Eleições distritais no Distrito Federal em 1998

As eleições distritais no Distrito Federal em 1998 foram realizadas em 4 de outubro, como parte das eleições gerais no Brasil. Nesta ocasião, foram realizadas eleições em todos 26 estados e no Distrito Federal. Os cidadãos aptos a votar elegeram o Presidente da República, o Governador e um senador, além de deputados distritais e federais.[1] Como nenhum candidato somou metade dos votos válidos (50%), houve segundo turno.[2]

1994 Brasil 2002
Eleições distritais no  Distrito Federal em 1998
4 de outubro de 1998
(Primeiro turno)
25 de outubro de 1998
(Segundo turno)
Joaquim roriz.jpg Foto oficial de Cristovam Buarque.jpg
Candidato Joaquim Roriz Cristovam Buarque
Partido PMDB PT
Natural de Luziânia, GO Recife, PE
Vice Benedito Domingos Sigmaringa Seixas
Votos 537.753 501.523
Porcentagem 51,74% 48,26%

Em março de 1998, novamente filiado ao PMDB, Roriz foi um dos principais articuladores da convenção do partido que decidiu pela adesão à coligação que lançou a candidatura de Fernando Henrique Cardoso à reeleição, abandonando a proposta da candidatura própria. Em outubro, voltou a disputar o governo do Distrito Federal, por uma coligação que, além do PMDB, incluía o Partido Progressista Brasileiro (PPB) e outras agremiações de menor expressão. Sua campanha pautou-se principalmente nas promessas de retomar o programa de doação de lotes urbanos, iniciado na sua gestão anterior, e de garantir aumento salarial de 28,86% para os servidores públicos distritais. Perdeu por pequena margem de votos no primeiro turno para o governador Buarque, candidato à reeleição, mas venceu no segundo turno, obtendo 51,74% dos votos. Foi empossado em janeiro de 1999.[3]

Durante o encontro de governadores e ex-governadores do PT, o senador Cristovam Buarque (PDT/DF) revelou que um dos fatores para a derrota nas eleições de 2002 no Distrito Federal, quando ele ainda era do PT, foi justamente uma greve, movimento que o partido sempre apoiou desde os primeiros anos de fundação. Ele falou das lições aprendidas em seu mandato e transmitiu a experiência aos colegas.[4]

Para o cargo de senador foi eleito Luiz Estêvão (PMDB), que em 28 de junho de 2000, foi cassado por 52 votos, 18 contra e dez abstenções. Além disso, perdeu os direitos políticos até 2014. Único senador cassado até aquele momento, teve sua cassação decida em sessão e votação secretas.[5]

Resultado da eleição para governadorEditar

Candidatos a governador do estado Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Cristovam Buarque
PT
Sigmaringa Seixas
PT
13
Frente Brasília Popular
(PT, PDT, PSB, PCdoB, PCB, PV, PMN, PSN)
426.312
42,67%
Joaquim Roriz
PMDB
Benedito Domingos
PPB
15
Comunidade Unida
(PMDB, PPB, PSD, PRN, PRONA, PRP, PST, PTdoB)
391.906
39,23%
José Roberto Arruda
PSDB
Peniel Pacheco
PSDB
45
Governo 24 Horas
(PSDB, PFL, PTB, PL, PPS, PSL)
178.212
17,84%
Orlando Cariello
PSTU
Ricardo Guillen
PSTU
16
1.842
0,18%
David Terena
PSDC
Valdecir Duarte
PSDC
27
607
0,06%
Renan Rosa
PCO
Maria Joana Ribeiro
PCO
29
231
0,02%
  Segundo turno

Segundo turnoEditar

Candidatos a governador do estado Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Joaquim Roriz
PMDB
Benedito Domingos
PPB
15
Comunidade Unida
(PMDB, PPB, PSD, PRN, PRONA, PRP, PST, PTdoB)
537.753
51,74%
Cristovam Buarque
PT
Sigmaringa Seixas
PT
13
Frente Brasília Popular
(PT, PDT, PSB, PCdoB, PCB, PV, PMN, PSN)
501.523
48,26%
  Eleito

Resultado da eleição para senadorEditar

Candidatos a senador da República Candidatos a suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Luiz Estêvão
PMDB
Valmir Antônio Amaral
PMDB
Floyran Pinto Santos
PPB
15
Comunidade Unida
(PMDB, PPB, PSD, PRN, PRONA, PRP, PST, PTdoB)
460.947
47,76%
Arlete Sampaio
PT
Gustavo Henrique Balduíno
PSB
José Maria do Amparo
PCdoB
13
Frente Brasília Popular
(PT, PDT, PSB, PCdoB, PCB, PV, PMN, PSN)
347.663
36,02%
Augusto Carvalho
PPS
Maria Diamices Chevalier
PPS
João Campelo Bezerra
PTB
23
Governo 24 Horas
(PSDB, PFL, PTB, PL, PPS, PSL)
154.028
15,96%
João Companheiro
PSTU
Wellington Rainho
PSTU
Washington Dias Leite
PSTU
16
1.401
0,15%
Marcelo Caetano
PSDC
Daniel de Souza Oliveira
PSDC
Rivaldo de Souza Melo
PSDC
27
820
0,08%
Expedito Mendonça
PCO
Miriam de Castro Silva
PCO
Fernando Araújo Filho
PCO
29
274
0,03%
  Eleito

Deputados federais eleitosEditar

Deputados federais eleitos Partido Votação Localidade onde nasceu Unidade federativa
Wigberto Tartuce PPB 96.405 Rio Verde   Goiás
Tadeu Filippelli PMDB 88.247 Catanduva   São Paulo
Jofran Frejat PPB 80.389 Floriano   Piauí
Paulo Octávio PFL 72.785 Lavras   Minas Gerais
Agnelo Queiroz PCdoB 65.752 Itapetinga   Bahia
Geraldo Magela PT 55.072 Patos de Minas   Minas Gerais
Pedro Celso PT 49.936 Tiros   Minas Gerais
Maria de Lourdes Abadia PSDB 43.414 Bela Vista de Goiás   Goiás

Referências

  1. Eleições 1998 - governador do DF (primeiro turno). Folha de S.Paulo, 4 de outubro de 1998
  2. Eleições 1998 - governador do DF (segundo turno)[ligação inativa]. Folha de S.Paulo, 26 de outuro de 1998
  3. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «RORIZ, JOAQUIM | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 2 de maio de 2018 
  4. «Cristovam Buarque revela que greve o fez perder eleição em 2002». CidadeVerde.com (em inglês) 
  5. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «ESTEVÃO, Luís | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 2 de maio de 2018