Abrir menu principal

Eles Não Usam Black-tie (filme)

filme de 1981 dirigido por Leon Hirszman
(Redirecionado de Eles Não Usam Black-Tie (filme))
Eles Não Usam Black-tie
 Brasil
1981 •  cor •  120 min 
Direção Leon Hirszman
Roteiro
  • Leon Hirszman
  • Gianfrancesco Guarnieri
Elenco
Género drama
Idioma língua portuguesa

Eles Não Usam Black-tie é um filme brasileiro de 1981 dirigido por Leon Hirszman, com fotografia de Lauro Escorel e baseado na peça Eles não usam black-tie, de Gianfrancesco Guarnieri. A película foi premiada em vários festivais internacionais, com destaque para o Festival de Veneza, onde recebeu o Leão de Ouro.[1] Em novembro de 2015, o filme entrou na lista da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.[2]

Além de Guarnieri, participam do elenco atores importantes da dramaturgia brasileira, como Fernanda Montenegro, Milton Gonçalves, Carlos Alberto Riccelli, Bete Mendes e Flávio Guarnieri, como filho mais novo de Fernanda e Guarnieri, entre outros.

Índice

SinopseEditar

Um movimento grevista se inicia numa empresa. Um operário está preocupado com sua namorada, que engravidou, e eles decidem se casar. Para não perder o emprego, ele resolve furar a greve, que é liderada por seu pai, iniciando um conflito familiar que se estende às assembleias e piquetes.

ElencoEditar

RecepçãoEditar

Adécio Moreira Jr. em sua crítica para o Poses e Neuroses disse que o filme "serve para termos ainda mais orgulho do nosso cinema, que tem bons exemplos para provar que o fantasma das chanchadas [que é um destaque negativo do cinema brasileiro] só assombra quem tem pouco referencial."[4]

Principais prêmios e indicaçõesEditar

No Festival de Veneza de 1981, Leon Hirszman recebeu o prêmio FIPRESCI e o Grande Prêmio Especial do Júri (Leão de Ouro).[5][nota 1] No mesmo ano, no Festival de Havana, Leon Hirszman recebeu o Prêmio Grand Coral. Em 1982, Gianfrancesco Guarnieri recebeu o Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte, Brasil) na categoria de Melhor Ator.[carece de fontes?] No mesmo ano, o filme recebeu o prêmio Margarida de Prata.[carece de fontes?]

Ver tambémEditar

Notas

  1. Dividido com Sogni d'oro, de Nanni Moretti.[5]

Referências

  1. "Filme de Walter Salles leva o Brasil de volta a Veneza", BBC Brasil, 30/8/2001
  2. «Críticos elegem os 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos». on.ig.com.br. 27 de novembro de 2015. Consultado em 22 de outubro de 2016 
  3. "Entrevista de Flávio Guarnieri", Pedaço da Vila, Junho de 2011
  4. Adécio Moreira Jr. (28 de agosto de 2013). «Eles não Usam Black-tie». poseseneuroses.com.br. Consultado em 22 de outubro de 2016 
  5. a b Joaquim, Luiz (2016). «Eles Não Usam Black-tie». In: Silva, Paulo Henrique (org.). Os 100 melhores filmes brasileiros. Belo Horizonte: Livramento/ABRACCINE. p. 71. ISBN 978-85-68275-73-3 


  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.