Abrir menu principal

Eduardo Pinho Moreira

Ex-Governador do Estado de Santa Catarina
Eduardo Pinho Moreira
Governador de Santa Catarina
Período 9 de abril de 2006
até 1º de janeiro de 2007
5 de abril de 2018
até 31 de dezembro de 2018 [1]
Antecessor Luiz Henrique da Silveira
Raimundo Colombo
Sucessor 1º Luiz Henrique da Silveira
Carlos Moisés da Silva
Vice-Governador de Santa Catarina
Período 1º de janeiro de 2003
9 de abril de 2006
1º de janeiro de 2011
16 de fevereiro de 2018
Antecessor Paulo Bauer
Leonel Pavan
Sucessor 1º Leonel Pavan
Daniela Reinehr
Prefeito de Criciúma
Período 1º de janeiro de 1993
31 de dezembro de 1996
Antecessor Altair Guidi
Sucessor Paulo Meller
Dados pessoais
Nome completo Eduardo Pinho Moreira
Nascimento 11 de julho de 1949 (70 anos)
Laguna, Santa Catarina
Partido MDB
Profissão médico

Eduardo Pinho Moreira (Laguna, 11 de julho de 1949) é um médico cardiologista e político catarinense. Foi governador de Santa Catarina por dois mandatos.

Escolheu sua profissão de médico ainda muito jovem, por paixão e vocação. Filho de Hindemburg Moreira e Maria Adelaide Tasso Pinho Moreira, formou-se em Medicina pela Universidade Federal de Juiz de Fora e fez duas especializações (em Cardiologia e em Medicina do Trabalho). Casou-se com Ivane Fretta Moreira em 1976, com quem teve 4 filhos: Eduardo (maio/1977), Paulo (outubro/1979), Roberto (janeiro/ 1981) e Isabel (agosto/1985). Em 2013, após uma fatalidade, ficou viúvo de Ivane. Em 2017 casou-se com Nicole Torret Rocha.

Início da atividade profissional e políticaEditar

Eduardo Pinho Moreira iniciou sua atividade profissional, como médico, em Criciúma. Entrou na política, incentivado por diversos setores, elegendo-se deputado federal constituinte (1987-1991) pelo PMDB. Em sua atuação parlamentar, contribuiu para a garantia de direitos sociais inscritos na Constituição – especialmente na área da saúde. Em 1990, foi reeleito deputado federal por mais quatro anos (1991-1995), obtendo grande apoio da população de Criciúma, Laguna e toda a região sul de Santa Catarina. Devido ao trabalho realizado como deputado federal, foi eleito prefeito de Criciúma (1993-1996) com votação expressiva. No Executivo municipal de Criciúma, Eduardo Moreira é considerado até hoje um dos melhores prefeitos que a cidade já teve, com participação muito forte na área social. Em 1997, foi convidado para assumir a Casa Civil do Governo do Estado e para presidir a Celesc - Centrais Elétricas de Santa Catarina.

Carreira na medicina e o retorno à políticaEditar

Em 1998, Eduardo Pinho Moreira retornou à atividade médica. De 1999 a 2004, também passou a desenvolver um destacado trabalho de estudos e pesquisa voltado para a formação de novas lideranças, quando exerceu a presidência da Fundação Ulysses Guimarães/SC – órgão de estudo do PMDB. Foram quatro anos de dedicação ao saber e à medicina, até que, em 2002, recebeu um convite de Luiz Henrique da Silveira, para ser seu vice, na caminhada rumo ao Governo do Estado. O convite foi aceito e a candidatura bem sucedida. Em 1º de janeiro de 2003, toma posse como vice-governador de Santa Catarina. Exerce o mandato até o afastamento do então governador Luiz Henrique da Silveira, em 9 de abril de 2006, que deixou o Executivo para se dedicar à campanha de reeleição.

Luiz Henrique da Silveira e Eduardo Pinho Moreira deram início à política de descentralização administrativa em Santa Catarina, levando o governo a todas as regiões do Estado.

De 2007 a 2009 foi novamente presidente da Celesc, realizando o projeto de levar luz a todos os municípios do estado. Em 2010 foi eleito vice-governador ao lado do governador Raimundo Colombo. Em 2014 foi reeleito para continuar seu trabalho de dedicação e compromisso com o bem-estar dos catarinenses e com o desenvolvimento social e econômico dos 295 municípios de Santa Catarina.

Referências