Abrir menu principal

Efeitos da poluição sonora na saúde

Muitos bares e casas noturnas não têm isolamento acústico e, na falta de ação e fiscalização do poder público, promovem distúrbios em áreas residenciais.

Os efeitos da poluição sonora são muitos e podem levar desde estresse e perda de audição até mesmo ao favorecimento de mortes por infarto. De acordo com relatório da OMS, 210 mil pessoas morrem de infarto todos anos devido ao som elevado.[1]

EfeitosEditar

  • Perda auditiva;
  • Zumbido;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • A pressão intracraniana sobe e pode haver dores de cabeça;
  • Os músculos se contraem e começam a liberar na corrente sanguínea substâncias inflamatórias;
  • A respiração se acelera e o metabolismo se altera;
  • O coração começa a bater rapidamente e de maneira descompassada;
  • O estômago passa a fabricar suco gástrico além da conta, podendo levar à gastrite e à úlcera;
  • O intestino perde o ritmo e pode desencadear prisão de ventre;
  • Os órgãos genitais passam a receber menos sangue;
  • Dificuldade para entender, se expressar e se envolver.

Referências

  1. «Planeta Sustentável: Barulho de mais, saúde de menos». Consultado em 15 de novembro de 2011. Arquivado do original em 8 de junho de 2009 

Ligações externasEditar