Edmundo Rodrigues

Edmundo Rodrigues
Nome nativo Manoel Edmundo Botelho Rodrigues
Nascimento 10 de janeiro de 1935
Pará
Morte 10 de setembro de 2012 (77 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação roteirista, desenhista, editor

Edmundo Rodrigues (Pará, 10 de Janeiro de 1935 - Rio de Janeiro, 10 de Setembro de 2012) foi um roteirista, desenhista e editor de histórias em quadrinhos no Brasil.

HistóriaEditar

Nasceu no Estado do Pará, onde permaneceu até os cinco anos de idade, quando foi para o Rio de Janeiro, então capital do Brasil. Cursou vários cursos de artes, até o conceituado curso de Comics da Escola Continental de Hollywood nos Estados Unidos. No Rio de Janeiro, estudou no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro.

Em 1967, mudou-se para São Paulo e vai morar na Aclimação, trabalhando para várias editoras da cidade.

O artista hoje morou na cidade do Rio de Janeiro, no bairro do Leme, até morrer.

TrabalhosEditar

A partir de 1959 ficou conhecido no país ao desenhar Jerônimo, o Herói do Sertão, personagem principal de uma radionovela popular, depois adaptada como telenovela. Também desenhou O Falcão Negro, herói de um programa de televisão. Trabalhou na revista Calafrio, escrevendo e desenhando histórias de terror. Sua criação feminina mais famosa e conceituada é Irina, a Bruxa. Clássico dos quadrinhos de terror brasileiros, Irina foi publicada originalmente em 1967 pela editora Taíka. Nos anos 80 a editora Bloch publicou Irina em cores. Edmundo foi editor de quadrinhos na Bloch[1].

Edmundo, faleceu no dia 10 de Setembro de 2012, e a causa morte não foi divulgada[2].

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.