Abrir menu principal

Eleições estaduais no Espírito Santo em 2010

As eleições estaduais no Espírito Santo em 2010 aconteceram em 1º de outubro como parte das eleições gerais em 26 estados e no Distrito Federal.[1][2] Foram eleitos o governador Renato Casagrande, o vice-governador Givaldo Vieira, os senadores Ricardo Ferraço e Magno Malta, 10 deputados federais e 30 estaduais. Como o candidato mais votado obteve mais da metade mais um dos votos válidos o pleito foi decidido em primeiro turno e conforme a Constituição a posse do governador e do vice-governador se daria em 1º de janeiro de 2011 para quatro anos de mandato já sob a égide da reeleição.[3][4][nota 1]

2006 Brasil 2014
Eleições estaduais no  Espírito Santo em 2010
3 de outubro de 2010
(Decisão em primeiro turno)
Renato Casagrande em dezembro de 2011.jpg Luiz Paulo Vellozo Lucas.jpg
Candidato Renato Casagrande Luiz Paulo Vellozo Lucas
Partido PSB PSDB
Natural de Castelo, ES Vitória, ES
Vice Givaldo Vieira Max da Mata
Votos 1.502.070 282.910
Porcentagem 82,30% 15,50%


Brasão do Espírito Santo.svg
Governador do Espírito Santo

Eleito governador sob uma votação recorde em termos nominais e percentuais, o engenheiro florestal e advogado Renato Casagrande nasceu em Castelo e se formou, respectivamente, pela Universidade Federal de Viçosa e pela Faculdade de Direito de Cachoeiro de Itapemirim. Membro do PCdoB quando o partido estava na ilegalidade, ingressou no PMDB em 1983 e um ano depois o prefeito Paulo Galvão o nomeou secretário municipal de Obras e Serviços Públicos de Castelo. Filiado ao PSB desde 1987, elegeu-se deputado estadual em 1990 e vice-governador na chapa de Vitor Buaiz em 1994. Nos anos seguintes acumulou suas funções no Executivo com o cargo de secretário de Agricultura.[5] Derrotado ao disputar o governo estadual em 1998, aceitou o convite do prefeito Sérgio Vidigal e foi secretário municipal de Meio Ambiente em Serra.[5] Eleito deputado federal em 2002 e senador em 2006, renunciou à cadeira parlamentar após sua eleição ao governo do Espírito Santo no pleito de 2010.[6][7][nota 2]

Advogado formado pela Universidade Federal do Espírito Santo, Givaldo Vieira nasceu em Laranja da Terra e construiu sua vida política no PT.[8] Eleito vereador em Serra em 1996, foi secretário municipal de Direitos Humanos e Cidadania e secretário municipal de Educação após a reeleição do prefeito Sérgio Vidigal em 2000. Em Vitória foi secretário municipal de Coordenação Política na administração João Coser e obteve uma suplência de deputado estadual em 2006. Convocado a exercer o mandato, dele se licenciou para ocupar a Secretaria do Trabalho no segundo governo Paulo Hartung e em 2010 foi eleito vice-governador capixaba.

Herdeiro político de Theodorico Ferraço, o empresário Ricardo Ferraço nasceu em Cachoeiro de Itapemirim, cidade onde iniciou sua carreira política ao eleger-se vereador pelo PDS em 1982.[2] Após mudar de partido foi eleito deputado estadual via PTB em 1990 e 1994. Presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, chefiou depois a Casa Civil no governo Vitor Buaiz e em 1998 conseguiu um mandato de deputado federal pelo PSDB.[9] Sua primeira candidatura a senador aconteceu pelo PPS em 2002, mas não obteve êxito. Secretário de Agricultura no primeiro governo Paulo Hartung, regressou ao PSDB e foi eleito vice-governador na chapa que reconduziu o governador ao Palácio Anchieta em 2006 e em 2010 foi eleito senador pelo PMDB.[10]

Baiano natural de Macarani, o teólogo Magno Malta graduou-se em 1981 pelo Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil em Recife.[11] Inicialmente filiado ao PTB, foi eleito sucessivamente vereador em Cachoeiro de Itapemirim em 1992, deputado estadual em 1994 e deputado federal em 1998.[2] Após migrar para o PL no início do Século XXI, obteve um mandato de senador em 2002 e com a extinção de seu partido foi reeleito via PR em 2010.[12]

Índice

Resultado da eleição para governadorEditar

Conforme os arquivos da Justiça Eleitoral foram apurados 1.825.092 votos nominais.[1][2][13]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
Renato Casagrande
PSB
Givaldo Vieira
PT
40
Frente Juntos pelo Futuro
(PSB, PT, PMDB, PR, PP, PCdoB, PDT, PRB, PTN, PSDC, PSC, PHS, PTC, PV, PRP, PTdoB)
1.502.070
82,30%
Luiz Paulo Vellozo Lucas
PSDB
Max da Mata
DEM
45
O Espírito Santo Quer Mais
(PSDB, DEM, PTB, PPS, PMN)
282.910
15,50%
Brice Bragato
PSOL
Manoel Jorge
PSOL
50
PSOL (sem coligação)
38.177
2,09%
Gilberto Caregnato
PRTB
Roberto Salesiano
PRTB
28
Frente Renova Espírito Santo
(PRTB, PSL)
1.935
0,11%
José Avelar[nota 3]
PCO
Cristine Braga
PCO
29
PCO (sem coligação)
zero
zero
  Eleito(a)

Resultado da eleição para senadorEditar

Conforme os arquivos da Justiça Eleitoral foram apurados 3.496.069 votos nominais.[1][2][13]

Candidatos a senador da República
Candidatos a suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Ricardo Ferraço
PMDB
Sérgio de Castro
PDT
José Antônio Guidoni
PSB
156
Frente Juntos pelo Futuro
(PSB, PT, PMDB, PR, PP, PCdoB, PDT, PRB, PTN, PSDC, PSC, PHS, PTC, PV, PRP, PTdoB)
1.557.409
44,55%
Magno Malta
PR
Paulo Antenor
PR
Enivaldo dos Anjos
PDT
222
Frente Juntos pelo Futuro
(PSB, PT, PMDB, PR, PP, PCdoB, PDT, PRB, PTN, PSDC, PSC, PHS, PTC, PV, PRP, PTdoB)
1.285.177
36,76%
Rita Camata
PSDB
Maria Gorete Padovan
DEM
Carlos Oliveira Galvêas
PSDB
456
O Espírito Santo Quer Mais
(PSDB, DEM, PTB, PPS, PMN)
375.510
10,74%
Renato Almeida
PSOL
Carmen Saraiva
PSOL
Ilma Viana
PSOL
500
PSOL (sem coligação)
277.973
7,95%
José Carlos Gratz[nota 3]
PSL
Laudelino Pereira do Nascimento
PRTB
João Barbosa Valadares
PSL
170
Frente Renova Espírito Santo
(PRTB, PSL)
zero
zero
  Eleito(a)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[14] Ressalte-se que os votos em branco eram incluídos no cálculo do quociente eleitoral nas disputas proporcionais até 1997, quando essa anomalia foi banida de nossa legislação.[4][13]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Audifax Barcelos[nota 4] PSB 161.856 8,58% Serra   Espírito Santo
Sueli Vidigal PDT 141.578 7,51% Cachoeiro de Itapemirim   Espírito Santo
Lelo Coimbra PMDB 105.458 5,59% Vitória   Espírito Santo
Paulo Foletto PSB 99.312 5,26% Colatina   Espírito Santo
Rose de Freitas PMDB 96.454 5,11% Caratinga   Minas Gerais
César Colnago[nota 5] PSDB 80.728 4,28% Itarana   Espírito Santo
Iriny Lopes PT 74.534 3,95% Lavras   Minas Gerais
Lauriete Malta PSC 69.818 3,70% Vitória   Espírito Santo
Jorge Silva PDT 67.262 3,57% São Mateus   Espírito Santo
Carlos Manato PDT 60.700 3,22% Alegre   Espírito Santo

Deputados estaduais eleitosEditar

Estavam em jogo 30 cadeiras na Assembleia Legislativa do Espírito Santo.[1][2][13]

Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Rodney Miranda DEM 65.049 3,46% Brasília   Distrito Federal
Theodorico Ferraço DEM 53.096 2,83% Cachoeiro de Itapemirim   Espírito Santo
Vandinho Leite PR 38.548 2,05% Aimorés   Minas Gerais
Josias da Vitória PDT 33.374 1,78% Colatina   Espírito Santo
Marcelho Coelho PDT 31.083 1,66% Linhares   Espírito Santo
José Carlos Elias PTB 29.089 1,68% Itapemirim   Espírito Santo
Hércules Silveira PMDB 28.536 1,52% Cachoeiro de Itapemirim   Espírito Santo
Rodrigo Chamoun PSB 27.104 1,44% Brasília   Distrito Federal
Luiz Durão PDT 25.976 1,38% Linhares   Espírito Santo
José Eustáquio de Freitas PSB 24.711 1,32% Conselheiro Pena   Minas Gerais
Gildevan Fernandes PV 23.820 1,27% Pinheiros   Espírito Santo
Genivaldo Lievore PT 23.801 1,27% Colatina   Espírito Santo
Sérgio Borges PMDB 23.749 1,26% Vitória   Espírito Santo
Luzia Toledo PMDB 23.626 1,26% Mimoso do Sul   Espírito Santo
Gilsinho Lopes PR 23.241 1,24% Vitória   Espírito Santo
Glauber Coelho PR 23.040 1,23% Cachoeiro de Itapemirim   Espírito Santo
Cláudio Vereza PT 22.353 1,19% Aimorés   Minas Gerais
Roberto Carlos Braga[nota 6] PT 22.143 1,18% Vitória   Espírito Santo
Lúcia Dornellas PT 21.873 1,16% Afonso Cláudio   Espírito Santo
Luciano Rezende PPS 21.146 1,13% Cachoeiro de Itapemirim   Espírito Santo
Marcelo Coutinho PT 20.417 1,09% Cariacica   Espírito Santo
Ataydes Antônio Armani DEM 20.044 1,07% Linhares   Espírito Santo
Luciano Pereira DEM 19.085 1,02% Barra de São Francisco   Espírito Santo
José Esmeraldo de Freitas PR 18.841 1,00% Cariacica   Espírito Santo
Elcio Alvares DEM 17.878 0,95% Ubá   Minas Gerais
Sandro Locutor PV 17.548 0,93% Vitória   Espírito Santo
Vanildo Sarnaglia PTdoB 17.418 0,93% Itaguaçu   Espírito Santo
Nilton Baiano PP 17.062 0,91% Itabuna   Bahia
Henrique Vargas PRP 13.502 0,72% São Gabriel da Palha   Espírito Santo
Dary Pagung PRP 13.282 0,71% Baixo Guandu   Espírito Santo

Notas

  1. A posse dos parlamentares eleitos ocorreria em 1º de fevereiro de 2011.
  2. A eleição de Renato Casagrande como governador em 2010 ocasionou a efetivação da senadora Ana Rita Esgário e derrubou os recordes de votação estabelecidos anteriormente por Paulo Hartung.
  3. a b Teve a candidatura indeferida antes do pleito, daí não ter recebido votação.
  4. Eleito prefeito de Serra em 2012, renunciou ao mandato de deputado federal em favor de Camilo Cola.
  5. Eleito vice-governador do estado em 2014, César Colnago renunciou ao mandato de deputado federal no fim da legislatura em prol de Max Mauro Filho.
  6. Trata-se de um professor homônimo do cantor Roberto Carlos.

Referências

  1. a b c d «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  2. a b c d e f «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  3. «BRASIL. Presidência da República. Constituição de 1988». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  4. a b «BRASIL. Presidência da República. Lei nº. 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  5. a b «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Renato Casagrande». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  6. «Senado Federal do Brasil: senador Renato Casagrande». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  7. «UOL eleições 2010: Sem dificuldades, Casagrande é eleito no primeiro turno no ES». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  8. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Givaldo Vieira». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  9. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Ricardo Ferraço». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  10. «Senado Federal do Brasil: senador Ricardo Ferraço». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  11. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Magno Malta». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  12. «Senado Federal do Brasil: senador Magno Malta». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  13. a b c d «Eleições estaduais no Espírito Santo em 2010 (G1 eleições 2010)». Consultado em 15 de setembro de 2017 
  14. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 15 de setembro de 2017. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013