Abrir menu principal
Economia da Bélgica
Vista do centro financeiro de Bruxelas a partir do jardim botânico.
Moeda Euro
Ano fiscal Ano calendário
Blocos comerciais OMC, União Europeia, OCDE
Estatísticas
PIB $512 bilhões (2018)
Variação do PIB Aumento 1,9% (2018)
PIB per capita US$ 46,316 (2018)
PIB por setor agricultura 0,7%, indústria 22,1%, comércio e serviços 77,2% (2010)
Inflação (IPC) 1,6% (2018)
População
abaixo da linha de pobreza
15,9% (2017)
Coeficiente de Gini 25,9 (2015)
Força de trabalho total 5,3 milhões (2012)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 2%, indústria 25%, comércio e serviços 73% (2007)
Desemprego 7,3% (2018)
Principais indústrias beterraba açucareira, vegetais frescos, frutas, grãos, tabaco, carne de gado e porco, leite
Exterior
Exportações Baixa $250,8 bilhões (2016)
Produtos exportados máquinas e equipamentos, produtos químicos, diamantes lapidados, metais e produtos de metais, alimentos
Principais parceiros de exportação Alemanha 19,58%, França 17,71%, Países Baixos 11,84%, Reino Unido 7,21%, Estados Unidos 5,37%, Itália 4,77% (2009)
Importações Baixa $251,7 bilhões (2016)
Produtos importados matérias-primas, máquinas e equipamentos, produtos químicos, diamantes brutos, produtos farmacéuticos, equipamentos de transporte, derivados de petróleo
Principais parceiros de importação Países Baixos 17,93%, Alemanha 17,14%, França 11,69%, República da Irlanda 6,26%, Estados Unidos 5,74%, Reino Unido 5,07%, República Popular da China 4,09% (2009)
Dívida externa bruta $478 bilhões (99,6% do PIB) (2012)
Finanças públicas
Receitas $227,3 bilhões (2012)
Despesas $243,2 bilhões (2012)
Ajuda económica 1 978 milhões, doada (2006)
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A moderna economia de mercado da Bélgica é beneficiada pela localização geográfica privilegiada do país na Europa, por uma rede de transportes bastante desenvolvida, e por uma base industrial e comercial diversificada[1] A indústria está concentrada principalmente na região de Flandres, ao norte.

Com poucos recursos naturais, o país importa grandes quantidades de matérias primas e exporta principalmente manufaturados. O resultado é uma economia bastante dependente dos mercados mundiais.

Cerca de 3/4 do comércio do país é feito com outros países da União Europeia.[1] Em 2009 a economia do país retraiu-se 2,7%, o desemprego cresceu ligeiramente e o déficit orçamentário piorou devido à ajuda em larga escala ao setor financeiro. O déficit orçamentário cresceu para 4,8% do PIB em 2010, enquanto a dívida pública superava os 100% do PIB no mesmo ano.[1]

O país é o 15º no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.