Abrir menu principal

Eleições estaduais no Piauí em 2018

As eleições estaduais no Piauí em 2018 foram realizadas em 7 de outubro, como parte das eleições gerais no Brasil. Os eleitores aptos a votar elegeram seus representantes na seguinte proporção: dez deputados federais, dois senadores e trinta deputados estaduais.[1]

2014 Brasil 2022
Eleições estaduais no Piauí em 2018
7 de outubro de 2018
(Decisão em primeiro turno)
Governador do Piauí, Wellington Dias.jpg Male portrait placeholder cropped.jpg
Candidato Wellington Dias Dr. Pessoa
Partido PT SD
Vice Regina Sousa Vanessa Tapety
Votos 966.469 355.792
Porcentagem 55,65% 20,48%
Mapa da Eleição estadual no Piauí em 2018 por município.svg
Candidato mais votado por município (224):
  Wellington Dias
  Dr. Pessoa
  Luciano Nunes


Brasão do Piauí.svg
Governador do Piauí

Os candidatos ao Palácio de Karnak foram Wellington Dias (PT), Dr. Pessoa (SD), Luciano Nunes (PSDB), Fábio Sérvio (PSL), Elmano Férrer (PODE), Professora Sueli (PSOL), Valter Alencar (PSC), Luciane Santos (PSTU), Romualdo Seno (DC) e Lourdes Melo (PCO). Wellington Dias foi reeleito em primeiro turno com 55,65% dos votos válidos, se tornando o primeiro brasileiro a ser eleito quatro vezes governador de um estado em primeiro turno. [2]

Pesquisas de intenção de votoEditar

Governo do EstadoEditar

Divulgação Instituto Margem
de erro
Candidato Brancos ou Nulos Nenhum ou Não sabe
Wellington (PT) Pessoa (SD) Luciano (PSDB) Elmano (PODE) Fábio (PSL) Alencar (PSC) Romualdo (DC) Sueli (PSOL) Maria de Lourdes (PCO)
21 de agosto de 2018 Ibope[3] ±3% 47% 13% 6% 6% 2% 2% 1% 13% 9%
20 de setembro de 2018 Ibope[4] ±3% 46% 19% 10% 4% 2% 2% 1% 1% 1% 8% 6%

Senado FederalEditar

Levando em conta que para o senado o eleitor irá votar duas vezes, as pesquisas possuem um universo de 200%

Período da pesquisa Instituto Margem
de erro
Candidato Brancos ou Nulos Não sabe
Ciro (PP) Martins (PSB) Castro (MDB) Frank (PRB) Robert (DEM) Marcos (PTC) Elizeu (PSL) Saraiva (DC) Lira (PSL) Henrique (REDE) Jesus (PSOL) Quem (AVANTE) Flávia (PRP) Genival (PSC) Santos (PSTU) Fausto (PCB) Albetiza (PCO) Andrade (DC)
18/08 a 21/08/2018 Ibope[5] ±3% 36% 32% 17% 17% 13% 4% 3% 2% 2% 2% 1% 1% 1% 1% 1% 1% 0% 0% 37% 29%

Eleição para o Governo EstadualEditar

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral foram apurados 1.736.845 votos nominais.

Governador eleitoEditar

Nascido em Oeiras, o bancário Wellington Dias é filho de Joaquim Antonio Neto e Teresinha de Araújo Dias, casal com atuação política em Paes Landim.[6] Filiou-se ao PT em 1985 sendo eleito presidente da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Piauí em 1986 e presidente do Sindicato dos Bancários em 1989. Antigo funcionário da Rádio Difusora de Teresina, começou sua carreira política ao ser eleito vereador de Teresina em 1992 e deputado estadual em 1994, chegando à presidência do diretório estadual do PT. Em 1996 foi candidato a vice-prefeito de Teresina na chapa de Nazareno Fonteles, mas não logrou êxito. Eleito deputado federal em 1998, perdeu a eleição para prefeito da capital piauiense no ano 2000.[7] Eleito governador do Piauí em 2002 e reeleito em 2006,[8] renunciou ao mandato pouco antes de eleger-se senador em 2010.[9] Derrotado ao candidatar-se a prefeito de Teresina em 2012, romperia com o governo estadual no ano seguinte unindo-se a Ciro Nogueira e João Vicente Claudino para conquistar um inédito terceiro mandato como governador do Piauí 2014, sendo reeleito em 2018.[10][11][nota 1]

Vice-governadora eleitaEditar

Natural de União, Regina Sousa é formada em Letras com habilitação em Língua Portuguesa e Língua Francesa pela Universidade Federal do Piauí. A partir de então atuou como professora até conciliar esta profissão com a de bancária ao ingressar como funcionária do Banco do Brasil em 1983. Sindicalista, presidiu o Sindicato dos Bancários do Piauí e também a direção estadual da Central Única dos Trabalhadores. Presidente do diretório estadual do PT em seis oportunidades, foi secretária de Administração nos dois primeiros governos de Wellington Dias. Quando este foi eleito senador em 2010, teve Regina Sousa como primeira suplente e esta foi efetivada quando Dias retornou ao governo estadual em 2014, tornando-se a primeira senadora da história do Piauí,[12][nota 2] estado do qual foi eleita vice-governadora na chapa que reelegeu Wellington Dias em 2018.[13]

Resultado finalEditar

Candidato a governador(a) do estado
Candidato a vice-governador(a) Número Coligação Votação Percentual
Wellington Dias
PT
Regina Sousa
PT
13
A Vitória com a Força do Povo
(PT, MDB, PP, PTB, PCdoB, PRTB, PDT)
966.469
55,65%
José Pessoa Leal
SD
Vanessa Tapety
PTC
77
Mudar para Servir Nossa Gente
(SD, PTC, PMN, PRB, PPL)
355.792
20,48%
Luciano Nunes
PSDB
Cassandra Moraes Souza
DEM
45
Piauí de Verdade
(PSDB, DEM, PR, PSD, PSB)
300.549
17,30%
Fábio Sérvio
PSL
Carlos Pinho
PROS
17
Piauí Acima de Tudo
(PSL, PROS)
63.431
3,41%
Elmano Férrer
PODE
Luiz Ayrton Santos Júnior
PV
19
Resistência pelo Piauí
(PODE, PV, AVANTE, PATRI, REDE, PPS, PRP, PHS)
22.176
1,28%
Professora Sueli
PSOL
Chiquinho da Luta
PSOL
50
Poder Popular na Construção do Piauí
(PSOL, PCB)
12.271
0,71%
Valter Alencar
PSC
Raimundo Pereira da Silva Filho
PSC
20
PSC (sem coligação)
11.015
0,63%
Luciane Santos
PSTU
Tibério César[nota 3]
PSTU
16
PSTU (sem coligação)
2.960
0,17%
Romualdo Seno
DC
Márcio Luiz Santana de Oliveira
DC
27
DC (sem coligação)
1.405
0,08%
Lourdes Melo
PCO
Cloves dos Santos
PCO
29
PCO (sem coligação)
777
0,04%
  Eleito

Resultado da eleição para senadorEditar

Conforme o Tribunal Superior Eleitoral foram apurados 3.001.133 votos nominais.

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Ciro Nogueira
PP
Eliane Nogueira
PP
Gil Paraibano
PP
111
A Vitória com a Força do Povo
(PT, MDB, PP, PTB, PCdoB, PRTB, PDT)
897.959
29,92%
Marcelo Castro
MDB
José Hamilton Castelo Branco
PTB
José Rodrigues da Costa Neto
MDB
151
A Vitória com a Força do Povo
(PT, MDB, PP, PTB, PCdoB, PRTB, PDT)
812.213
27,96%
Wilson Martins
PSB
Átila de Melo Lira[nota 4]
PSB
Lemna Elvas
PSDB
400
Piauí de Verdade
(PSDB, DEM, PR, PSD, PSB)
570.065
18,99%
Robert Rios
DEM
Ana Cleide Monteiro Barbosa
DEM
Chico Wilson
PSDB
258
Piauí de Verdade
(PSDB, DEM, PR, PSD, PSB)
248.223
8,27%
Frank Aguiar
PRB
Carlos Alberto Cardoso Azevedo
PMN
Fabrício José dos Santos
PRB
101
Mudar para Servir Nossa Gente
(SD, PTC, PMN, PRB, PPL)
151.269
5,04%
Jesus Rodrigues
PSOL
Cyntia Raquel da Costa Falcão
PSOL
Francisco Waldilio da Silva Sousa
PSOL
500
Poder Popular na Construção do Piauí
(PSOL, PCB)
72.755
2,42%
Marcus Vinícius Cunha Dias
PTC
César Melo
PTC
Daniel Jackson Araújo de Souza
PTC
361
Mudar para Servir Nossa Gente
(SD, PTC, PMN, PRB, PPL)
72.446
2,41%
Antônio José Lira
PSL
Raimundo Farias Júnior
PSL
Urbano Eulálio
PSL
170
Piauí Acima de Tudo
(PSL, PROS)
58.336
1,94%
Paulo Henrique da Costa Pinheiro
REDE
Fernando Antônio Lopes Gomes
REDE
Jefferson Carvalho
REDE
181
REDE (sem coligação)
27.477
0,92%
Flávia Barbosa
PRP
Filinto Neto
PRP
Ogiomar Fernandes da Silva
PRP
444
PRP (sem coligação)
23.645
0,79%
Quem-Quem
AVANTE
Fabrício Rodrigues de Sousa
AVANTE
Valdecy Xisto
AVANTE
700
AVANTE (sem coligação)
21.075
0,70%
Genival Oliveira
PSC
Rejane Veras
PSC
Márcia Marques
PSC
200
PSC (sem coligação)
16.329
0,54%
Fausto Ripardo
PCB
Caetano Soares
PCB
Waldinar Neres
PCB
211
Poder Popular na Construção do Piauí
(PSOL, PCB)
6.932
0,23%
Albetiza Moreira de Araújo
PCO
Francisco Carlos Pitombeira de Moura
PCO
Antônia Marly Soares de Moura
PCO
290
PCO (sem coligação)
6.669
0,22%
Joaquim Saraiva
DC
Jair Sampaio da Silva
DC
Edmilson Paiva de Sousa
DC
277
DC (sem coligação)
5.792
0,19%
Lafayette Andrade
DC
Itamar da Silva Andrade
DC
Adriano José Pereira Galeno
DC
278
DC (sem coligação)
5.640
0,19%
Gervásio Santos
PSTU
Jociana Sousa
PSTU
Geracina Rebouças
PSTU
166
PSTU (sem coligação)
4.308
0,14%
Elizeu Aguiar
PSL
Breno Kaywy
PSL
Jonas Vieira da Silva
PSL
177
Piauí Acima de Tudo
(PSL, PROS)
zero
zero
  Eleitos

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[14]

Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Rejane Dias PT 138.800 São João do Piauí   Piauí
Fábio Abreu[nota 5] PR 132.719 Fortaleza   Ceará
Assis Carvalho PT 129.623 Oeiras   Piauí
Flávio Nogueira PDT 111.672 Alto Santo   Ceará
Júlio César PSD 110.804 Guadalupe   Piauí
Iracema Portela PP 96.277 Teresina   Piauí
Margarete Coelho PP 76.338 São Raimundo Nonato   Piauí
Marcos Aurélio Sampaio MDB 73.302 Teresina   Piauí
Marina Santos PTC 70.828 Picos   Piauí
Átila Lira PSB 54.095 Piripiri   Piauí

Deputados estaduais eleitosEditar

Foram eleitos 30 deputados estaduais com a ressalva de convocações de suplentes durante a legislatura.[15][nota 6]

Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Georgiano Neto PSD 79.723 4,39% Teresina   Piauí
Lucy Silveira PP 57.384 3,16% Recife   Pernambuco
Júlio Arcoverde PP 49.688 2,73% Teresina   Piauí
Wilson Brandão PP 47.908 2,64% Rio de Janeiro   Rio de Janeiro
Severo Eulálio MDB 47.175 2,60% Teresina   Piauí
Flávio Nogueira Júnior PDT 47.007 2,21% Teresina   Piauí
Zé Santana MDB 45.813 2,52% Paraibano   Maranhão
Francisco Lima PT 44.234 2,43% Matias Olímpio   Piauí
Themistocles Filho MDB 42.773 2,35% Teresina   Piauí
Marden Menezes PSDB 42.096 2,32% Teresina   Piauí
Francisco Costa PT 41.966 2,31% São Francisco de Assis do Piauí   Piauí
Janaína Marques PTB 41.653 2,29% Teresina   Piauí
Hélio Oliveira PR 38.391 2,11% Canto do Buriti   Piauí
Henrique Pires MDB 38.346 2,11% Recife   Pernambuco
Pablo Santos MDB 38.177 2,10% Picos   Piauí
Fernando Monteiro PRTB 36.852 2,03% Teresina   Piauí
Fábio Xavier PR 35.779 1,97% São Luís   Maranhão
Fábio Novo PT 35.714 1,97% Bom Jesus   Piauí
Hélio Isaías PP 35.358 1,95% Teresina   Piauí
Gustavo Neiva PSB 34.662 1,91% Teresina   Piauí
Franzé Silva PT 31.526 1,74% Buriti dos Lopes   Piauí
Carlos Augusto PR 30.810 1,70% Corrente   Piauí
João Madison Nogueira MDB 30.118 1,66% Corrente   Piauí
Flora Izabel PT 29.061 1,60% Teresina   Piauí
Pastor Gessivaldo PRB 28.259 1,56% Teresina   Piauí
Nerinho PTB 27.684 1,52% Picos   Piauí
Evaldo Gomes PTC 26.851 1,48% Teresina   Piauí
Firmino Paulo PP 26.692 1,47% Teresina   Piauí
Teresa Britto PV 19.532 1,08% Piripiri   Piauí
Oliveira Neto PPS 17.633 0,97% Teresina   Piauí

Notas

  1. Tomando por base as eleições realizadas após o Estado Novo, Alberto Silva chegou ao governo por via indireta em 1970 e foi eleito em 1986. Anos mais tarde, Mão Santa foi o primeiro governador a ser eleito e reeleito em 1994 e 1998, respectivamente. Quanto a Hugo Napoleão este foi eleito em 1982 e regressou ao poder após a cassação de Mão Santa pelo Tribunal Superior Eleitoral em 2001.
  2. Regina Sousa renunciou aos últimos meses de mandato em prol de Zé Santana a fim de assumir como vice-governadora.
  3. Homônimo do imperador romano Tibério.
  4. Filho do deputado federal Átila Lira.
  5. O governador Wellington Dias renomeou Fábio Abreu como secretário de Segurança e dias depois nomeou o suplente de deputado federal Merlong Solano para o cargo de secretário de Administração, o que reconduziu Paes Landim à Câmara dos Deputados.
  6. Quando Júlio Arcoverde foi nomeado secretário municipal de Esportes e Lazer por Firmino Filho, prefeito de Teresina, sua cadeira na Assembleia Legislativa do Piauí foi entregue a Benedito Sá Filho. Algum tempo depois o governador Wellington Dias nomeou quatro deputados estaduais para a sua equipe: Wilson Brandão (secretário de Mineração), Zé Santana (secretário de Assistência Social), Janaína Marques (secretária de Infraestrutura) e Pablo Santos (presidente da Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares). Foram convocados então os suplentes Warton Lacerda, Ziza Carvalho, Cícero Magalhães e Belê Medeiros, entretanto, como Arcoverde retornou ao legislativo a posse de Belê Medeiros não se concretizou num primeiro instante. Quarenta dias depois, o governador nomeou os deputados estaduais Fábio Novo (secretario de Cultura) e Flávio Nogueira Júnior (secretário de Turismo) à sua equipe, ocasionando a convocação das suplentes Belê Medeiros e Elisângela Moura.

Referências

  1. «Eleições 2018: confira as datas do calendário eleitoral». G1 
  2. «WDias é o primeiro governador do Brasil a ser eleito 4 vezes no 1º turno». Piauí Hoje. 8 de outubro de 2018. Consultado em 9 de outubro de 2018 
  3. «Pesquisa Ibope no Piauí: Wellington Dias, 47%; Dr. Pessoa, 13%». G1 – Piauí. 21 de agosto de 2018. Consultado em 25 de setembro de 2018 
  4. «Ibope: Wellington Dias lidera disputa ao governo do Piauí com 46%». UOL. 20 de setembro de 2018. Consultado em 25 de setembro de 2018 
  5. «Pesquisa Ibope para o Senado no Piauí: Ciro Nogueira, 36%; Wilson Martins, 32%». G1 
  6. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Wellington Dias». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  7. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  8. «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  9. «Senado Federal do Brasil: senador Wellington Dias». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  10. «Wellington Dias, do PT, é eleito governador do Piauí (G1 Piauí)». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  11. «Wellington Dias, do PT, é reeleito governador do Piauí (G1 Piauí)». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  12. «Senado Federal do Brasil: senadora Regina Sousa». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  13. «Agência Senado: Regina Sousa destaca vitória de mulheres nas eleições e denuncia fake news». Consultado em 16 de outubro de 2019 
  14. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 15 de outubro de 2019 
  15. «Página oficial da Assembleia Legislativa do Piauí». Consultado em 15 de outubro de 2019