Abrir menu principal

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque
Nome completo Elísio de Albuquerque Filho
Nascimento 27 de outubro de 1920
Manaus, AM
Nacionalidade brasileiro
Morte 23 de setembro de 1983
São Paulo, SP

Elísio de Albuquerque Filho (Manaus, 27 de outubro de 1920São Paulo, 23 de setembro de 1983) foi um ator brasileiro.

BiografiaEditar

Filho caçula de oito irmãos, Elísio de Albuquerque passou a infância e juventude em Manaus, quando iniciou a carreira no teatro amador. Durante a Segunda Guerra Mundial foi convocado para participar da Força Expedicionária Brasileira, participando da lendária batalha de Monte Castelo, em 1945. De volta ao Brasil, mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, prosseguindo o trabalho teatral, tanto amador quanto profissional, mantendo paralelamente uma carreira de funcionário público. Em 1955, casou-se com Iolita, com quem teve quatro filhos: Rejane, Roberto, Laíse e Luciana. Participou de peças históricas do teatro brasileiro, como A Moratória (1954), de Jorge Andrade e Senhora dos Afogados (1947), de Nelson Rodrigues, ao mesmo tempo que mantinha uma promissora carreira na televisão, vivendo o grande vilão Dom Rafael em O Direito de Nascer, em 1964. Em 1968, outro grande sucesso, o milionário Adalberto Dias Leme, de Antônio Maria. Também trabalhou no cinema, em filmes como Modelo 19, Suzana e o Presidente, Apassionata e A Família Lero-Lero. Participou constantemente, também, de vários especiais teledramatúrgicos da TV Cultura, como A Casa Fechada, dirigido por Antunes Filho (1972).

Vida pessoalEditar

Retirou-se da vida artística em 1972, após concluir a telenovela O Preço de um Homem, por problemas de saúde que se complicariam nos anos subsequentes.

FilmografiaEditar

Filmes com Elísio de Albuquerque:

Trabalhos na televisãoEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.