Abrir menu principal
Dryworld Industries Inc.
Slogan dream.defy.deliver
Fundação 2010
Fundador(es) Matt Weingart e Brian McKenzie
Sede Victoria, British Columbia,  Canadá
Produtos Equipamentos e materiais (d)esportivos
Website oficial thedryworld.com

Dryworld Industries Inc. é uma empresa canadense de equipamentos desportivos, com sede em Victoria, British Columbia, Canadá.

HistoriaEditar

Em 2010 foi fundada pelo escocês Matt Weingart e pelo canadense Brian McKenzie, dois ex-jogadores de rúgbi, a Dry World começou praticamente em um "fundo de quintal", fabricando um calçado de neoprene que promete deixar os pés dos atletas 100% secos e aquecidos. Para ganhar notoriedade, a empresa fechou acordos individuais com jogadores da NFL e da CFL (a liga canadense de futebol americano), com os atletas atuando como embaixadores de seus produtos, especialmente o calçado e também luvas de neoprene. O crescimento foi rápido, com a consolidação das invenções, o lançamento de novos produtos e a expansão da marca para 15 países e novos esportes, como futebol, boxe e MMA, além do futebol americano e rúgbi[1].

Mas foi ao crescer que a Dry World esbarrou em um problema. A própria empresa se define como "independente" e diz focar suas atenções no desenvolvimento de equipamentos para melhora de desempenho de atletas, e não na dominação do mercado de material esportivo. Por não ter o mesmo poderio das gigantescas Nike,Adidas e Puma, porém, logo a empresa canadense se viu sem capacidade de produzir o número de itens necessários para manter sua evolução. Por isso, os donos Weingart e McKenzie resolveram apelar para uma estratégia comum entre as companhias novatas: o crowdfunding - ou, em bom português, a "vaquinha". Através de um site, a companhia levantou US$ 100 mil dos US$ 250 mil necessários para produzir 9 mil peças que estavam atrasadas[2].

Clubes patrocinadosEditar

Em 2016, foi anunciado que a Dryworld fechou um acordo para patrocinar clubes de futebol do Brasil Atlético Mineiro, Goiás e Fluminense. Goiás  foi o primeiro clube a apresentar oficialmente e usá-lo durante os jogos competitivos. Em 2017, terminaram os contratos que a empresa tinha com estes mesmos clubes e com outros no Brasil, sendo substituída por Topper (Atlético Mineiro e Goiás) e Under Armour (Fluminense).

JogadoresEditar

  •   Andrew Gray

BoxeEditar

  •   Samuel Vargas

Futebol americanoEditar

  •   Rolly Lumbala
  •   Ronnie Yell

Referências

Ligações externasEditar