Abrir menu principal

Eleições gerais na Suécia em 2010

ResultadosEditar

Ao contrário do que aconteceu nas eleições anteriores, em 2006, a coligação de centro-direita não conseguiu maioria absoluta (obteve 49,27% dos votos).[1] O primeiro-ministro em exercício - o conservador Fredrik Reinfeldt, do Partido Moderado – terá pois de tentar formar um governo em posição minoritária diante do bloco Verde-Vermelho (De rödgröna, liderado pelo Partido Social-Democrata, de Mona Sahlin, em aliança com o Partido da Esquerda e com os Verdes), que obteve 43,60% dos sufrágios, e do pequeno Partido dos Democratas Suecos, de extrema direita, que conseguiu 5,7%.

De acordo com os resultados finais,[2] a Aliança obteve 173 (49,57%) das 349 cadeiras do Parlamento da Suécia, ou seja, pouco menos que a maioria absoluta, enquanto a coligação Verde-Vermelha ganhou 156 (44,69%), e os Democratas Suecos conquistaram 20 assentos, integrando pela primeira vez o Parlamento.[3] Em quase cem anos, é a primeira vez, na Suécia, que um governo de centro-direita é reeleito depois de ter cumprido um mandato inteiro.[4]

Tabela de resultadosEditar

Partido Nº Votos % +/- Deputados +/-
Partido Social-Democrata 1 827 497 30,7  4,3
112 / 349
 18
Partido Moderado 1 791 766 30,1  3,9
107 / 349
 10
Partido Verde 437 435 7,3  2,1
25 / 349
 6
Partido Popular Liberal 420 524 7,1  0,4
24 / 349
 4
Partido do Centro 390 804 6,6  1,3
23 / 349
 6
Democratas Suecos 339 610 5,7  2,8
20 / 349
 20
Partido da Esquerda 334 053 5,6  0,3
19 / 349
 3
Os Democratas Cristãos 333 696 5,6  1,0
19 / 349
 5
Outros 85 023 1,4
0 / 349
Votos inválidos 68 274 1,1  0,7
Total 6 028 682 100 349
Eleitorado/Participação 7 123 651 84,6  2,6

Resultados por BlocosEditar

Bloco Votos % +/- Deputados +/-
Aliança (Centro-direita) 2 936 790 49,4  1,2
173 / 349
 5
Aliança Vermelha-Verde (Centro-esquerda) 2 598 985 43,6  2,5
156 / 349
 15

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar