Abrir menu principal

Economia do Quirguistão

Economia do Quirguistão
Moeda Som quirguiz
Ano fiscal ano calendário
Blocos comerciais OMC, CEI, ECO, EURASEC
Estatísticas
PIB 13,47 mil milhões(2012) (145º lugar)
Variação do PIB 1% (2012)
PIB per capita 2 400 (2012)
PIB por setor agricultura 20,2%, indústria 27,3%, comércio e serviços 52,5% (2012)
Inflação (IPC) 4% (2012)
População
abaixo da linha de pobreza
33,7% (2011)
Coeficiente de Gini 0,334 (2007)
Força de trabalho total 2 344 000 (2007)
Força de trabalho
por ocupação
agricultura 48%, indústria 12,5%, comércio e serviços 39,5% (2005)
Desemprego 8,6% (2011)
Principais indústrias pequenas máquinas, têxteis, processamento de alimentos, cimento, calçados, troncos serrados, refrigeradores, móveis, motores elétricos, ouro, metais de terras raras
Exterior
Exportações 2 294 milhões (2012)
Produtos exportados algodão, , carne, tabaco, mercúrio, ouro, urânio, gás natural, energia hidrelétrica, máquinas, calçados
Principais parceiros de exportação Uzbequistão 25,3%, Rússia 22,1%, Cazaquistão 20,1%, China 7,8%, Afeganistão 5%, Turquia 4,2% (2011)
Importações 4 272 milhões (2012)
Produtos importados petróleo e gás natural, máquinas e equipamentos, produtos químicos, alimentos
Principais parceiros de importação China 59,7%, Rússia 13,9%, Cazaquistão 5,2% (2011)
Dívida externa bruta US$ 3 666 milhões (2012)
Finanças públicas
Receitas 1 741 milhões (2012)
Despesas 2 223 milhões (2012)
Fonte principal: [[1] The World Factbook]
Salvo indicação contrária, os valores estão em US$

A economia do Quirguistão, um país pequeno, pobre e montanhoso, é predominantemente agrícola. Trigo, batatas, beterrabas, algodão, , tabaco, frutos, carne de vaca e de carneiro são os principais produtos agrícolas, sendo o algodão, a lã e a carne as principais exportações. As exportações industriais incluem ouro, mercúrio, urânio e electricidade.

O mercado de Dordoy em Bisqueque.

O Quirguistão tem sido um dos países da ex-União Soviética mais entusiastas na realização de reformas económicas na transição para uma economia de mercado. Depois de um programa de estabilização económica bem sucedido, que baixou a inflação de 88% em 1994 para 15% em 1997, as atenções viraram-se para o estímulo ao crescimento. A maior parte das empresas estatais foram vendidas. As quedas na produção foram severas depois da dissolução da União Soviética em 1991, mas em meados de 1995, a produção começou a recuperar e as exportações começaram a aumentar. Os reformados, os desempregados e os empregados do estado com salários muito baixos continuam a passar grandes dificuldades. A assistência internacional desempenhou um papel importante na recuperação económica do país. O governo tomou uma série de medidas para combater problemas severos com uma dívida externa excessiva, com a inflação, com um sistema fiscal inadequado e com os efeitos das convulsões económicas na Rússia. O Quirguistão alcançou um crescimento robusto todos os anos desde 1999.

Referências

  1. CIA. «The World Factbook»  Consultado em 9 de abril de 2013
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Economia do Quirguistão
  Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.