Abrir menu principal

Eleição municipal de Rio Branco em 2016

A eleição municipal de Rio Branco em 2016 ocorreu no dia 2 de outubro para eleger um prefeito, um vice-prefeito e 17 vereadores[2] no município de Rio Branco, no estado do Acre. Os principais candidatos a prefeito eram Marcus Alexandre (PT), Eliane Sinhasique (PMDB), Raimundo Vaz (PR) e Carlos Gomes (REDE). A eleição foi decidida no primeiro turno e o atual prefeito Marcus Alexandre foi reeleito com 54,87%[3] dos votos. A vice eleita na chapa de Marcus Alexandre foi Socorro Neri do PSB. A reeleição de Marcus Alexandre garantiu a permanência do Partido dos Trabalhadores à frente do governo no estado, que governado pelo partido desde 2005 e o Estado desde 1998. O candidato a vereador mais votado foi Roberto Duarte (PMDB) com 2,08%[4] dos votos.

2012 Brasil 2020
Eleição municipal de Rio Branco em 2016 Bandeira de Rio Branco.svg
2 de outubro de 2016
Primeiro turno
Marcus Alexandre em outubro de 2017 (recorte 2).jpg Eliane Sinhasique (Ao meio).jpg
Candidato Marcus Alexandre Eliane Sinhasique
Partido PT PMDB
Natural de Ribeirão Preto, SP Guaira, PR
Vice Socorro Neri Alysson Bestene
Votos 104 311 60 871
Porcentagem 54,87% 32,02%


Brasão de Rio Branco.svg
Prefeito de Rio Branco

AntecedentesEditar

Marcus chegou ao Acre em 1999, onde começou sua vida política. Chegou a ser diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre) de 2007 a 2012, cargo que lhe deu notabilidade para se eleger prefeito da capital do estado, Rio Branco. Em 2016, afastou-se do PT, porém se manteve filiado ao partido, conseguiu ser o único petista eleito em capital no ano de 2016. Assim, se reelegeu prefeito de Rio Branco, alcançando 54,87% dos votos válidos e ganhando de sua adversária política Eliane Sinhasique.[1] [2][5]

Formou-se em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de São Paulo, onde conheceu sua esposa Gicélia Viana da Silva Melo Aguiar com quem tem três filhos, Ian, Caio e Alexandre Gael.[6]

Durante o primeiro mandato de Marcus Médici como prefeito de Rio Branco, a administração foi voltada para muitas obras e investimentos visando melhorias na cidade: houve redução da tarifa de ônibus, modernização do restaurante popular da cidade, construção de novas unidades de saúde e creches, e duplicação de avenidas.[3] [4][7]

Na eleição municipal de Rio Branco em 2012, Marcus Alexandre, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi eleito no 2º turno com 50,77% dos votos válidos, derrotando seu adversário Tião Bocalom (PSDB) que obteve 49,23% de votos.[8] O Partido dos Trabalhadores governa o Acre desde 1998, e Rio Branco desde 2005.

Eliane Sinhasique nasceu em Guaíra, é jornalista, radialista, publicitária e política brasileira filiada ao PMDB. Se formou em jornalismo e fez pós-graduação em Didática e Docência do Ensino Superior.[9]

Assinou matérias especiais e colunas no Jornal A Gazeta. Passou pelas rádios Capital AM, Gazeta FM e Boas Novas, e ganhou destaque no Acre com o programa Toque Retoque na Gazeta FM, programa que lhe inspirou a escrever o livro "Confidências Radiofônicas de um Povo sem Voz" lançado em 2009. Em 2012 foi eleita vereadora pela cidade de Rio Branco, Acre. Em 2014 se candidatou a deputada estadual do Acre, obteve 4.138 votos.[10] Então deixou o cargo de vereadora após dois anos para assumir um mandato no Parlamento Estadual. E em setembro de 2015, foi convidada a se candidatar a prefeita de Rio Branco pelo PMDB.[11]

Candidato(a) Vice 1º Turno

7 de outubro de 2016

Votação
Total Porcentagem
Marcus Alexandre (PT) Marcio Batista (PC do B) 85.282 48,30%
Fernando Melo (PMDB) Luiz Calixto (PSL) 8.333 4,72%
Tião Bocalom (PSDB) Alysson Bestene (PSDB) 77.417 43,85%
Antonia Lucia (PSC) - 3.390 1,92%
Leônico Castro (PSC) Valdete de Souza (PMN) 1.100 0,62%
Professora Peregrina (PSOL) Adalcido Vigilante (PSOL) 1.046 0,59%
Total de votos válidos 176.568 94,36%
Votos em branco 2.764 1,48%
Votos nulos 7.789 4,16%
Abstenções 39.245 17,34%
Votos apurados 187.121
Candidato(a) Vice 2º Turno

28 de outubro de 2016

Votação
Total Porcentagem
Marcus Alexandre (PT) Marcio Batista (PC do B) 90.557 50,77%
Tião Balacom (PSDB) Alysson Bestene (PSDB) 87.818 49,23%
Total de votos válidos 178.375 97,48%
Votos em branco 1.466 0,80%
Votos nulos 3.142 1,72%
Abstenções 43.383 19,16%
Votos apurados 182.983

EleitoradoEditar

Na eleição de 2016, 241 196 eleitores estiveram aptos a votar.

CandidatosEditar

Foram quatro candidatos a prefeito[12] na eleição de 2016: Marcus Alexandre (PT), Eliane Sinhasique (PMDB), Raimundo Vaz (PR) e Carlos Gomes (REDE).

Candidato a prefeito Candidato a vice-prefeito Coligação
Carlos Gomes
(REDE)
Gabriel Santos
(REDE)
Rio Branco Pra Você, Não Pra Eles
(REDE, PCB, PCO)
Eliane Sinhasique
(PMDB)
Alysson Bestene
(PP)
Rio Branco do Futuro
PMDB, PP, PTB, PPS e PMN
Marcus Alexandre
(PT)
Socorro Neri
(PSB)
Frente Popular de Rio Branco
PT, PSB, PTdoB, PPL, PRB, PSL, PRP, PHS, PDT,
PROS, PTN, PSDC, PSOL, PV e PSTU
Raimundo Vaz
(PR)
Francineudo
(PSDB)
O Futuro de Rio Branco é Agora
PR, PSDB, PSC, DEM, PCdoB, PTC, PEN, PSD, PMB, PRTB e SD

PesquisaEditar

Em pesquisa do Ibope, divulgada em 29 de agosto de 2016, Marcus Alexandre (PT) apareceu com 57% das intenções de voto, Eliane Sinhasique (PMDB) com 28%, Raimundo Vaz (PR) com 4% e Carlos Gomes (REDE) teve 1% das intenções de voto.

O Ibope também analisou a rejeição dos candidatos, sendo a maior de todas a de Carlos Gomes com 52%. Seguido de Raimundo Vaz com 45%, Eliane Sinhasique 26% e por último Marcus Alexandre com 20% de rejeição.[13]

Data de
realização
Data de
divulgação
Instituto Número de registro
no TRE
Contratante Entrevistados Margem de erro Candidato Não sabe/
Não respondeu
Brancos e nulos
Marcus Sinhasique Raimundo Gomes
de 25 a 28 de agosto 29 de agosto IBOPE TRE/SP 04434/2016 Rede Amazônica 602 ±4% 57% 28% 4% 1% 5% 5%

ResultadosEditar

PrefeitoEditar

No dia 2 de outubro, Marcus Alexandre foi reeleito no 1º turno prefeito com 54,87% dos votos.

Candidato(a) Vice 1º Turno
2 de outubro de 2016
Votação
Total Porcentagem
Marcus Alexandre (PT) Socorro Neri (PSB) 104.311 54,87%
Eliane Sinhasique (PMDB) Alysson Bestene (PP) 60.871 32.02%
Carlos Gomes (REDE) Gabriel Santos (REDE) 15.735 8.28%
Raimundo Vaz (PR) Francineudo (PSDB) 9.202 4,84%
Total de votos válidos 176.568 94,36%
Votos em branco 9.537 1,48%
Votos nulos 9.537 4,16%
Abstenções 39.245 17,34%
Votos apurados 187.121 100%
  Eleito(a)

Vereadores[14]

Candidato Partido Votação
Total Porcentagem
Roberto Duarte PMDB 3.984 2,08%
Elzinha Mendonça PDT 3.878 2,03%
Dr. Jakson Ramos PT 3.615 1,89%
Railson Correira PTN 3.586 1,87%
Rodrigo Forneck PT 3.220 1,68%
Lene Petecão PSD 3.210 1,68%
N. Lima DEM 2.936 1,53%
Pastor Manuel Marcos PRB 2.863 1,50%
Emerson Jarude PSL 2.734 1,43%
Célio Gadelha PSDB 2.640 1,38%
Raimundo Neném PHS 2.462 1,29%
Eduardo Farias PC do B 2.441 1,28%
Dankar PT 2.404 1,26%
Antonio Morais PT 2.140 1,12%
Artemio PSB 2.131 1,11%
Juruna PSL 1.922 1,00%
Clezio Moreira PSDB 1.444 0,75%
Votos Brancos 5.614
Votos Nulos 5.854

Referências

  1. G1 (28 de outubro de 2012). «Petista Marcus Alexandre é eleito prefeito de Rio Branco, no Acre». Consultado em 4 de junho de 2016 
  2. [1]
  3. «Eleições em Rio Branco / AC». Eleições 2016. Consultado em 29 de maio de 2017 
  4. «Eleições em Rio Branco / AC». Eleições 2016. Consultado em 29 de maio de 2017 
  5. «Marcus Alexandre». Wikipédia, a enciclopédia livre. 23 de maio de 2017 
  6. «Marcus Alexandre». Wikipédia, a enciclopédia livre. 23 de maio de 2017 
  7. «Marcus Alexandre». Wikipédia, a enciclopédia livre. 23 de maio de 2017 
  8. «Petista Marcus Alexandre é eleito prefeito de Rio Branco, no Acre». Eleições 2012. 28 de outubro de 2012 
  9. «Eliane Sinhasique». Wikipédia, a enciclopédia livre. 27 de abril de 2017 
  10. «Eliane Sinhasique». Wikipédia, a enciclopédia livre. 27 de abril de 2017 
  11. «Eliane Sinhasique». Wikipédia, a enciclopédia livre. 27 de abril de 2017 
  12. [2]
  13. «Marcus Alexandre lidera disputa em Rio Branco com 57%, diz Ibope». G1 AC. 29 de agosto de 2016. Consultado em 28 de maio de 2017 
  14. «Vereadores Eleitos em Rio Branco / AC». Eleições 2016. Consultado em 29 de maio de 2017