Abrir menu principal

Eleições estaduais em Roraima em 2006

As eleições estaduais em Roraima em 2006 ocorreram em 1º de outubro como parte das eleições gerais em 26 estados e no Distrito Federal. Foram eleitos então o governador Ottomar Pinto, o vice-governador José de Anchieta Júnior, o senador Mozarildo Cavalcanti, além de oito deputados federais e vinte e quatro estaduais. Como o candidato mais votado obteve mais da metade dos votos válidos, não houve segundo turno e segundo a Constituição, o governador teria um mandato de quatro anos a começar em 1º de janeiro de 2007 sendo que o pleito transcorreu sob a Emenda Constitucional nº 16 de 4 de junho de 1997, que beneficiava os detentores de cargos executivos com o direito a disputar uma reeleição.[1]

2002 Brasil 2010
Eleições estaduais em  Roraima em 2006
1º de outubro de 2006
(Decisão em primeiro turno)
Ottomar06032007.jpg Romero Jucá Fevereiro de 2013.JPG
Candidato Ottomar Pinto Romero Jucá
Partido PSDB PMDB
Natural de Petrolina, PE Recife, PE
Vice Anchieta Júnior Lurdinha Pinheiro
Votos 116.542 57.232
Porcentagem 62,40% 30,64%


Brasão de Roraima.svg

Governador de Roraima

Pela quarta vez na história o governo de Roraima será exercido pelo Brigadeiro Ottomar Pinto. Nascido em Petrolina (PE), ele é diplomado pela Escola de Aeronáutica Campo dos Afonsos no Rio de Janeiro e graduou-se em Medicina e Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.[2] Após residir algum tempo entre Estados Unidos e Brasil, trabalhou em órgãos ligados ao Ministério da Aeronáutica.[2] No governo João Figueiredo, foi nomeado governador de Roraima pelo Ministro do Interior, Mário Andreazza, em 1979[3] e permaneceu quatro anos no cargo, sendo que durante esse período migrou da extinta ARENA para o PDS.

Após deixar o governo migrou para o PTB e embora perdendo as eleições para prefeito de Boa Vista em 1985 e 1988, ficou em evidência ao eleger-se deputado federal[2] em 1986 e nessa condição esteve na Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Nova Constituição e esta fez de Roraima um estado. Em 1990 tornou-se o primeiro governador de Roraima a ser eleito pelo voto direto numa disputa com Romero Jucá, seu adversário também este ano. Eleito prefeito de Boa Vista em 1996, voltou a disputar o Palácio Senador Hélio Campos sendo derrotado por Flamarion Portela, entretanto uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral o fez voltar ao poder em 10 de novembro de 2004 com a cassação do titular por abuso do poder econômico e político na campanha de 2002.[4] Reeleito, Ottomar Pinto cumpria o quarto mandato quando morreu em Brasília em 11 de dezembro de 2007 vítima de uma parada cardiorrespiratória[5] e assim o poder foi entregue ao vice-governador José de Anchieta Júnior, engenheiro civil nascido em Jaguaribe (CE) e formado em 1988 na Universidade Federal do Ceará e que, no terceiro governo Ottomar Pinto, foi Secretário de Infraestrutura e Secretário interino de Articulação Municipal.

Para senador foi reeleito Mozarildo Cavalcanti. Médico formado pela Universidade Federal do Pará, ele nasceu em Boa Vista onde foi diretor de hospitais, professor da Universidade Federal de Roraima e presidente do Conselho Regional de Medicina. Membro da ARENA e do PDS, foi eleito deputado federal em 1982. Como parlamentar faltou à votação da Emenda Dante de Oliveira em 1984 e votou em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral em 1985.[6] Filiado ao PFL, reelegeu-se deputado federal em 1986 e foi Secretário de Saúde no governo Romero Jucá.[7] Candidato a senador pelo PL em 1990, voltou à política como assessor do governo Neudo Campos e após migrar para o PPB foi eleito senador em 1998. Durante o mandato retornou ao PFL e esteve no PPS antes de renovar o mandato pelo PTB.

Índice

Resultado da eleição para governadorEditar

Com informações extraídas do Tribunal Superior Eleitoral.[1]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Ottomar Pinto
PSDB
Anchieta Júnior
PSDB
45
Roraima Para Todos
(PSDB, PFL, PTB, PP, PL)
116.542
62,40%
Romero Jucá
PMDB
Lurdinha Pinheiro
PPS
15
Roraima Tem Solução
(PMDB, PPS, PT, PSB, PCdoB, PSC, PV, PMN, PTC, PRB)
57.232
30,64%
Augusto Botelho
PDT
Luiz Afonso Faccio
PDT
12
Roraima Será Melhor
(PDT, PTN)
5.502
2,95%
Petrônio Araújo
PHS
Luiz Pereira da Costa
PHS
31
PHS
(sem coligação)
4.260
2,28%
Almira Mary
PSOL
Ricardo Brito
PSOL
50
PSOL
(sem coligação)
2.755
1,47%
Roberto Lopes
PSDC
Manoel Luz
PRONA
27
Esperança e Progresso
(PSDC, PRONA)
362
0,19%
Ariomar Farias
PCO
Celso Gouvêa
PCO
29
PCO
(sem coligação)
123
0,07%
  Eleito(a)

Resultado da eleição para senadorEditar

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Mozarildo Cavalcanti
PTB
Sodré Santoro
PTB
Dra. Sumaia Wilt
PP
145
Roraima para Todos
(PSDB, PFL, PTB, PP, PL)
98.860
55,29%
Teresa Surita
PPS
José Abdalla Filho
PMN
Sander Salomão
PSB
234
Roraima tem Solução
(PMDB, PPS, PT, PSB, PCdoB, PSC, PV, PMN, PTC, PRB)
75.267
42,10%
Gleen Schiaveto
PRONA
Josirene Lima
PSDC
Rita de Cássia
PRONA
567
Esperança e Progresso
(PSDC, PRONA)
1.733
0,97%
Luciano Rosa
PSOL
Luzia Azevedo
PSOL
Rinaldo Maria
PSOL
500
PSOL
(sem coligação)
1.497
0,84%
Bartolomeu Tomaz
PCO
Lídia Pereira
PCO
Zé Maria Batista
PCO
299
PCO
(sem coligação)
798
0,44%
Gaúcho da Moca
PRP
Adão da Conceição
PRP
Naldo Lima
PRP
444
PRP
(sem coligação)
643
0,36%
  Eleito(a)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[8] Ressalte-se que os votos em branco eram considerados válidos para fins de cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997, quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[9]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Neudo Campos[10] PP 16.211 8,49% Boa Vista   Roraima
Márcio Junqueira PFL 15.468 8,10% Manaus   Amazonas
Luciano Castro PL 12.286 6,44% Fortaleza   Ceará
Chico Rodrigues PFL 11.383 5,96% Recife   Pernambuco
Urzeni Rocha PSDB 9.655 5,06% Itapuranga   Goiás
Ângela Portela PTC 9.429 4,94% Coreaú   Ceará
Maria Helena Rodrigues PSB 8.460 4,43% Santo Ângelo   Rio Grande do Sul
Edio Lopes PMDB 8.153 4,27% Presidente Epitácio   São Paulo

Deputados estaduais eleitosEditar

Estavam em jogo 24 cadeiras na Assembleia Legislativa de Roraima.[1]

Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Mecias de Jesus PL 6.452 3,43% Graça Aranha   Maranhão
Aurelina Medeiros PSDB 4.324 2,30% Morada Nova   Ceará
Marília Pinto PSDB 4.075 2,17% Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Raul Lima PMDB 3.890 2,07% Boa Vista   Roraima
Naldo da Loteria PFL 3.539 1,88% Pesqueira   Pernambuco
Remídio da Amatur PRONA 3.241 1,72% Iporã   Paraná
Jalser Renier PFL 3.147 1,67% Boa Vista   Roraima
José Reinaldo PSDB 3.137 1,67% Caxias   Maranhão
Chico Guerra PSDB 3.062 1,63% Boa Vista   Roraima
Célio Wanderley PFL 3.043 1,62% Boa Vista   Roraima
Lúcia Peixoto PL 3.012 1,60% Porto de Moz   Pará
Ionilson Sampaio PMDB 2.912 1,55% São José do Egito   Pernambuco
Sebastião Portela PL 2.838 1,51% Caçador   Santa Catarina
Sargento Damosiel PRP 2.648 1,41% Vitorino Freire   Maranhão
Marcelo Cabral PPS 2.112 1,12% Boa Vista   Roraima
Erci de Moraes PPS 2.040 1,09% Cachoeira do Sul   Rio Grande do Sul
Ivo Som PTN 2.018 1,07% Juazeiro do Norte   Ceará
Rodolfo Braga PTN 1.725 0,92% Autazes   Amazonas
Flamarion Portela PTC 1.703 0,91% Coreaú   Ceará
Chicão Silveira PDT 1.522 0,81% Itapagipe   Minas Gerais
César Babá PSC 1.443 0,77% Boa Vista   Roraima
Flávio Chaves PV 1.414 0,75% Boa Vista   Roraima
Ronaldo Trajano PRTB 1.381 0,73% Boa Vista   Roraima
Antônio da Sinuca PRTB 1.347 0,72% Caiçara   Paraíba

Referências

  1. a b c «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  2. a b c «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Ottomar Pinto». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  3. Ministro dá posse a segundo escalão (online). O Estado de S. Paulo, 17/03/1979. Página visitada em 20 de maio de 2014.
  4. Justiça cassa Flamarion; adversário assume (online). Folha de S.Paulo, 11/11/2004. Página visitada em 20 de maio de 2014.
  5. Ottomar Pinto, governador de Roraima, morre aos 76 (online). Folha de S.Paulo, 12/12/2007. Página visitada em 20 de maio de 2014.
  6. «Acervo digital da Folha de S.Paulo». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  7. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Mozarildo Cavalcanti». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  8. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 8 de setembro de 2015. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  9. «Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 8 de setembro de 2015 
  10. Renunciou ao mandato em 26/08/2010 sendo efetivado Almir Sá.
  Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.