar

Os clubes no mundo todo vêem o torcedor como seu décimo segundo jogador, pela forte influência que a torcida pode exercer nos jogos, tanto motivando quanto reprimindo os jogadores. O nome Doze expressa, além deste aspecto, a força e poder de decisão que os nossos torcedores terão em todos os âmbitos de gestão. Literalmente, os torcedores terão a responsabilidade de definir os rumos do clube.

Associados

editar

Até o momento, o clube tem pouco mais de cem sócios-diretores, que decidem como e onde investir, deliberando inclusive sobre as contratações.[15]

Campanhas de destaque

editar

Partidas históricas

editar

Esta é uma lista de algumas das partidas mais importantes da história do Doze.

Primeira partida oficial da história do clube.[3]

Jogo do acesso à Série A do Capixaba de 2016.[5]

Primeira vitória na elite do Campeonato Capixaba.[16]

Estatísticas

editar

Participações

editar
Participações em 2019
Competição Temporadas Melhor campanha Anos P   R  
  Campeonato Capixaba 3 Vice-campeão (2017) 2016-2018 1
Série B 1 Vice-campeão (2015) 2015 1
Copa Espírito Santo 1 6º colocado (2015) 2015

Símbolos

editar

Escudo

editar

O Doze escolheu o pássaro para integrar o escudo do time, símbolo máximo, pois na natureza é o animal que melhor representa o conceito de Crowdmanaging. Pois, embora tenham autonomia limitada de voo quando sozinhos, ao adotarem o sistema de voo em bando no formato “V” eles conseguem alcançar maiores distâncias e velocidade. Além disso, não há a figura de um líder permanente e sim um revezamento entre os pássaros na liderança do bando para maior desempenho. O escudo ainda conta com o nome da equipe (Doze FC) na parte superior e um número "12" na parte inferior.

Uniformes

editar

Temporada 2018

editar
Uniforme nº1
Uniforme nº2

Temporada 2017

editar
Uniforme nº1
Uniforme nº2

Temporada 2016

editar
Uniforme nº1
Uniforme nº2

Temporada 2015

editar
Uniforme nº1
Uniforme nº 2

Mascotes

editar

O mascote oficial é um pássaro, que representa as aves migratórias.

E-Sports

editar

Em 2017, o Doze FC se tornou o primeiro clube profissional a ter um clube virtual no modo Pro Clubs do simulador de futebol da EA Games, o FIFA. Com um ano de existência, o clube virtual se encontra na Primeira Divisão, tendo chegado na final da Copa Brasileira e foi vencedor da Virtual Professional Soccer League (VPSL) no Xbox One.[17]

Referências

  1. «Novato no futebol capixaba, Doze FC lança site oficial para se apresentar». globoesporte.com. 12 de dezembro de 2014. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  2. «Ex-Vasco, Sorato e Carlos Germano são confirmados no comando do Doze: Ex-funcionários e jogadores do Vasco da Gama, assumem cargos de técnico e assistente-técnico, respectivamente, de novo time do Espírito Santo». globoesporte.com. 14 de janeiro de 2015. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  3. a b «Com gritos de olé no fim, Doze estreia na Série B com vitória sobre o GEL». globoesporte.com. 15 de março de 2015. Consultado em 5 de fevereiro de 2017 
  4. «O gol de Doze 1x0 GEL pela Série Bdo Campeonato Capixaba 2015». globoesporte.com. 15 de março de 2015. Consultado em 5 de fevereiro de 2017 
  5. a b «Doze vence o GEL e garante o acesso para a primeira divisão do Capixabão». globoesporte.com. 12 de junho de 2015. Consultado em 5 de dezembro de 2016 
  6. «Espírito Santo vence o Doze e garante o título da Série B do Capixabão 2015». globoesporte.com. 13 de junho de 2015. Consultado em 10 de maio de 2017 
  7. «Atlético-ES e Doze empatam sem gols e decisão fica para a última rodada». globoesporte.com. 11 de março de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2017 
  8. «São Mateus e Doze empatam e permanecem na Série A do Capixabão». globoesporte.com. 6 de abril de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2017 
  9. «Guia do Capixabão 2017: torneio faz 100 anos e tem os maiores campeões». globoesporte.com. 27 de janeiro de 2017. Consultado em 29 de março de 2017 
  10. «Já nas semis, Doze vence e elimina o São Mateus do Campeonato Capixaba». globoesporte.com. 8 de abril de 2017. Consultado em 10 de abril de 2017 
  11. «Doze segura o empate diante do Espírito Santo e vai à final inédita do Capixabão». globoesporte.com. 22 de abril de 2017. Consultado em 23 de abril de 2017 
  12. «Atlético vira pra cima do Doze e conquista o Capixabão pela primeira vez na história». globoesporte.com. 6 de maio de 2017. Consultado em 7 de maio de 2017 
  13. «Com pênalti anulado, Serra vence, garante liderança geral e rebaixa o Doze para a Série B». globoesporte.com. 10 de março de 2018. Consultado em 11 de março de 2018 
  14. «Federação de Futebol divulga tabela da Série B do Campeonato Capixaba 2019». globoesporte.com. 16 de janeiro de 2019. Consultado em 25 de janeiro de 2019 
  15. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome extra
  16. «Doze bate o Espírito Santo e chega a 1ª vitória na elite do futebol capixaba». globoesporte.com. 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 5 de fevereiro de 2017 
  17. «Confira a nova equipe E-Sports do Doze FC, que joga o modo Pro Clubs do FIFA 17». globoesporte.com. 3 de março de 2017. Consultado em 25 de agosto de 2017 

Ligações externas

editar