EURACTIV

EURACTIV é uma rede de mídia pan-europeia independente especializada em políticas da UE, fundada em 1999 pelo editor de mídia francês Christophe Leclercq.[1] Sua sede e equipe editorial central estão localizadas em Bruxelas, embora seu conteúdo seja produzido por cerca de 50 jornalistas[2] na Bélgica, Bulgária, República Tcheca, França, Alemanha, Grécia, Itália, Polônia, Romênia, Sérvia e Eslováquia.

EURACTIV
Euractiv logo.svg
Sede Bruxelas, Bélgica
País Bélgica, França, Reino Unido, Alemanha, Espanha, Itália, Polônia, Eslováquia, Chéquia, Grécia, Bulgária, Romênia e Sérvia
Fundação 1999
Fundador(es) Christophe Leclercq
Editora Frédéric Simon
Idioma Inglês, francês, alemão, espanhol, italiano, polonês, eslovaco, checo, grego, búlgaro, romeno e sérvio
Página oficial www.euractiv.com

Os relatórios da EURACTIV concentram-se na etapa pré-legislativa do processo de tomada de decisão da UE, com uma equipe de tradutores traduzindo até 2.750 artigos por ano.[3] Os artigos estão disponíveis gratuitamente em inglês e em onze outras línguas europeias. Além da equipe editorial da EURACTIV, a empresa estabeleceu parcerias com meios de comunicação como Der Tagesspiegel, Agencia EFE e Ouest-France.

A EURACTIV tem fontes diversificadas de financiamento, pois a empresa busca receitas públicas e privadas para administrar seus negócios. Em 2019, cerca de um quinto da receita da EURACTIV veio de fontes públicas, incluindo a UE.[2] Outras fontes de receita são publicidade e patrocínio corporativo.

Em 2018, a pesquisa anual ComRes/Burson-Marsteller com especialistas da UE colocou a EURACTIV entre os principais meios de comunicação que cobrem assuntos da UE, acima da Euronews e do EUObserver. Em 2019, uma pesquisa realizada pela POLITICO classificou a EURACTIV em segundo lugar na lista dos 20 principais meios de comunicação mais influentes entre os membros do Parlamento Europeu.

Os relatórios da EURACTIV são citados regularmente por jornais internacionais como The New York Times, Financial Times, CNN,[4] Le Point[5] e Il Post.

LiderançaEditar

Christophe Leclercq é o fundador da EURACTIV. Atualmente, ele é presidente da Fundação EURACTIV, uma organização sem fins lucrativos que visa analisar a sustentabilidade e a transparência dos meios de comunicação.[6] David Mekkaoui é o CEO da EURACTIV.

PerfilEditar

A EURACTIV cobre o Parlamento Europeu e outras instituições da UE há vinte anos. Sua cobertura editorial inclui não apenas a política européia em Bruxelas, mas também uma análise mais aprofundada das políticas da UE em áreas como energia e meio ambiente, agricultura, segurança alimentar, política de transporte e tecnologia.

Além de artigos diários, a EURACTIV também produz relatórios especiais sobre tópicos de políticas específicas. Em 2016, a empresa lançou seu boletim informativo principal The Brief. Em 2019, a EURACTIV lançou uma nova rodada de boletins informativos com foco na UE: The Capitals, the Digital Brief e Transport Brief. Em 2018, a EURACTIV organizou mais de 70 eventos, a maioria deles patrocinados, sob a forma de workshops ou debates.[6]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Grécia na Crise da Zona do Euro, Georgios Karyotis, Roman Gerodimos
  2. a b Kanter, James. «The European Press Corps Cannot Cover the EU». The Atlantic (em inglês) 
  3. Lowry, Mathew. «Opening up EurActiv's media innovation programme». Medium (em inglês) 
  4. Business, Brian Stelter, CNN. «News outlets band together to establish the One Free Press Coalition». CNN 
  5. Point.fr, Le. «Les « burgers » végétariens bientôt interdits ?». Le Point (em francês) 
  6. a b «Quo vadis Europa? | Christophe Leclercq, founder of Euractiv, on Europe's reaction to fake news». www.greeknewsagenda.gr 

Ligações externasEditar