Edi Siliprandi
Deputado federal por  São Paulo
Período 1 de fevereiro de 1995 a 31 de janeiro de 1999
Vice-prefeito de Carapicuíba Carapicuiba bandeira.jpg
Período 1 de fevereiro de 1993 a 31 de janeiro de 1995
Dados pessoais
Nome completo Edi Siliprandi
Nascimento 17 de novembro de 1933
Constantina, RS
Morte 28 de março de 2009 (75 anos)
São Paulo, SP
Progenitores Mãe: Ida Siliprandi
Pai: Antônio Paschoal Siliprandi
Alma mater Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Cônjuge Olinda Siliprandi
Partido PDT, PTB, PSD
Profissão Advogado e político

Edi Siliprandi (Constantina, 17 de novembro de 1933São Paulo, 28 de março de 2009) foi um advogado e político brasileiro.[1]

Filho de Antônio Paschoal Siliprandi e Ida Siliprandi, nasceu no Rio Grande do Sul mas fixou residência em Cascavel no início dos anos 1960, após residir em cidades do interior de Santa Catarina e Paraná. Mudou-se em 1963 de Pato Branco para Cascavel.

Formado em direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi advogado, empresário, dono da Rádio Cidade em Cascavel e proprietário de terras no Paraná. Em Cascavel, foi presidente da OAB de por duas vezes, entre 1975 e 1978 e de 1987 a 1989.

Desde os anos 1960 defendera na cidade de Cascavel a criação do Estado de Iguaçu, proposta que ganhou notoriedade nos anos 1980, e levou o advogado a se eleger duas vezes deputado federal,[2] primeiramente pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT/PR) e, posteriormente, pelo Partido Social Democrático (PDS/PR).

Dentre as proposições como deputado federal, Edi Siliprandi apresentou duas vezes a proposta de realização de um plebiscito pela criação do Estado de Iguaçu; também propôs a realização de um plebiscito em favor da criação do estado de São Paulo do Sul, na região sul do estado de São Paulo, conhecida como a zona mais pobre daquele estado.[3] Tentou se reeleger pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB/PR) mas não conseguiu.

No fim da vida residia em Laguna (SC) antes da descoberta de um câncer no aparelho digestivo, que o levou a mudar-se para São Paulo, para tratamento.

Referências

  1. «Perfil de Edi Siliprandi no portal da Câmara dos Deputados». Consultado em 18 de março de 2016 
  2. LOPES, Sérgio (2004). "Raízes do Movimento Pró-Criação do “Estado do Iguaçu”". III Seminário do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, 18 a 22 de Outubro de 2004, Unioeste, Cascavel, PR. [1] Arquivado em 21 de dezembro de 2014, no Wayback Machine.
  3. Proposições na Câmara dos Deputados: Deputado Edi Siliprandi: [2]