Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Duala (desambiguação).
Duala

Douala

  Cidade  
Porto de Duala
Porto de Duala
Localização
Duala está localizado em: Camarões
Duala
Localização de Douala nos Camarões
Coordenadas 4° 03' N 9° 41' E
País Camarões
Região Litoral
Departamento Wouri
Características geográficas
Área total 923 km²
População total (2015) 2 768 436 hab hab.
Densidade 2 999 hab./km²
Altitude 13 m
Fuso horário HAO (UTC+1)
Horário de verão HAO (UTC+1)
www.douala-city.org

Duala (na grafia francesa Douala) é a maior cidade dos Camarões[1] e um porto no Golfo da Guiné. É a capital da província de Littoral e do departamento de Wouri. Localizada na parte oeste do país, às margens do Golfo da Guiné, no Oceano Atlântico, exatamente na desembocadura do rio Wouri, a cidade se estende ao longo de ambas margens do rio, que são unidas pela ponte Bonaberi.

Douala é também a capital econômica dos Camarões. Principal porto do país, é também servida pelo Aeroporto Internacional de Douala, além de ser ponto terminal de duas linhas de ferrocarril que se prolongam para o interior, ligando-a à capital do país, Yaoundé, e a outras capitais departamentais (Ngaoundéré, Kumba e Nkongsamba). Desde Douala realiza-se a maior parte das exportações do país — petróleo, café e cacau — destacando-se o importante comércio com o vizinho Chade. Em Douala está o mercado Eko, o maior dos Camarões. As indústrias mais notáveis são as de produtos de alumínio, cervejeira, têxtil e madeireira.

HistóriaEditar

Os portugueses foram os primeiros europeus a chegar à cidade, em 1472. Em 1650, ali formou-se um assentamento de imigrantes chegados do interior e, durante o século XVIII, Duala foi um centro do comércio transatlântico de escravos. Depois de ser tomada pelos alemães em 1884, a cidade passou a ser conhecida como Kamarunstadt (em português, 'Cidade dos Camarões') e então tornou-se a capital do país. Em 1907, foi rebatizada como Duala, passando às mãos da França em 1919. Voltou a ser a capital dos Camarões entre 1940 e 1946.


Foi sede do 1.º Festival Africano de Artes Marciais.[2]

Cidades irmãsEditar

Ligações externasEditar