Edy Lima


Edy Lima (Edy Maria Dutra da Costa Lima) é escritora, autora do clássico brasileiro para crianças A vaca voadora, o primeiro de uma série de sete livros. Tem cerca de cinquenta livros publicados, entre os quais vários inspirados no folclore brasileiro. Nasceu em Bagé, RS, em 1924, onde passou a infância e a adolescência. É jornalista aposentada e foi também editora de fascículos e produtora de discos para crianças (Clássicos Disney). É autora de peças de teatro e fez parte do seminário do Teatro de Arena de São Paulo,que montou a peça A farsa da esposa perfeita, com direção de Augusto Boal. Na televisão, destaca-se a novela Como Salvar Meu Casamento, na extinta TV Tupi.

Edy Lima
Prémios Prémio Jabuti 1975
Género literário Literatura infantil

Toda a sua obra é posicionada em relação à situação da mulher em nossa sociedade, o que foi ressaltado na tese de doutorado O feminino na literatura infantil e juvenil brasileira: poder, desejo, memória (UFRJ, 1995) da Profa. Dra. Rosa Maria Cuba Riche. Dessa tese, podemos destacar algumas frases sobre as personagens de Edy Lima, tais como: "Essas mulheres (as personagens) são inteligentes, sábias, conscientes do seu potencial." "A coragem é outro atributo da personagem feminina edyliana, e é essa mesma coragem que marca a vida de Edy, desde sua entrada, em 1945, num mercado de trabalho masculino (na época) como o jornalismo. Muitas vezes, a autora, em sua obra, recorre a símbolos ligados ao universo feminino como a 'vaca', o 'ovo', a 'mãe', a 'onça' e a 'casa'. Através do resgate desses símbolos ancestrais, adormecidos no inconsciente do homem pós-moderno, Edy faz uma crítica aos meios de comunicação de massa que oferecem ao espectador uma visão simulada da realidade. Edy Lima faz parte do grupo de autores que coloca em sua obra a esperança de um mundo mais justo, onde papeis sociais se equilibrem, dialoguem na grande utopia dessa passagem de século."

Na crítica literária, seu estilo foi muito bem definido por Luiz Carlos Lisboa, em 1973: "A fórmula secreta, a capacidade de arrebatar dessa escritora resulta da familiaridade com que ela trata o absurdo, da sabedoria simples que emana de suas criaturas e da variedade das situações montadas com destreza de malabarista".

Edy Lima mora desde jovem em São Paulo e continua a escrever quase aos 90 anos de idade.

Livros publicadosEditar

1945 - A moedinha amassada
1948 – O macaco e o confeito
1952 – O menor anão do mundo
1952 – Uma aventura pela história do Brasil
1958 – Minuano
1972 – A vaca voadora
1973 – A vaca na selva

1973 – A vaca deslumbrada
1975 – A vaca proibida
1975 – A vaca submarina
1976 – A farsa da esposa perfeita
1976 – A vaca invisível
1977 – A vaca misteriosa
1979 – O poder do superbicho
1980 – Magitrônica
1985 – Brincando com fogo
1985 – Cobertos de terra
1985 – Flutuando no ar
1985 – Melhor que a encomenda
1985 – Mergulho na água
1986 – Como pagar a dívida sem fim
1986 - Lourenço Benites, Pisces in Aquario
1987 – A gente que ia buscar o dia
1987 – Mãe que faz e acontece
1988 – Mãe assim quero pra mim
1990 – O outro lado da galáxia
1992 – Pai sabe tudo e muito mais
1992 – Papai maravilha
1993 – Linha reta e linha curva (vários autores)
1995 – A gente e as outras gentes
1995 – Bicho de todo jeito e feitio
1995 – Presente de amigo e inimigo
1996 – A escola nossa de cada dia
1996 – Pátria adorada entre outras mil
1997 – Índio cantado em prosa e verso
2000 – Ao sol do novo mundo
2000 – Domínio da incerteza
2005 – A quadratura do círculo
2005 – Primeiro amor
2006 – Histórias de futebol (vários autores)
2006 – O caneco dourado
2009 – A sopa de pedra
2009 – Os patinhos lindos e os ovos de ouro
2009 – Bobos e espertos
2011 – A casa assombrada
2011 – Opiniões irreverentes

Adaptações de clássicos da literaturaEditar

1979 – A volta ao mundo em oitenta dias
2003 – Alice no país das maravilhas
2004 – As aventuras de Tom Sawyer
2004 – Os miseráveis
2005 – O guarani
2006 – Alice no país do espelho
2006 – Daniel na cova dos leões
2007 – Ali Babá e os quarenta ladrões
2008 – Oliver Twist
2010 – Ilíada
2010 – Odisseia
2011 – Memórias de um sargento de milícias
2011 – Sonho de uma noite de verão

ReferênciasEditar

RICHE, Rosa Maria Cuba. O feminino na literatura infantil e juvenil brasileira: poder, desejo, memória e os casos Edy Lima, Lygia Bojunga Nunes e Marina Colasanti. 1996. 1v. 255p. Tese (Doutorado em Ciência da Literatura) - Universidade Federal do Rio de Janeiro – Letras. 1996. Resumo disponível em: http://capesdw.capes.gov.br/capesdw/resumo.html?idtese=19962231001017071P2. Acesso em: 31 jul. 2013.

NETESCRIT@. Autores brasileiros. Edy Lima. Disponível em: http://www.nonio.uminho.pt/netescrita/autores/edy.html. Acesso em: 31 jul. 2013.

Entrevistas / MatériasEditar

VALLERIO, CIÇA. Feminista precoce: amiga de Quintana e Lobato. O Estado de S. Paulo. 7 mar. 2009. Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos,feminista-precoce-amiga-de-quintana-e-lobato,335267,0.htm. Acesso em: 31 jul. 2013.

ABUJAMRA, Antonio. Provocações 328 com Edy Lima. TV Cultura, SP. 3 v. Disponível no youtube.