Abrir menu principal

Eleições estaduais em Sergipe em 1990

As eleições estaduais em Sergipe em 1990 ocorreram em 3 de outubro como parte das eleições gerais no Distrito Federal e em 26 estados Foram eleitos o governador João Alves Filho, o vice-governador José Carlos Teixeira, o senador Albano Franco, oito deputados federais e vinte e quatro estaduais na primeira eleição para governador que vigiam os dois turnos, porém como o eleito obteve mais da metade dos votos válidos o pleito foi decidido em primeiro turno.[1][2]

1986 Brasil 1994
Eleições estaduais em  Sergipe em 1990
3 de outubro de 1990
(Decisão em primeiro turno)
João Alves Filho governador Sergipe.jpg José Eduardo Dutra presidente PT.jpg
Candidato João Alves Filho José Eduardo Dutra
Partido PFL PT
Natural de Aracaju, SE Rio de Janeiro, RJ
Vice José Carlos Teixeira não disponível
Votos 364.819 124.050
Porcentagem 73,74% 25,07%


Brasão de Sergipe.svg
Governador de Sergipe

Engenheiro Civil formado pela Universidade Federal da Bahia, o empresário João Alves Filho filiou-se à ARENA e foi prefeito biônico de Aracaju (1975-1979) durante o governo José Rollemberg Leite e com o fim do bipartidarismo passou pelo PP onde ficou até a legenda ser incorporada ao PMDB[3] e por discordar da medida ingressou no PDS sendo eleito governador de Sergipe em 1982 e com a Nova República ingressou no PFL. Em 1986 seu governo foi marcado pela vitória de Antônio Carlos Valadares, único governador não eleito pelo PMDB naquele ano. Antes de retomar o comando do estado, João Alves Filho foi Ministro do Interior no Governo Sarney em substituição a Joaquim Francisco[4] e em virtude de seu desempenho foi o governador mais votado da história de Sergipe em termos proporcionais tanto em 1982 quanto agora.

O vice-governador eleito foi José Carlos Teixeira.[5] Adversário político do Regime Militar de 1964 trocou o PSD pelo MDB sendo eleito deputado federal em 1962, 1966, 1974 e 1982 e derrotado na eleição para senador em 1978, assumiu cargos na direção da Federação das Indústrias do Distrito Federal e por nomeação do governador João Alves Filho foi o último prefeito biônico de Aracaju[nota 1] entregando o cargo a Jackson Barreto. Rompido com seus "padrinhos" foi candidato a governador pelo PMDB em 1986 em aliança com a família Franco sendo derrotado por Antônio Carlos Valadares que recebeu o apoio de dissidentes peemedebistas abrigados no PSB.[6] José Carlos Teixeira foi diretor de captação da Caixa Econômica Federal antes de se eleger.

Para senador foi reeleito o empresário Albano Franco. Graduado em Direito na Universidade Federal de Sergipe, dirigiu os empreendimentos da família. Eleito presidente da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe em 1971, tornou-se diretor da Confederação Nacional da Indústria em 1977 e assumiu a presidência da mesma em 1980. Membro da executiva estadual da ARENA seguiu os passos do pai, Augusto Franco, e elegeu-se deputado estadual em 1966 e suplente do senador Lourival Batista 1978. Filiado ao PDS foi eleito senador em 1982 com passagem pelo PMDB antes de apoiar Fernando Collor na eleição presidencial de 1989 e ingressar no PRN. Como Albano Franco renunciou ao mandato em 1994 após eleger-se governador de Sergipe, seu mandato foi assumido por José Alves.

Nas eleição proporcional a coligação do governador João Alves Filho elegeu todos os deputados federais e fez vinte cadeiras entre os deputados estaduais.

Índice

Resultado da eleição para governadorEditar

O resultado da eleição para governador traz números oriundos do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe.[1][2][nota 2]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votos Percentual
João Alves Filho
PFL
José Carlos Teixeira
PMDB
25
PFL, PMDB, PDS, PSDB, PRN, PL, PDC, PCN, PST
364.819
73,74%
José Eduardo Dutra
PT
Baraque Fagundes
PT
13
PT, PSB, PCB, PCdoB, PDT, PMN, PV
124.050
25,07%
Gilberto Selles
PTR
Eliane Gonçalves
PTR
28
PTR (sem coligação)
5.897
1,19%
  Eleito(a)

Resultado da eleição para senadorEditar

O resultado da eleição para senador traz números oriundos do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe.[1][7][nota 3][nota 4]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votos Percentual
Albano Franco
PRN
José Alves
PFL
361
PFL, PMDB, PDS, PSDB, PRN, PL, PDC, PCN, PST
278.862
64,64%
Carlos Alberto Menezes
PDT
Luiz Fonseca
PDT
121
PT, PSB, PCB, PCdoB, PDT, PMN, PV
118.771
27,53%
Clóvis Barbosa de Melo
PSB
Antônio Machado Neto
PSB
401
PT, PSB, PCB, PCdoB, PDT, PV
23.808
5,52%
Juviano Pacheco de Santana
PTR
Manoella Rocha
PTR
281
PTR (sem coligação)
9.981
2,31%
  Eleito(a)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[8] Ressalte-se que os votos em branco eram considerados válidos para fins de cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997, quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[9] Ao todo foram eleitos oito deputados federais.

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Pedro Valadares PFL 37.295 Simão Dias   Sergipe
José Teles PDS 21.514 Itabaiana   Sergipe
Djenal Gonçalves PDS 19.495 Canhoba   Sergipe
Jerônimo Reis PFL 19.441 Lagarto   Sergipe
Everaldo de Oliveira PMN 17.594 Poço Verde   Sergipe
Cleonâncio Fonseca PRN 17.197 Boquim   Sergipe
Messias Góis PFL 17.012 Ribeirópolis   Sergipe
Benedito de Figueiredo PFL 16.544 Aracaju   Sergipe

Deputados estaduais eleitosEditar

Na disputa pelas 24 vagas da Assembleia Legislativa de Sergipe a distribuição de vagas foi a seguinte: PFL dez, PMDB quatro, PDS três, PT duas, PDT duas, PRN uma, PDC uma, PMN uma.[10]

Notas

  1. Segundo a Câmara dos Deputados exerceu o cargo entre 30 de maio de 1985 e 1º de janeiro de 1986.
  2. Houve 117.662 votos em branco e 81.341 votos nulos que somados aos 494.766 votos nominais resultam no comparecimento de 693.769 eleitores na eleição para governador.
  3. Houve 182.691 votos em branco e 79.656 votos nulos que somados aos 431.422 votos nominais resultam no comparecimento de 693.769 eleitores na eleição para senador.
  4. Embora a constituição afirme que cada senador deva ser eleito com dois suplentes (Art. 46 § 3º), mencionamos apenas o primeiro sem prejuízo de citar o outro quando necessário.

Referências

  1. a b c «Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe». Consultado em 12 de outubro de 2013 
  2. a b Busca de aliança marca início do 2º turno (online). O Estado de S. Paulo, 28/10/1990. Página visitada em 11 de outubro de 2013.
  3. PP e PMDB decidem unir-se (online). Folha de S. Paulo, 21/12/1981. Página visitada em 11 de outubro de 2013.
  4. Curta temporada (online). Veja, 12/08/1987. Página visitada em 11 de outubro de 2013.
  5. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado José Carlos Teixeira». Consultado em 12 de outubro de 2013 
  6. Valadares: o povo vai participar (online). O Estado de S. Paulo, 21/11/1986. Página visitada em 12 de outubro de 2013.
  7. TRE confirma Alves como novo governador (online). Folha de S. Paulo, 10/10/1990. Página visitada em 11 de outubro de 2013.
  8. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 6 de agosto de 2015. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  9. «Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 6 de agosto de 2015 
  10. Fim da apuração dá 73,7% a Alves (online). Jornal do Brasil, 10/10/1990. Página visitada em 11 de outubro de 2013.