Economia da França

A economia da França combina um extenso setor privado com uma intervenção estatal substancial. Grandes áreas de terrenos férteis, a aplicação de tecnologia moderna e subsídios fizeram do país o principal produtor agrícola da Europa Ocidental.

Economia da França
Moeda Euro
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, União Europeia, OCDE
Estatísticas
PIB
  • Baixa $ 2,707 trilhões (nominal; 2019 est.)[1]
  • Aumento $ 3,061 trilhões (PPC; 2019 est.)[1]
Variação do PIB Aumento 1,2% (2019)[2]
PIB per capita
  • Baixa $ 41,761 (nominal; 2019 est.)[1]
  • Aumento $ 47,223 (PPC; 2019 est.)[1]
PIB por setor agricultura 1,6%, indústria 19,4%, comércio e serviços 78,9% (2017)
Inflação (IPC) Aumento 2% (maio de 2018)[3]
População
abaixo da linha de pobreza
5,5% (2017)[4]
Coeficiente de Gini 30.1 (2013)[5]
Força de trabalho total ~ 30,5 milhões (2017)[6]
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 3,8%, indústria 24,3%, comércio e serviços 71,8% (2016)
Desemprego BaixaPositiva 8,2% (janeiro de 2020)[7]
Principais indústrias máquinas, produtos químicos, automóveis, metalurgia, aviação, eletrônicos, téxtis, processamento de alimentos, turismo
Exterior
Exportações Aumento $ 522,8 bilhões (2017)[8]
Produtos exportados máquinas e equipamentos de transporte, aviões, plásticos, produtos químicos, fármacos, ferro e aço, bebidas
Principais parceiros de exportação Alemanha 16,7%, Itália 8,3%, Espanha 7,4%, Bélgica 7,4%, Reino Unido 6,7%, Estados Unidos 5%, Países Baixos 4,3% (2011)
Importações AumentoNegativo $ 611,7 bilhões (2017)
Produtos importados máquinas e equipamentos, veículos, petróleo, aviões, plásticos, produtos químicos
Principais parceiros de importação Alemanha 19,1%, Bélgica 11,3%, Itália 7,7%, Países Baixos 7,5%, Espanha 6,6%, Reino Unido 5,1%, República Popular da China 4,8% (2011)
Dívida externa bruta $5,250 trilhões (2017)
Finanças públicas
Dívida pública 98,4% do PIB (2018)
Receitas $1,3 trilhões (2017)
Despesas $1,5 trilhões (2017)
Fonte principal: [[9] The World Factbook]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

Tem destaque na indústria automobilística, aeronáutica, alimentícia, uma agropecuária intensiva e extensiva. Destacam-se ainda as indústrias mecânicas, elétricas e químicas, com grande concentração de capitais, geralmente situadas perto dos centros urbanos. A França também desenvolveu uma extraordinária tecnologia de ponta no ramo da informática além de eletrônica em geral e aeronáutica. Finalmente destaca-se o crescimento da indústria de armamentos, sendo o país uma potência militar.

Até meados do século XIX, o país era essencialmente agrícola, com importantes atividades artesanais. O desenvolvimento dos transportes, na segunda metade do século XIX, acelerou a concentração de atividades industriais em algumas áreas, principalmente próximas dos grandes centros urbanos.

Após a Segunda Guerra Mundial, mais exatamente a partir de 1950, o governo francês estabeleceu algumas medidas protecionistas de seus produtos frente aos estrangeiros, que foram paulativamente abandonadas à medida que a indústria francesa se modernizava, tornando-se mais competitiva. Durante década de 1970 a produção industrial francesa cresceu mais de 33% porém a partir de 1980 o ritmo de crescimento estabilizou-se.

O país é o 18º no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial.[10] A Crise da dívida pública da Zona Euro tem afetado o país, que tomou medidas de austeridade.[11]

SetoresEditar

Setor primárioEditar

AgriculturaEditar

A França produziu, em 2018[12]:

  • 39,5 milhões de toneladas de beterraba (2º maior produtor do mundo, somente atrás da Rússia), que serve para produzir açúcar e etanol;
  • 35,8 milhões de toneladas de trigo (5º maior produtor do mundo);
  • 12,6 milhões de toneladas de milho (11º maior produtor do mundo);
  • 11,2 milhões de toneladas de cevada (2º maior produtor do mundo, somente atrás da Rússia);
  • 7,8 milhões de toneladas de batata (8º maior produtor do mundo);
  • 6,2 milhões de toneladas de uva (5º maior produtor do mundo);
  • 4,9 milhões de toneladas de colza (4º maior produtor do mundo, somente atrás de Canadá, China e Índia);
  • 2,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar;
  • 1,7 milhão de toneladas de maçã (9º maior produtor do mundo);
  • 1,3 milhão de toneladas de triticale (4º maior produtor do mundo, somente atrás de Polônia, Alemanha e Bielorrússia);
  • 1,2 milhões de toneladas de girassol (9º maior produtor do mundo);
  • 712 mil toneladas de tomate;
  • 660 mil toneladas de linho;
  • 615 mil toneladas de ervilha seca;
  • 535 mil toneladas de cenoura;
  • 427 mil toneladas de aveia;
  • 400 mil toneladas de soja;

Além de produções menores de outros produtos agrícolas.[13]

PecuáriaEditar

Na pecuária, a França foi, em 2019, o 8º maior produtor mundial de carne suína, com uma produção de 2,2 milhões de toneladas; o 7º maior produtor mundial de leite de vaca, com uma produção de 24,9 bilhões de litros; o 5º maior produtor mundial de leite de cabra, com uma produção de 656,7 milhões de litros; o 8º maior produtor mundial de carne bovina, com uma produção de 1,4 milhões de toneladas; o 27º maior produtor mundial de carne de frango, com uma produção de 1,1 milhões de toneladas, entre outros. A França é o maior produtor e exportador de queijo do mundo.[14]

Setor secundárioEditar

IndústriaEditar

 
Gráfico de exportações da França (em inglês)

O Banco Mundial lista os principais países produtores a cada ano, com base no valor total da produção. Pela lista de 2019, a França tinha a 8ª indústria mais valiosa do mundo (US $ 266,6 bilhões).[15]

Em 2019, a França era a 10ª maior produtora de veículos do mundo (2,2 milhões) e a 16ª maior produtora de aço (14,5 milhões de toneladas).[16][17][18] A França é também um dos 5 maiores produtores mundiais de vinho (foi o 2º maior produtor mundial em 2018, atrás apenas da Itália),[19] com uma produção de grande qualidade, famosa internacionalmente.

No fim do século XX, a França era a quarta nação industrial do planeta, depois dos Estados Unidos, Japão e Alemanha. O processo de forte industrialização tomou iniciativa, depois da segunda guerra mundial, com o apoio decisivo do governo, que também incentivou a fusão de pequenos grupos empresariais, o que resultou em maior concentração industrial do país.

Hoje em dia a economia da França torna-a na quinta nação mais rica do planeta em termos de PIB nominal, atrás dos Estados Unidos da América, da China, do Japão, da Alemanha, e à frente do Reino Unido, segundo projeções do FMI em 2009. São de capital francês empresas como Accor, Air France, Air Liquide, Alcatel, Alstom, Areva, Aventis, Axa, BNP Paribas, Bouygues, Carrefour, Champion, Citroën, Danone, EDF, Elf, FNAC, France Telecom, Leroy Merlin, Michelin, Peugeot, Renault, Saint Gobain, Suez, Thales, Thomson, Total e Vivendi, etc.

Por esse motivo, da enorme riqueza que faz da França uma das nações da "elite" mundial, podemos dizer sem dúvida alguma que a França é um dos países mais industrializados do mundo, seus produtos se espalham por lojas e casas de todo o planeta.

MineraçãoEditar

A França tem uma produção mineral pequena, onde se destaca apenas a extração de niquel na Nova Caledônia, que é a 4ª maior do mundo.[20] Além disso, a França é a 13º maior produtora mundial de gipsita[21] e a 13º maior produtora mundial de sal.[22] A Guiana Francesa produz ouro, mas em pequena quantidade; perto de 2 toneladas por ano. [23]

EnergiaEditar

Nas energias não-renováveis, em 2020, o país era o 73º maior produtor de petróleo do mundo, com uma produção quase nula (13 mil barris/dia).[24] Em 2019, o país consumia 1,53 milhões de barris/dia (14º maior consumidor do mundo).[25][26] O país foi o 12º maior importador de petróleo do mundo em 2018 (1,13 milhões de barris/dia).[27] Em 2015, a França era a 89º maior produtora mundial de gás natural, com uma produção quase nula.[28] Em 2010 a França era a 6ª maior importadora de gás do mundo (46,2 bilhões de m3 ao ano), principalmente da Rússia.[29] A França não possui produção de carvão[30] e também não importa carvão.[31][32][33] A França é bastante dependente da energia nuclear: em 2019, o país possuía 56 usinas atômicas em seu território, com uma potência instalada de 61,3 GW. É o 2º país do mundo com mais usinas atômicas.[34]

Nas energias renováveis, em 2020, a França era o 7º maior produtor de energia eólica do mundo, com 17,3 GW de potência instalada, o 12º maior produtor de energia solar do mundo, com 11,7 GW de potência instalada;[35] e em 2014 era o 10º maior produtor de energia hidroelétrica do mundo, com uma potência instalada de 25 GW.[36][37][38]

TurismoEditar

Um dos setores que movimentam a economia da França em grande escala, sem dúvida nenhuma, é o turismo. Em 2018, a França foi o país mais visitado do mundo, com 89,4 milhões de turistas internacionais. As receitas do turismo, neste ano, foram a 3º maior do mundo (US $ 67,3 bilhões, perdendo apenas para os Estados Unidos e a Espanha).[39]

Comércio exteriorEditar

Em 2020, o país foi o 6º maior exportador do mundo (US $ 555,1 bilhões em mercadorias, 3% do total mundial). Considerando bens e serviços exportados, as exportações foram de US $ 882,7 bilhões.[40][41] Já nas importações, em 2019, foi o 7º maior importador do mundo: US $ 637,9 bilhões.[42]

Alguns dos principais produtos exportados pela França são seus vinhos, perfumes e a culinária francesa.

Principais produtos da FrançaEditar

Agricultura: trigo, batata-doce, milho, cevada, uva, batata, frutas, aveia, girassol, hortaliças, beterraba, tabacos e vinhos.

Pecuária e Pesca: Bovinos, suínos, ovinos, caprinos; bacalhau, badejo, sardinha.

Mineração: Carvão, ferro, sais de potássio, bauxita, zinco, chumbo, ouro, petróleo, gás natural, gipsita e aço.

Indústria: Produtos siderúrgicos, químicos, alumínio, cimento, automóveis, aeronaves, maquinário, metalurgia e produtos de alta tecnologia.

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b c d «World Economic Outlook Database, October 2019». IMF.org. International Monetary Fund. Consultado em 15 de outubro de 2019 
  2. https://www.insee.fr/en/statistiques/4300183
  3. [Alemanha destaca alta dos alimentos e França vê inflação em maio http://www.valor.com.br/internacional/3158282/alemanha-destaca-alta-dos-alimentos-e-franca-ve-inflacao-em-maio#ixzz2WKQHN4SI
  4. Pobres em França cada vez mais pobres
  5. Aumenta a desigualdade social na França
  6. «Doing Business in France 2013». World Bank. Consultado em 22 de outubro de 2012 
  7. «Unemployment by sex and age - monthly average». appsso.eurostat.ec.europa.eu. Eurostat. Consultado em 31 de janeiro de 2020 
  8. «Exports Partners of France». CIA World Factbook. 2011. Consultado em 14 de junho de 2013 
  9. CIA. «The World Factbook». Consultado em 1 de abril de 2013 
  10. The Global Competitiveness Index 2011-2012 rankings
  11. França diz que acabou crise da dívida na zona do euro
  12. France production in 2018, by FAO
  13. France production in 2018, by FAO
  14. Produção da pecuária da França em 2019, pela FAO
  15. Fabricação, valor agregado (US $ corrente)
  16. World vehicle production in 2019
  17. World crude steel production
  18. Global crude steel output increases by 3.4% in 2019
  19. Major Wine Producers
  20. USGS Nickel Production Statistics
  21. USGS Gypsum Production Statistics
  22. USGS Salt Production Statistics
  23. Guiana Francesa Produção de ouro
  24. Annual petroleum and other liquids production
  25. Statistical Review of World Energy, June 2020
  26. The World Factbook — Central Intelligence Agency
  27. Annual petroleum and other liquids production
  28. CIA. The World Factbook. Natural gas - production.
  29. CIA Gas imports
  30. Statistical Review of World Energy 2018
  31. Primary Coal Imports
  32. Energy Statistical annual Reports
  33. Primary Coal Exports
  34. Nuclear Share of Electricity Generation in 2019
  35. RENEWABLE CAPACITY STATISTICS 2021
  36. «Binge and purge». The Economist. 22 de janeiro de 2009. Consultado em 30 de janeiro de 2009. 98-99% of Norway’s electricity comes from hydroelectric plants. 
  37. «2015 Key World Energy Statistics» (PDF). report. International Energy Agency (IEA). Consultado em 1 de junho de 2016. Arquivado do original (PDF) em 4 de março de 2016 
  38. «Indicators 2009, National Electric Power Industry». Chinese Government. Consultado em 18 de julho de 2010. Arquivado do original em 21 de agosto de 2010 
  39. Destaques do turismo internacional
  40. Trade Map - List of exporters for the selected product in 2018 (All products)
  41. Market Intelligence: Disclosing emerging opportunities and hidden risks
  42. «International Trade Statistics». International Trade Centre. Consultado em 25 de agosto de 2020 
  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.