Eleição legislativa da Venezuela em 2020

Eleição parlamentar venezuelana
← 2015 • Flag of Venezuela.svg • 2025 →
Eleição legislativa de 2020
277 deputados da Assembleia Nacional (2021-2026)
6 de dezembro de 2020
Demografia eleitoral
Votantes : 6.262.888
  
30.46% Red Arrow Down.svg 58.9%
Gran Polo Patriotico Simon Bolivar.png
GPPSB
Votos: 4.321.975  
  
69.34%
Alianza Democrática.svg
AD
Votos: 1.169.872  
  
18.76%
Primero Venezuela.svg
PV
Votos: 260.720  
  
4.18%
Partido Comunista de Venezuela.svg
PCV
Votos: 170.352  
  
2.73%
Composição da Assembleia Nacional
Eleição legislativa da Venezuela em 2020
Tamanho das bancadas parlamentares eleitas

A eleição legislativa venezuelana de 2020 ocorreu em 6 de dezembro para renovar todos os assentos da Assembleia Nacional, composta a partir dessas eleições por 277 deputados, eleitos para um mandato de 5 anos iniciado em 5 de janeiro de 2021 e que se encerrará em 5 de janeiro de 2026.[1]

AntecedentesEditar

O escrutínio foi marcado por uma massiva abstenção do eleitorado venezuelano, motivado pela posição oficial da coalizão oposicionista Mesa da Unidade Democrática em boicotar o processo eleitoral diante da existência de fortes indícios de irregularidades na organização das eleições que acabariam por levar à prática de fraudes eleitorais que beneficiassem o governista Partido Socialista Unido da Venezuela, bem como os demais partidos aliados ao governo de Nicolás Maduro, que integravam a coalizão governista Grande Polo Patriótico Simón Bolívar (GPPSB).[2]

Resultados eleitoraisEditar

Com essa decisão conjunta da oposição venezuelana, o GPPSB foi o grande vencedor das eleições, obtendo um total de 69,34% dos votos válidos e conquistando 253 dos 277 assentos da Assembleia Nacional. Por sua vez, a Aliança Democrática, nova coalizão política oposicionista formada por políticos e partidos dissidentes da MUD, decidiu participar das eleições e conquistou 18,76% dos votos, elegendo 18 deputados.

Com isso, o governo de Nicolás Maduro passou a deter domínio total do Poder Legislativo, inviabilizando quaisquer tentativas dos demais partidos em formar uma oposição forte e combativa no parlamento venezuelano.[3]

Resultados eleitorais após 100% dos votos apurados[4]
Partido Votos % Cadeiras +/–
Grande Polo Patriótico Simón Bolívar (GPPSB) 4.321.975 69,34 253   198
Aliança Democrática (AD) 1.169.872 18,76 18 Novo
Venezuela Primeiro (PV) 260.720 4,18 2 Novo
Partido Comunista da Venezuela (PCV) 170.352 2,73 1   1
Assentos indígenas 3   0
Total de votos válidos 6.262.888 99,29 277   110
Votos inválidos (brancos e nulos) 45.088 0,71
Total de votos registrados 6.307.976 30,46
Eleitorado apto a votar 20.710.421 100

Ver tambémEditar

Referências

  1. CNE, Noticias (8 de dezembro de 2020). «CNE presentó Segundo Boletín correspondiente a Elecciones Parlamentarias 2020». Consejo Nacional Electoral. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  2. «Eleição legislativa na Venezuela: partido de Maduro vence com alta abstenção e boicote da oposição». G1. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  3. «Maduro vence eleições parlamentares na Venezuela em votação esvaziada». Folha de S.Paulo. 7 de dezembro de 2020. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  4. «Divulgaciones». CNE. 17 de dezembro de 2020. Consultado em 28 de fevereiro de 2022 
  Este artigo sobre a Venezuela é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.