Edviges Sofia de Brandemburgo

Edviges Sofia de Brandemburgo (14 de julho de 1623 - 16 de junho de 1683) foi a esposa do conde Guilherme VI de Hesse-Cassel.

Edviges Sofia
Condessa de Hesse-Cassel
Marquesa de Brandemburgo
Hedvig Sofia de Brandemburgo.jpg
Edviges Sofia
Consorte Guilherme VI de Hesse-Cassel
Nascimento 14 de julho de 1623
  Berlim, Alemanha
Morte 26 de junho de 1683 (59 anos)
  Schmalkalden, Alemanha
Pai Jorge Guilherme de Brandemburgo
Mãe Isabel Carlota do Palatinado
Filho(s) Carlota Amália de Hesse-Cassel
Guilherme VII, Conde de Hesse-Cassel
Luísa de Hesse-Cassel
Carlos I, Conde de Hesse-Cassel
Filipe, Conde de Hesse-Philippsthal
Jorge de Hesse-Cassel
Isabel Henriqueta de Hesse-Cassel

FamíliaEditar

Edviges era a terceira filha do príncipe-eleitor Jorge Guilherme de Brandemburgo e da condessa Isabel Carlota do Palatinado. Os seus avós paternos eram o príncipe-eleitor João Segismundo de Brandemburgo e a duquesa Ana da Prússia. Os seus avós maternos eram o príncipe-eleitor Frederico IV do Palatinado e a condessa Luísa Juliana de Nassau.[1]

Casamento e descendênciaEditar

Edviges casou-se em 1649 com o conde Guilherme VI de Hesse-Cassel. Juntos tiveram sete filhos:

  1. Carlota Amália de Hesse-Cassel (27 de Abril de 1650 - 27 de Março de 1714), casada com o rei Cristiano V da Dinamarca; com descendência.
  2. Guilherme VII, Conde de Hesse-Cassel (21 de Junho de 1651 - 21 de Novembro de 1670), morreu aos dezanove anos; sem descendência.
  3. Luísa de Hesse-Cassel (11 de Setembro de 1652 - 23 de Outubro de 1652), morreu com um mês de idade.
  4. Carlos I, Conde de Hesse-Cassel (3 de Agosto de 1654 - 23 de Maio de 1730), casado com Maria Amália da Curlândia; com descendência.
  5. Filipe, Conde de Hesse-Philippsthal (14 de Dezembro de 1655 - 18 de Junho de 1721), casado com Catarina de Solms-Laubach; com descendência.
  6. Jorge de Hesse-Cassel (20 de Março de 1658 - 4 de Julho de 1675), morreu aos dezassete anos de idade; sem descendência.
  7. Isabel Henriqueta de Hesse-Cassel (8 de Novembro de 1661 - 7 de Julho de 1683), casada com o rei Frederico I da Prússia; com descendência.

RegênciaEditar

Após a morte do seu marido em 1663, Edviges tornou-se regente do seu filho mais velho, Guilherme VII e, após a sua morte prematura, do seu segundo filho, Carlos I. Era a única chefe dos assuntos de governo, apesar de governar com a ajuda de um conselho de regência, presidindo às suas reuniões quase todos os dias. Durante o tempo em que governou também chefiou seis reuniões dos estados do Sacro Império Romano-Germânico e conseguiu manter-se quase totalmente neutra durante as disputas entre católicos e protestantes após a Guerra dos Trinta Anos. Não prescindiu da Regência até o seu filho completar vinte e três anos de idade, mesmo apesar dos decretos, leis e moedas serem divulgados com o seu nome desde que ele chegou aos dezoito anos, mas o conde parecia não se importar com o poder que a mãe tinha e, mesmo depois de abdicar da sua posição, continuou a ser a figura mais influente do estado. O seu terceiro filho, Filipe, tornou-se o primeiro conde de Hesse-Philippsthal.[2]

GenealogiaEditar

Os antepassados de Edviges Sofia de Brandemburgo em três gerações
Edviges Sofia de Brandemburgo Pai:
Jorge Guilherme de Brandemburgo
Avô paterno:
João Segismundo de Brandemburgo
Bisavô paterno:
Joaquim Frederico de Brandemburgo
Bisavó paterna:
Catarina de Brandemburgo-Küstrin
Avó paterna:
Ana da Prússia
Bisavô paterno:
Alberto Frederico da Prússia
Bisavó paterna:
Maria Leonor de Cleves
Mãe:
Isabel Carlota do Palatinado
Avô materno:
Frederico IV, Eleitor Palatino
Bisavô materno:
Luís VI do Palatinado
Bisavó materna:
Isabel de Hesse
Avó materna:
Luísa Juliana de Orange-Nassau
Bisavô materno:
Guilherme I dos Países Baixos
Bisavó materna:
Carlota de Bourbon

Referências

  1. «Person Page - 10864». The Peerage. Consultado em 19 de agosto de 2011  (em inglês)
  2. «Women in power 1640-1670». Guide to Women Leaders. Consultado em 19 de agosto de 2011  (em inglês)