Abrir menu principal

Egas Fafes de Lanhoso

Egas Fafes de Lanhoso
Nome completo Egas Fafes de Lanhoso
Nascimento 1100
Condado Portucalense
Residência Quinta do lameiro, Ponte (Vila Verde)
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação Rico-homem Cavaleiro nobre medieval português.

Egas Fafes de Lanhoso (1100?) D. Egas Fafes de Lanhoso, foi um rico-homem (grau mais elevado da nobreza), Cavaleiro nobre medieval português. No ano de 1139 acompanhou o rei Afonso I de Portugal durante a batalha que os exércitos deste monarca travaram nos Campos de Ourique[1][2]. O Nobiliário das Famílias de Portugal informa que D. Egas esteve na cidade de Jerusalém, local onde veio a receber das mãos do rei Balduíno II de Jerusalém as Armas de Brasão que usam os Teixeira seus descendentes[2][1]. Pelas inquirições de 1258 (Afonso III) sabemos que a sua quinta do Lameiro em Ponte (Vila Verde) foi honrada por D. Afonso I[3].

Paço do Lameiro e Capela

Relações familiaresEditar

Foi filho de Fáfila Lucides (1080 —?) e de Dórdia ou Froille Viegas, senhora da Quinta do Lameiro (ou de Sequeiros) (1080 —?) filha de Egas Gomes Pais de Penegate e de Sancha Mendes de Briteiros[2][1].

Casou com D. Urraca Mendes de Sousa (1100 —?), filha de D. Mem Viegas de Sousa (c. 1070 - 1130) e de Teresa [Elvira] Fernandes de Marnel, de quem teve[2][1]:

  1. Mendo Viegas de Lanhoso (1140 —?) casou com D. Teresa Peres.
  2. Gonçalo Viegas, 1º mestre da Ordem de Avis, faleceu em 1195 na batalha de Alarcos.
  3. Froille Viegas casou com D. Soeiro Pires da Silva e foram pais de Estêvão Soares da Silva, arcebispo de Braga.


Referências

  1. a b c d Os Teixeira de Sampaio da Ilha Terceira, Jorge Forjaz, CEGHHF-Universidade Moderna do Porto, Porto, 2001. pg. 15.
  2. a b c d Nobiliário das Gerações de Entre Douro e Minho, Manuel de Sousa da Silva, Carvalhos de Basto, Ponte de Lima, 2000. vol. II-pg. 9.
  3. Portugaliae Monumenta Historica, Inquisitiones vol. 1 fas. 3, 1888 p. 428