Abrir menu principal

Eleição presidencial de Timor-Leste de 2007

Eleições presidenciais de 2007 em Timor-Leste

As eleições presidenciais de 2007 em Timor-Leste decorreram em duas voltas; a primeira volta realizou-se no dia dia 9 de Abril de 2007 e a segunda volta no dia 9 de Maio de 2007. A data da primeira volta foi marcada em Fevereiro[1] pelo presidente Xanana Gusmão que ocupa o cargo desde 2002.

O país encontra-se devastado, não tendo ainda conseguido alcançar o equilíbrio desde a independência. A campanha eleitoral foi marcada pela desordem e por alguma violência, havendo relatos de 19 hospitalizações em Díli, no último dia da mesma, devido a agressões à pedrada[2].

Estão inscritos 522.933 eleitores que votarão nos treze distritos em que o país está dividido. O maior número de votantes está concentrado em Díli, a capital, logo seguida por Baucau, com 60.522.

CandidatosEditar

Entraram na corrida à Presidência oito candidatos[3], sete homens e uma mulher:

Resultados da primeira voltaEditar

 
Resultados da primeira volta

A primeira volta destas eleições realizaram-se no dia 9 de Abril de 2007.

Do total de 522.933 eleitores registados, votaram 427.712, o que equivale a uma taxa de participação de 81,79%. Dos 427.712 votos, 403.941 eram válidos.

Em 18 de Abril, a Comissão Eleitoral indicou que passam à segunda volta os candidatos Francisco Guterres "Lu Olo" e José Ramos-Horta[4].

Perante estes resultados, José Ramos Horta decidiu suspender o seu cargo de primeiro-ministro até à segunda volta das eleições, que se realizou no dia 9 de Maio de 2007.

Candidato Partido Votos Percentagem
Francisco Guterres "Lu Olo" Fretilin 112.666 27,89%
José Ramos Horta Independente 88.102 21,81%
Fernando 'Lasama' de Araújo Partido Democrático 77.459 19,18%
Francisco Xavier do Amaral Associação Social Democrática Timorense 58.125 14,39%
Lúcia Lobato Partido Social Democrata 35.789 8,86%
Manuel Tilman Partido Kota 16.534 4,09%
Avelino Coelho da Silva Partido Socialista Timorense 8.338 2,06%
João Viegas Carrascalão União Democrática Timorense 6.928 1,72%

Segunda voltaEditar

A segunda volta destas eleições realizaram-se no dia 9 de Maio de 2007. Passaram à segunda fase os dois candidatos mais votados, Francisco Guterres e José Ramos Horta.

Todos os candidatos à primeira volta, com excepção de Manuel Tilman, deram apoio à candidatura de Ramos Horta.

Esta votação decorreu de forma ordeira e sem incidentes[5].

Resultados finaisEditar

José Ramos Horta acabou por vencer as eleições com uma maioria de 69,13% dos votos expressos e sem contestação por parte da oposição[6][7].

Ao tomar posse no dia 20 de Maio de 2007 torna-se assim o segundo presidente da República de Timor-Leste, sucedendo a Xanana Gusmão, de quem recebeu apoio para esta eleição.

Candidato Partido Votos % de votos
José Ramos Horta Independente 283.398 69,13%
Francisco Guterres "Lu Olo" Fretilin 126.525 30,87%
Total 409.923 100,00%
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre eleições presidenciais de 2007 em Timor-Leste

Fontes