Abrir menu principal
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Edith Head, nascida como Edith Claire Posener (Searchlight, Nevada, 28 de outubro de 1897 - Los Angeles, 24 de outubro de 1981) foi uma estilista americana, ganhadora de 8 Oscars de melhor figurino e com 35 indicações.

Nascida e criada no Estado americano da Califórnia, Head conseguiu um emprego como uma sketch artist na Paramount Pictrures, mesmo sem nenhum treinamento específico à época. Ela adquiriu uma primeira notabilidade pelo seu trabalho ao fazer a marca registrada de Dorothy Lamour: seu vestido de sarongue. Logo após isso, foi também a primeira ganhadora do novo prêmio do Oscar de Melhor Figurino, em 1948. Edith era considerada excepcional em seus trabalhos, vestindo praticamente todas as mulheres famosas de Hollywood. [1]


Filmes GanhadoresEditar

1950 - Tarde demais - The Heiress
1951 - Sansão e Dalila - Samson and Delilah
1951 - A malvada - All About Eve
1952 - Um Lugar ao Sol - A Place in the Sun
1954 - A princesa e o plebeu - Roman Holiday
1955 - Sabrina - Sabrina
1961 - O Jogo Proibido do Amor - The Facts of Life
1974 - Um Golpe de Mestre - The Sting
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Edith Head

Na Cultura PopularEditar

Edith Head foi, por conta de sua figura extremamente exótica expressa em seu óculos e sua franja, inspiração para o desenho do personagem de "Edna Moda", no filme ''Os Incríveis" (2005) e "Os Incríveis 2" (2018), da Pixar. [2]

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. David., Chierichetti, (2003). Edith Head : the life and times of Hollywood's celebrated designer 1st ed. New York: HarperCollinsPublishers. ISBN 0060194286. OCLC 49260717 
  2. «'Incredibles' Edna Mode is based on these fashion mavens». New York Post (em inglês). 15 de junho de 2018