Abrir menu principal

Eleições estaduais no Amazonas em 1990

As eleições estaduais no Amazonas em 1990 ocorreram em 3 de outubro como parte das eleições gerais no Distrito Federal e em 26 estados. Foram eleitos então o governador Gilberto Mestrinho, o vice-governador Francisco Garcia, o senador Amazonino Mendes, oito deputados federais e vinte e quatro estaduais num pleito onde o governador venceu em primeiro turno.[1]

1986 Brasil 1994
Eleições estaduais no  Amazonas em 1990
3 de outubro de 1990
(Decisão em primeiro turno)
Gilberto Mestrinho-001.jpg Male portrait placeholder cropped.jpg
Candidato Gilberto Mestrinho Wilson Alecrim
Partido PMDB PSDB
Natural de Manaus, AM Novo Aripuanã, AM
Vice Francisco Garcia Alcebíades Cavalcanti
Votos 332.085 202.976
Porcentagem 57,57% 35,19%


Brasão do Amazonas.svg
Governador do Amazonas

Nascido em Manaus, o professor, indústrial e auditor fiscal[2] Gilberto Mestrinho foi nomeado prefeito da cidade em 1956 pelo governador Plínio Coelho,[3] de quem recebeu apoio para chegar ao Palácio Rio Negro em 1958 pelo PTB. Eleito deputado federal pelo PST de Roraima em 1962, teve seus direitos políticos cassados por dez anos nos primeiros dias do Regime Militar de 1964 graças ao Ato Institucional Número Um retornando assim ao meio empresarial. Com o retorno ao pluripartidarismo no governo João Figueiredo em 1980, voltou ao PTB, entretanto ingressou no PMDB sendo eleito governador do Amazonas em 1982. Nomeado vice-presidente nacional da Rede Bandeirantes[4] em 24 de fevereiro de 1988, deixou o cargo para disputar a prefeitura de Manaus sendo derrotado por Artur Virgílio Neto.

Para vice-governador foi eleito o médico Francisco Garcia. Nascido em Manaus e formado na Universidade Federal do Amazonas em 1974, tornou-se empresario e foi sócio-gerente da TV Rio Negro.[nota 1] Tesoureiro do diretório estadual do PFL, diretor regional do Serviço Social da Indústria e presidente da Federação das Indústrias do Amazonas, estreou na política este ano.[5]

Antes das eleições o Amazonas estava com uma cadeira de senador em aberto graças à decisão de Leopoldo Peres de renunciar para assumir a Zona Franca de Manaus a convite do presidente Fernando Collor. Após a contagem dos votos essa vaga foi destinada ao advogado Amazonino Mendes. Nascido em Eirunepé e diplomado pela Universidade Federal do Amazonas em 1969, o novo senador é empresário da construção civil e atuou como diretor auxiliar do Departamento de Estradas de Rodagem no primeiro governo Gilberto Mestrinho e com a volta deste ao Rio Negro foi nomeado prefeito de Manaus em 1983 e dele recebeu apoio na sua candidatura vitoriosa ao governo amazonense pelo PMDB em 1986 e agora vai à capital federal pelo PDC.

Resultado da eleição para governadorEditar

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas houve 576.821 votos nominais (86,02%), 48.510 votos em branco (7,23%) e 45.243 votos nulos (6,75%), resultando no comparecimento de 670.624 eleitores.[1][6][7][8]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Gilberto Mestrinho
PMDB
Francisco Garcia
PFL
15
Aliança Democrática do Amazonas
(PMDB, PFL, PDC, PL, PTR, PCN, PSD)
332.085
57,57%
Wilson Alecrim
PSDB
Alcebíades Cavalcanti
PSB
45
Frente de Oposição Popular
(PSDB, PSB, PT, PDT, PCB, PCdoB)
202.976
35,19%
Mário Frota
PMN
Djalma Castelo Branco
PMN
33
Frente Ampla Para Libertação do Amazonas
(PMN, PRONA, PRP, PDS, PSC, PST)
34.529
5,99%
Deusamir Pereira
PRN
Simão Percher
PRN
36
PRN (sem coligação)
7.281
1,25%
  Eleito(a)

Resultado da eleição para senadorEditar

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas foram apurados 534.478 votos nominais (79,70%) e também 136.096 votos entre brancos e nulos (20,30%), resultando no comparecimento de 670.574 eleitores.[1][6][7][8]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Amazonino Mendes
PDC
Gilberto Miranda
PDC
171
Aliança Democrática do Amazonas
(PMDB, PFL, PDC, PL, PTR, PCN, PSD)
338.631
63,36%
Marlene Ribeiro Pardo
PT
Antônio Coelho
PDT
131
Frente de Oposição Popular
(PSDB, PSB, PT, PDT, PCB, PCdoB)
109.376
20,46%
Jefferson Peres
PSC
Orlando Corado
PDS
201
Frente Ampla Para Libertação do Amazonas
(PMN, PRONA, PRP, PDS, PSC, PST)
80.207
15,01%
Jorge Tufic Alauzo
PRN
Luiz Saraiva Filho
PRN
361
PRN (sem coligação)
6.264
1,17%
  Eleito(a)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[9] Ressalte-se que os votos em branco eram considerados válidos para fins de cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997, quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[10]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Ézio Ferreira PFL 41.073 Benjamin Constant   Amazonas
Eduardo Braga[nota 2] PDC 38.945 Belém   Pará
Átila Lins PFL 30.807 Fonte Boa   Amazonas
José Dutra PMDB 23.117 Barreirinha   Amazonas
Ricardo Moraes PT 17.944 Manicoré   Amazonas
Beth Azize PDT 17.025 Manacapuru   Amazonas
Pauderney Avelino PDC 15.659 Eirunepé   Amazonas
Euler Ribeiro PMDB 15.512 Itacoatiara   Amazonas

Deputados estaduais eleitosEditar

Estavam em jogo 24 cadeiras da Assembleia Legislativa do Amazonas.[1]

Notas

  1. Oficialmente parte do Sistema de Comunicação Francisco Garcia, foi vendida e hoje é a TV Bandeirantes Amazonas.
  2. Renunciou em favor de João Tomé Mestrinho após eleger-se vice-prefeito de Manaus na chapa de Amazonino Mendes em 1992.

Referências

  1. a b c d «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas». Consultado em 13 de julho de 2014 
  2. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Gilberto Mestrinho». Consultado em 13 de julho de 2014 
  3. «Morre os 81 anos o ex-senador amazonense Gilberto Mestrinho (estadao.com)». Consultado em 13 de julho de 2014 
  4. Datas (online). Disponível em Veja, ed. 1.017 de 02/03/1988. São Paulo: Abril.
  5. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Francisco Garcia». Consultado em 28 de junho de 2016 
  6. a b Coligações fechadas (online). Jornal do Commercio, Manaus (AM), 17/06/1990. Política, p. 03. Página visitada em 27 de junho de 2016.
  7. a b PRN vai sair sem coligação (online). Jornal do Commercio, Manaus (AM), 17/06/1990. Política, p. 03. Página visitada em 27 de junho de 2016.
  8. a b No Olímpico, a festa de Frota (online). Jornal do Commercio, Manaus (AM), 17/06/1990. Política, p. 02. Página visitada em 27 de junho de 2016.
  9. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 8 de agosto de 2015. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  10. «BRASIL. Presidência da República: Lei nº 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 8 de agosto de 2015