Dragões da Real (escola de samba)

Escola de Samba

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Dragões da Real é uma escola de samba da cidade de São Paulo, fundada em 2000 por membros da torcida organizada do São Paulo Futebol Clube.[1]

Dragões da Real
Fundação 17 de março de 2000 (24 anos)
Escola-madrinha Lavapés[1]
Cores
Símbolo Dragão
Bairro Vila Anastácio[1]
Presidente Renato Remondini Rodrigues "Tomate"
Desfile de 2024
Enredo África - Uma Constelação de Reis e Rainhas

História editar

A Dragões da Real foi fundada em 17 de março de 2000 por alguns associados da torcida do São Paulo que já frequentavam algumas escolas de samba. A decisão em fundar uma nova escola teve o objetivo de proporcionar maior integração e cultura aos associados.[2]

Em seu primeiro ano de existência, na preparação para seu desfile inicial, a agremiação se defrontou com dificuldades, a UESP (entidade a qual a Dragões se filiou) não repassara a verba às escolas de samba do Grupo de Espera, desse modo todo o trabalho carnavalesco foi feito através de trabalhos voluntários e um grande aporte financeiro da torcida e de alguns associados que se mobilizaram a fim de colocar a Dragões em condições de desfilar.

Em 2001, logo na sua estreia a agremiação tornou-se campeã, obtendo o título do grupo 4 da UESP.

No ano de 2002, já no Grupo III, a agremiação acabou passando por alguns problemas ficando na 5º colocação.

Em 2003, voltando a disputar o Grupo III, se tornou campeã novamente, ascendendo assim ao Grupo II.

Em 2004 já no Grupo II, a agremiação sagrou-se novamente campeã. Tal conquista propiciou à agremiação a oportunidade de desfilar no sambódromo do Anhembi pela primeira vez em sua até então curta história de 4 carnavais.

Em 2005 disputando com escolas de samba tradicionais, que inclusive já haviam participado do Grupo Especial, a agremiação em seu primeiro ano de desfile no Anhembi alcançou a 2ª colocação e conseguiu ascender mais uma etapa, assim passando a figurar em 2006 entre as escolas do Grupo de Acesso.

Com essa ascensão, os ensaios, alegorias, fantasias, enfim tudo na escola passou a tomar vulto e paulatinamente a estrutura de trabalho foi aumentando e com isso a participação dos associados e simpatizantes também aumentou.

Nos anos de 2006, 2007 e 2008 a agremiação disputou o Grupo de Acesso vindo a terminar seguidamente na mesma colocação nesses anos, o 5º lugar. Em 2009, obteve o terceiro lugar.

 

Em 2010 a escola fez o desfile com enredo Renovação… Assim Caminha a Humanidade, a escola era indicada como uma das favoritas a conseguir o acesso, mas suas notas no quesito Evolução não foram boas. Por isso, acabou empatada com a Unidos do Peruche no cômputo geral, mas ficou atrás desta com os critérios de desempate, com novo terceiro lugar.[3]

Com o enredo sobre Contos, em 2011 sagrou-se campeã do Grupo de Acesso, assim conseguindo o acesso ao Grupo Especial.[4]

 

Em 2012 foi a primeira escola a desfilar no sábado (18 de fevereiro de 2012), desfile que rendeu à escola acabou uma honrosa 7ª colocação.

Em 2013 a escola falou de seu próprio símbolo, o Dragão, apresentando a figura em diversas mitologias, em filmes como "Coração de Dragão" e até no desenho animado Caverna do Dragão. O desfile foi considerado surpreendente pela crítica, superou a Império de Casa Verde no quesito de desempate, rendendo à Dragões a 4ª posição.

Para 2014, contratou a carnavalesca Rosa Magalhães para elaborar seu desfile. A Dragões apresentou o enredo "Um Museu de Grandes Novidades", que abordava a cultura pop das décadas de 1970 e 80, fez um belíssimo desfile, com alegorias grandiosas, mas obteve o quinto lugar mesma pontuação que a Tucuruvi que no critério de desempate pecou em harmonia.

Em 2015 apresentou o enredo "Acredite Se Puder!" buscando o tão sonhado título, o enredo lúdico contava a historia de um livro de mesmo nome do enredo, onde apresentava fadas, duendes, bruxas e outras figuras e lugares fantásticos. Apesar do desfile correto sem grandes falhas acabou na 5ª posição e garantiu o retorno ao desfile das campeãs. Para comemorar seus 15 anos em 2016 a escola leva a historia de presentes para a avenida com o enredo "Surpresa! Adivinha o que eu trouxe pra você", o tema abordou das lembrancinhas aos presentes das datas especiais e com bom humor lembrou ainda dos presentes ruins. Fez um desfile caprichado e divertido, mas não chegou a impactar terminando na 6ª posição.

Após o resultado do ano anterior a escola mudou seu foco em enredo lúdico e pra 2017 escolheu o enredo "Dragões canta Asa Branca", o tema contou a história da música que é considerado um verdadeiro hino para o povo nordestino. Com um desfile vibrante e samba envolvente fez uma festa nordestina na avenida, com isso a escola conquistou um inédito vice-campeonato do Carnaval de São Paulo. A Dragões liderou até a última nota da apuração, quando empatou na pontuação final com a Acadêmicos do Tatuapé, mas no critério de desempate perdeu no quesito samba-enredo. Vice-campeã no ano anterior, a Dragões da Real contou em 2018 a história da música sertaneja no Brasil, através do tema "Minha música, minha raiz. Abram a porteira para essa gente caipira e feliz" fez uma grande referência à cultura popular brasileira. A escola fez festa do interior no Anhembi e misturou samba com sertanejo de raiz, exaltou a música caipira e cultura do campo. Ficou com quinto lugar após perder ponto apenas em alegorias.

Para 2019 a escola trouxe o enredo A invenção do tempo, Uma odisseia em 65 minutos. Retratou de forma clara e objetiva o tema proposto, trazendo um dos abre-alas mais bonitos do ano. Com um desfile técnico e bem sucedido, como é de praxe nos desfiles da Dragões, a escola mais uma vez bateu na trave, ficando com um honroso 2° lugar, à apenas um décimo de diferença da primeira colocada.

Em 2020 falando sobre a Revolução do Riso, trouxe um enredo com um apelo social significativo e também homenageando os Doutores da Alegria. O desfile também marca a despedida de Simone Sampaio do posto de rainha da Bateria Ritmo que Incendeia, sendo este seu último desfile pela agremiação. A escola entra animada, com uma linda comissão de frente e faz um belo desfile técnico, mas perde pontos em fantasia, bateria e alegorias, que não estavam de fácil entendimento, exemplo do carro abre-alas que era bem confuso, embora o Dragãozinho tenha sido a atração mais simpática do carro. Conseguiu neste ano um modesto 6º lugar, fechando o ciclo de trabalhos do carnavalesco Mauro Quintaes na agremiação.

Para 2021, a escola tinha Jorge Silveira como carnavalesco e pretendia contar com o tema "O dia em que a Terra parou", que traria para o Anhembi um cenário quase apocalíptico (inspirado nos acontecimentos globais causados pelo coronavírus) e que serviria como forma de reflexão para nossos atos.[5] No entanto, após o adiamento dos desfiles para abril de 2022, os dirigentes da Dragões decidiram mudar o foco, trabalhando em cima do enredo "Adoniran", sobre o gênio do samba paulistano.[6] Última escola a desfilar no primeiro dia do carnaval, a Dragões fez uma apresentação bonita, mas distante do clima arrebatador de outros anos. Além disso, a primeira porta-bandeira passou mal e teve de ser retirada às pressas da pista no meio do desfile[7], o que comprometeu a escola aos olhos dos jurados, que na apuração, a despontuaram com três décimos, fazendo com que a Dragões da Real ficasse em um decepcionante 7º lugar.

Em 2023, reforçou seu time com o carnavalesco multicampeão Jorge Freitas, que colecionou títulos nas co-irmãs Gaviões da Fiel, Rosas de Ouro, Império de Casa Verde e Mancha Verde. Para o desfile, propôs um enredo sobre a Paraíba, com o título "Paraíso Paraibano – João Pessoa, a Porta do sol das Américas".[8] A agremiação fez uma bonita e correta apresentação ao fechar o sábado de carnaval. Conseguiu um modesto quinto lugar, voltando ao Desfile das Campeãs pela primeira vez desde 2019. Jorge Freitas renovou com a escola dias depois.

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Dragões da Real (escola de samba)

Segmentos editar

Presidentes editar

Nome Mandato Ref.
Marcos Paulo Sodré de Assis 2000 - 2003
Ronaldo da Silva 2003 - 2008
Flavio Mendes Beverari 2008 - 2011
Renato Remondini Rodrigues "Tomate" 2011 - atualidade [9]

Intérpretes editar

Carnavais Intérprete oficial Referências
2001-2002 Juscelino Alves
2003-2005 Daniel Collête
2006-2007 Nilson Valentim
2008-2010 Edmar Guiã
2011-2016 Daniel Collête
2017-atual René Sobral [10]

Diretores editar

Período Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2011-2013 Rogério Magalhães Felix Carlinhos [11][12]
2014 Junior Schall Rogério Magalhães Felix Mi e Avelar [13]
2015-2016 Junior Schall Rogério Magalhães Felix Jorge Tornado [14]
2017- 2019 Rogério Magalhães Felix Rogério Magalhães Felix Jorge Tornado [15]
2020 Márcio Santana Rogério Magalhães Felix Jorge Tornado [10]

Coreógrafos editar

Período Nome Ref.
2012-2017 Anderson Rodrigues [13]
2018 Roberta Melo [16]
2019 Anderson Rodrigues
2020 Ricardo Negreiros [10]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira editar

Período Nome Ref.
2007-2008 Michael Smith e Suiane Hadisa
2009 Michael Smith e Fernanda Oliveira
2010-2011 Rubens de Castro e Lidiane Geise [11]
2012-2016 Rubens de Castro e Lyssandra Grooters [17][12][13][18]
2017-2022 Rubens de Castro e Evelyn Silva [18]
2023-presente Rubens de Castro e Janny Moreno

Corte de Bateria editar

Período Rainha Musa Princesa Ref.
2009 – 2011 Denise Liah [19][20]
2012 – 2018 Simone Sampaio [21]
2019 – 2020 Simone Sampaio Isadora Salles
2022 Karine Grum Kelly De Paula Yohana Obyara [22][23][24]

Carnavais editar

Dragões da Real
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalescos Ref.
2001 Campeã 4-UESP Circo Criança, Uma Grande Esperança Marcelo Luis Silva e Paulo Fornias
2002 5º lugar 3-UESP Uni-Dune-Tê, Um Sorvete Colorê Marcelo Luis Silva e Paulo Fornias
2003 Campeã 3-UESP O Brilho de Todas as Estrelas Renato Stin
2004 Campeã 2-UESP São Paulo Cosmopolita — A Cidade do Mundo Comissão de Carnaval
2005 Vice-campeã 1-UESP O Misterioso Mundo Marinho com suas Lendas, Encantos e Riquezas Horácio Rabaça
2006 5º lugar Acesso O Homem Há de Voar — Um Sonho que Virou Realidade Horácio Rabaça
2007 5º lugar Acesso Aportei nesta Avenida em Busca do nosso Seguro Marcelo Jorge
2008 5º lugar Acesso Fé, Ciência e Compromisso Social: A Dragões se Veste de Luz neste Carnaval
Compositores: Fabio Bonfim, Tico, Daniel Collête, Beto Zona Sul e Silvio Negão.
Paulo Führo
2009 3º lugar Acesso Bem-Vindos à Idade Mídia
Compositor: Armênio Poesia.
Comissão de Carnaval
2010 3º lugar Acesso Renovação... Assim Caminha a Humanidade
Compositores: Helinho PDF, Luciano Capadócia, Cesinha Santos, Dom Marcos, Ronny, Betto Goís, Raphael e Xina.
Eduardo Caetano
2011 Campeã Acesso A Felicidade se Conta em Contos
Compositores: Dom Marcos, Xina, Beto Goés, Ronny, Raphael, Cesinha, Helinho PDF e Luciano Capadócia.
Eduardo Caetano [25]
2012 7º lugar Especial Mãe, ventre da vida e essência do amor
Compositores: Dico Baloeiro, Eduardo Leão, Ricardo "Rigolon", Rico e Wagner Rodrigues.
Eduardo Caetano [26]
2013 4º lugar Especial Dragão, guardião real, mostra seu poder e soberania na corte do Carnaval!
Compositores: Dico, Armênio, Ricardo, Derico e Wagner.
André Cezari [27]
2014 5º lugar Especial Um museu de grandes novidades
Compositores: Armênio Poesia, Dico, Wagner Rodrigues, Derico, Maurinho da Mazzei e Xandinho Nocera.
Rosa Magalhães [28][29]
2015 5º lugar Especial Acredite se puder!
Compositores: Godói, Galo, Thiago SP, Gordinho, Carlos Jr., Lagrilinha, Rodrigo Atração, Sidney Caló, Edson Liz e Tigrão.
Alex Fão, Dione Leite, Flávio Campello,
Jorge Silveira, Júnior Schall e Rogério Félix
[30][31]
2016 6º lugar Especial Surpresa! Adivinha o que eu trouxe pra você?
Compositores: Armênio Poesia, Derico, Maurinho da Mazzei, Tuca Maia, Wagner Rodrigues e Xandinho Nocera.
Dione Leite, Flávio Campello, Jorge Silveira,
Júnior Schall e Rogério Félix
2017 Vice-campeã Especial Dragões canta Asa Branca
Compositores: Thiago SP, Turko, Leo, R. Malva, Rodrigo Atração, Renne Campos, Alemão da Ilha, Paulinho Miranda e Tigrão.
Dione Leite, Jorge Silveira, Márcio Gonçalves e Rogério Félix [32][33]
2018 5° lugar Especial Minha música, minha raiz! Abram a porteira para essa gente caipira e feliz!
Compositores: Armênio Poesia, Xandinho Nocera, Léo do Cavaco, Ronaldo Maransaldi, Renne Campos, Paulo Senna, Alemão do Pandeiro, Fabio Brazza, CG e Wagner Rodrigues.
Dione Leite, Márcio Gonçalves e Rogério Félix [34]
2019 Vice-campeã Especial A Invenção do Tempo - Uma odisseia em 65 minutos
Compositores: Armênio Poesia, Xandinho Nocera, Léo do Cavaco, Galo, Ronaldo Maransaldi, Renne Campos, Paulo Senna, Alemão do Pandeiro, Fábio Brazza, CG e Wagner Rodrigues.
Mauro Quintaes [35]
2020 6º lugar Especial A Revolução do Riso: A arte de subverter o mundo pelo divino poder da alegria

Compositores: Aquiles da Vila, Rapha Sp, Marcus Boldrini, Leandro Flecha, Ítalo Pires e Salgado Luz

Mauro Quintaes [36]
2021 Inicialmente adiados para o mês de julho, os desfiles do Carnaval 2021 foram cancelados devido a pandemia de Covid-19. [37]
2022 7º lugar Especial Adoniran

Compositores:Thiago SP, Léo do Cavaco, Renne Campos, Marcelo Adnet, Darlan Alves, Rodrigo Atração, Alemão do Pandeiro, Wanderley Monteiro, Paulo Senna, André Carvalho e Tigrão

Jorge Silveira [38]
2023 5° lugar Especial Paraíso Paraibano - João Pessoa, A Porta do Sol das Américas

Compositores: Thiago SP, Renne Campos, Léo do Cavaco, Marcelo Adnet, Darlan Alves, Rodrigo Atração, Jairo Cruz, André Carvalho, Paulo Senna e Tigrão.

Jorge Freitas [39][40][41]
2024 Vice-Campeã Especial África - Uma constelação de reis e rainhas

Compositores: Igor Federal, Vaguinho, Mike Candido, Afonsinho BV, Luizinho Ramos, Helber Medeiros, Thiago SP, Renne Campos, Rodrigo Atração, Darlan Alves, Jairo Cruz, Marcelo Adnet e Tigrão.

Jorge Freitas [42]
2025 Especial Jorge Freitas

Títulos editar

Títulos Dragões da Real
Divisão Total Ano
  Grupo de Acesso 1 2011
  Grupo 2-UESP 1 2004
  Grupo 3-UESP 1 2003
  Grupo 4-UESP 1 2001

Referências

  1. a b c http://www.sasp.com.br/a_escola.asp?rg_escola=40
  2. Site oficial - Carnaval
  3. [1]
  4. [2]
  5. «Dragões da Real desiste de enredo inspirado em pandemia e música de Raul Seixas; Marcelo Adnet assina samba». Setor 1. 20 de julho de 2021. Consultado em 1 de maio de 2022 
  6. Carnavalesco, Redação (28 de agosto de 2021). «Adoniran é o enredo da Dragões da Real para o Carnaval 2022; leia a sinopse». Carnavalesco. Consultado em 1 de maio de 2022 
  7. «Porta-bandeira da Dragões da Real desmaia durante o desfile». www.uol.com.br. Consultado em 1 de maio de 2022 
  8. «Carnaval 2023: Paraíba é a aposta da Dragões da Real para superar 'quases' e enfim beliscar o título». Lance!. Consultado em 7 de março de 2023 
  9. [3]
  10. a b c «Liga SP». www.ligasp.com.br. Consultado em 29 de janeiro de 2020 
  11. a b http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_dados.asp?rg_carnaval=23195
  12. a b http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_dados.asp?rg_carnaval=23362
  13. a b c http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_dados.asp?rg_carnaval=23440
  14. O Carnaval de SP (8 de abril de 2014). «Mestre Tornado é da Dragões da Real no Carnaval 2015» 
  15. SASP (17 de fevereiro de 2016). «Mestre Tornando segue a frente da Ritmo que Incendeia». Consultado em 17 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 22 de março de 2016 
  16. [4]
  17. http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_dados.asp?rg_carnaval=23278
  18. a b SASP (16 de fevereiro de 2016). «Presidente anunciou a saída da porta-bandeira» 
  19. G1 (8 de dezembro de 2011). «Dragões vai desfilar para ficar entre as cinco primeiras no carnaval de SP» 
  20. «Luto na Dragões: morre a ex-Rainha da Bateria». 13 de julho de 2017 
  21. EGO (14 de fevereiro de 2015). «'Rainha das rainhas', Simone Sampaio brinda 20 anos de Anhembi» 
  22. SRZD-Carnaval SP (12 de janeiro de 2022). «Karine Grum é a nova rainha de bateria da Dragões da Real» 
  23. SRZD-Carnaval SP (13 de janeiro de 2022). «Dragões da Real apresenta nova musa de bateria de apenas 18 anos» 
  24. SRZD-Carnaval SP (14 de janeiro de 2022). «Dragões da Real revela última integrante da corte de bateria para o Carnaval 2022» 
  25. http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_samba.asp?rg_carnaval=23195
  26. http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_samba.asp?rg_carnaval=23278
  27. http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_samba.asp?rg_carnaval=23362
  28. http://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_samba.asp?rg_carnaval=23440
  29. http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/entretenimento/2014/02/04/samba-enredo-da-dragoes-da-real-no-carnaval-2014.htm
  30. SRZD-SP (8 de abril de 2014). «Dragões terá Comissão de Carnaval para 2015». 20h50 
  31. O Carnaval de SP (8 de abril de 2014). «Dragões da Real contrata Flávio Campello» 
  32. «Rene Sobral é o novo intérprete da Dragões». SASP. 22 de fevereiro de 2016. Consultado em 22 de fevereiro de 2016 
  33. «Carnavalesco tetracampeão na Mocidade é reforço da Dragões». SRZD/SP. 3 de março de 2016 
  34. «No detalhe: Veja como foi o lançamento de enredo da Dragões da Real». Sasp. 10 de junho de 2017 
  35. G1 (21 de maio de 2018). «Dragões da Real vai falar da 'invenção do tempo' no carnaval 2019» 
  36. Carnavalesco (1 de junho de 2019). «Conheça o enredo da Dragões da Real para o Carnaval 2020» 
  37. Santiago, Tatiana (12 de fevereiro de 2021). «Após adiar carnaval em 2021, Prefeitura de SP anuncia cancelamento da festa neste ano». G1. Consultado em 28 de abril de 2021 
  38. SRZD (28 de agosto de 2021). «Dragões da Real vai homenagear Adoniran Barbosa no Carnaval 2022» 
  39. «Jorge Freitas é o novo carnavalesco da Dragões da Real». SRzd. 6 de maio de 2022. Consultado em 6 de maio de 2022 
  40. «Em busca de título inédito, Dragões da Real lança enredo». SRzd. 26 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  41. «Ousadia e emoção: Parceria celebra mais uma vitória em concurso de samba da Dragões da Real». SRzd. Consultado em 29 de agosto de 2022 
  42. «Central do Carnaval 2024». SASP. Consultado em 11 de fevereiro de 2024 
  Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.