Economia do Laos

O Laos é um dos poucos países comunistas que restam no mundo. O governo começou a descentralizar o controle e a promover a iniciativa privada em 1986.[1] Os resultados se fizeram sentir: o crescimento alcançou a média de 6% a.a. no período 1988-2008, exceto no curto período da crise asiática iniciada em 1997.[1] Entre 2008 e 2012 o crescimento superou os 7% ao ano, mas apesar disso o país permanece com uma infraestrutura pouco desenvolvida, particularmente nas áreas rurais.[1]

Economia do Laos
Mercado de rua em Luang Prabang.
Moeda Kip
Ano fiscal 1 de outubro - 30 de setembro
Blocos comerciais ASEAN, OMC
Estatísticas
PIB $19,16 mil milhões (2012)[1] (133º lugar)
Variação do PIB 8,3% (2012)
PIB per capita $3.000
Inflação (IPC) 7.6% (2011 est.)
População
abaixo da linha de pobreza
26% (2010 est.)
Coeficiente de Gini 36,7 (2008)
Força de trabalho total 3,69 milhões (2010 est.)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura (75.1%), indústria + serviços (24,9%) (2010)
Desemprego 2.5% (2009 est.)
Principais indústrias mineração (cobre, estanho, ouro, gesso); madeira, eletricidade, processamento agrícola, construção civil, roupas, cimento, turismo
Exterior
Exportações 2 280 milhões (2012)
Produtos exportados produtos de madeira, café, eletricidade, estanho, cobre, ouro
Principais parceiros de exportação Tailândia 33%, República Popular da China 23,4%, Vietnã 13,4% (2011)
Importações 2 645 milhões (2012)
Produtos importados máquinas e equipamentos, veículos, combustíveis, bens de consumo
Principais parceiros de importação Tailândia 65,2%, República Popular da China 11,1%, Vietnã 6,5% (2011)
Dívida externa bruta 5 953 milhões (31 de dezembro de 2011)
Finanças públicas
Receitas $1 760 milhões (2011)
Despesas $1 957 milhões (2011)
Fonte principal: [[1] The World Factbook]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

O país ainda depende enormemente de sua agricultura e possui uma infraestrutura bastante deficiente. O país não possui ferrovias. As principais rodovias do país conectam os maiores centros urbanos, porém a maioria das pequenas vilas somente se liga a estas rodovias por pequenas estradas de terra, nem sempre transitáveis o ano inteiro. As telecomunicações internas e com o exterior também são limitadas.

No ano fiscal 2013-2014, que encerra em 30 de setembro, o Laos planeja gastar 17.830 bilhões kip, forçando o governo a recorrer a empréstimos junto a investidores internacionais (225 milhões de US dólares) e vender títulos para compradores locais e estrangeiros para enfrentar seu déficit orçamentário.[2][3] Mais de 26% do seu orçamento é coberto por doações internacionais.[2]

Comércio exteriorEditar

Em 2018, o país foi o 107º maior exportador do mundo (US $ 6,9 bilhões).[4][5] Já nas importações, em 2019, foi o 124º maior importador do mundo: US $ 5,7 bilhões.[6]

Setor primárioEditar

AgriculturaEditar

O Laos produziu, em 2019[7]:

  • 3,4 milhões de toneladas de arroz;
  • 3,1 milhões de toneladas de raízes e tubérculos;
  • 2,2 milhões de toneladas de mandioca;
  • 1,9 milhão de toneladas de cana-de-açúcar;
  • 1,5 milhão de toneladas de legume;
  • 1,0 milhão de toneladas de banana;
  • 717 mil toneladas de milho;
  • 196 mil toneladas de melancia;
  • 165 mil toneladas de café;
  • 154 mil toneladas de taro;
  • 114 mil toneladas de batata doce;
  • 56 mil toneladas de tabaco;
  • 53 mil toneladas de amendoim;
  • 46 mil toneladas de laranja;
  • 43 mil toneladas de abacaxi;
  • 23 mil toneladas de mamão;
  • 8,6 mil toneladas de chá;

Além de produções menores de outros produtos agrícolas.[8]

PecuáriaEditar

A pecuária do país é muito reduzida. O Laos produziu, em 2019: 85 mil toneladas de carne suína; 35 mil toneladas de carne bovina; 31 mil toneladas de carne de frango; 20 mil toneladas de carne de búfalo; 8 milhões de litros de leite de vaca, entre outros.[9]

Setor secundárioEditar

IndústriaEditar

O Banco Mundial lista os principais países produtores a cada ano, com base no valor total da produção. Pela lista de 2019, o Laos tinha a 128ª indústria mais valiosa do mundo (US $ 1,3 bilhões).[10]

EnergiaEditar

Nas energias não-renováveis, em 2020, o país não produzia petróleo.[11] Em 2015, o país consumia 3,5 mil barris/dia (176º maior consumidor do mundo) [12][13][14]

MineraçãoEditar

Em 2019, o país foi o 12º maior produtor do mundo de antimônio[15] e o 14º maior produtor do mundo de estanho.[16] Na produção de ouro, em 2017 o país produziu 6 toneladas.[17] Na produção de prata, em 2017 o país produziu 50 toneladas.[18]

Setor terciárioEditar

TurismoEditar

Em 2018, o Laos recebeu 3,7 milhões de turistas internacionais. As receitas do turismo, neste ano, foram de US $ 0,7 bilhões.[19]

ReferênciasEditar


  Laos
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Bandeira • Portal • Imagens